Pitaco do Léo – 2014 NFL Draft

Pitaco do Léo – 2014 NFL Draft

683
Zack Martin, a primeira escolha do Cowboys em 2014

 

Fala, Cowboys Nation! É com muita satisfação que me apresento como um participante do site Cowboys (Blue Star) Brasil. Sou o Leonardo Sangiorge, torcedor, sofredor e apaixonado por futebol americano desde 2009. Queria agradecer a toda equipe do Cowboys (Blue Star) Brasil pela oportunidade de participar dessa equipe.

2014 NFL Draft – Análise das escolhas

 

1ª Rodada – Zack Martin

Apesar de todos os problemas da defesa na última temporada, na qual a unidade dirigida por Monte Kiffin ficou em ultimo em vários quesitos entre os 32 times da liga, Jerry Jones, Jason Garrett e Will McClay decidiram draftar um jogador de ataque com a primeira escolha do Draft. Após jogadores como Anthony Barr, Aaron Donald e Ryan Shazier terem sido escolhidos, Dallas ficou sem muitas opções para reforçar sua defesa, e decidiu selecionar um jogador de linha ofensiva. Zack Martin foi titular de todos os 52 jogos da Universidade de Notre Dame durante as últimas 4 temporadas, jogando principalmente como Left Tackle. Martin deve fazer a transição para Right Guard em Dallas, o que não parece ser uma tarefa muito difícil.

O atleta selecionado pelo Cowboys com a primeira escolha tem ótima técnica de bloqueios, além de muita agilidade lateral e boa velocidade para neutralizar defensores no segundo nível da defesa. Experiente e com muito sucesso no College, o ex-jogador de Notre Dame chega para solidificar uma linha ofensiva que vem sendo reconstruída nos últimos anos. Após a escolha, o Cowboys conta com 3 jogadores de primeira rodada em sua linha ofensiva, maior número da NFL, empatado com o San Francisco 49ers. Curiosamente, Martin é mais velho do que Tyron Smith e Travis Frederick, jogadores selecionados em 2011 e 2013 respectivamente. Esses três jogadores podem ser a base de uma das melhores linhas ofensivas da liga por muitos anos.

 

2ª Rodada – Demarcus Lawrence

Para poder selecionar Lawrence no segundo dia de draft, o Cowboys cedeu suas escolhas de segunda e terceira rodada ao Washington Redskins, o que foi considerado por muitos especialistas demais para subir 14 posições no draft. Lawrence, porém, era visto como o terceiro melhor Pass Rusher da classe, atrás apenas de Jadeveon Clowney, selecionado na 1ª escolha geral, e Anthony Barr, selecionado na 9ª escolha geral, e era visto também como o ultimo Defensive End com características para jogar no lado direito da Linha Defensiva.

Em Dallas, Anthony Spencer, George Selvie, Jeremy Mincey e Tyrone Crawford são considerados melhores jogadores para jogar como Left Defensive Ends, pois são jogadores um pouco mais pesados e com mais habilidades para parar a corrida do que para chegar ao Quarterback adversário. Lawrence é um jogador muito explosivo que, apesar de um pouco baixo, tem braços muito longos, característica importante para conseguir passar pelos Left Tackles. É ainda um jogador muito atlético e explosivo, e com ótima produção em sua carreira universitária, conseguindo 20 sacks e 34 tackles para perda de jardas nos últimos dois anos somados. Substituir Ware e suas temporadas de 20 sacks é uma tarefa quase impossível, porém Lawrence pode igualar ou até melhorar a marca de 6 sacks que Ware conseguiu no ano passado. Talvez as escolhas de segunda e terceira rodada tenham sido demais para escolhê-lo, mas Lawrence deve ser titular e pode ter uma boa produção já como calouro.

 

4ª Rodada – Anthony Hitchens

Considerado por alguns especialistas como um jogador de sétima rodada, Hitchens foi o terceiro selecionado de Dallas no último draft. Hitchens foi Outside Linebacker na universidade, porém Marinelli deve usá-lo como um reserva imediato de Sean Lee, na posição de Inside Linebacker. O ex-jogador de Iowa teve grande procução em sua carreira universitária, liderando a boa defesa da universidade em tackles por dois anos consecutivos, e ainda sendo escolhido como o MVP da equipe na ultima temporada da NCAA. Com todas as contusões que o Cowboys vem sofrendo no grupo de linebackes nos últimos anos, com Sean Lee, Justin Durant e Bruce Carter perdendo jogos por contusão nos ultimos dois anos, acrescentar jogadores para a rotação na posição foi a escolha certa. Porém, Hitchens poderia ter sido selecionado pelo menos duas rodadas depois. Ótimo nos tackles e com boa velocidade, Hitchens vai ser um importante jogador de Special Teams, e não deve jogar muito como Linebacker.

 

5ª Rodada – Devin Street

Pouco antes do draft, o técnico dos Wide Receivers do Cowboys, Derek Dooley, fez um treino fechado com Street e se impressionou com o que viu. Street é um jogador alto e com ótima envergadura, porém o que realmente impressionou Dooley, foi a habilidade do jogador de percorrer ótimas rotas e suas ótimas mãos, conseguindo fazer difíceis recepções. O que fez Street cair tanto no draft, além do seu baixo peso e força física, foi uma lesão no ombro que o tirou do fim da última temporada universitária e o prejudicou na hora de fazer o supino no Combine, conseguindo apenas 3 repetições. O Wide Receiver formado em Pitthsburgh chega em Dallas para disputar a vaga de terceiro recebedor com Cole Beasley e Dwayne Harris. A habilidade de poder jogar tanto pelos lados como no slot é um ponto positivo de Street, que foi escolhido para melhorar o jovem grupo de recebedores dos Cowboys.

 

7ª Rodada – Ben Gardner, Will Smith, Ahmad Dixon, Ken Bishop e Terrance Mitchell

Após algumas trocas e escolhas compensatórias, o Cowboys ficou com 5 escolhas na sétima rodada e utilizou todas para reforçar a pior defesa da história da franquia. Ben Gardner foi escolhido vindo da Universidade de Stanford, e deve brigar por uma vaga no elenco como Left Defensive End. Jogador pesado e com boa qualidade parando o jogo corrido, Gardner pode ser útil na rotação que Marinelli pretende fazer na linha defensiva.

Will Smith é outro linebacker que foi escolhido para melhorar a rotação do time. Muito veloz, habilidoso nos tackles e com qualidades na marcação por zona, Smith é um jogador que pode surpreender, porém sua principal função em seu primeiro ano em Dallas vai ser nos Special Teams.

Entre as escolhas de sétima rodada, o jogador que tem mais chances de ser titular é Ahmad Dixon. A posição de safety ao lado de Church ainda é uma incógnita, e com um bom camp e pré temporada, Dixon pode até ganhar essa vaga. É um jogador muito agressivo, veloz e com bons tackles, além de ser alto e ter boa envergadura, porém precisa evoluir na marcação e tomar melhores decisões em campo.

Ken Bishop foi draftado e deve ser utilizado na posição de 1-Technique na Linha Defensiva. Bishop é um jogador pesado e com boas habilidades em parar o jogo corrido, porém tem dificuldades em chegar no Quarterback. Deve disputar uma posição na rotação da Linha Defensiva com Ben Bass e Terrell McClain.

Terrance Mitchell chega da Universidade de Oregon e pode acrescentar ao fraco grupo de Cornerbacks do Cowboys. Além de Claiborne, Scandrcik e Carr, apenas B.W Webb e Sterling Moore fazem parte do elenco do time. Mitchell é um jogador muito ágil e que tem habilidade para fazer jogadas e foi cotado por alguns como jogador de terceira ou quarta rodada. Seus braços curtos e mãos pequenas, além de não ser um jogador com muita velocidade em linha reta o atrapalham. Deve ganhar uma vaga no elenco, porém deve pisar pouco em campo como calouro.

Leonardo Sangiorge

Acompanha a NFL desde 2009. Desde então, torce para o Cowboys e sofre com o time a cada jogo. Escritor das colunas Two Minute Drill e Matchups, além de participante do PodCast. Valeu?