Anthony Spencer pode estar perto do seu retorno

Anthony Spencer pode estar perto do seu retorno

183

(foto: Matthew Emmons / USA TODAY Sports)

 

A nuvem negra parece estar saindo de cima de Anthony Spencer. Depois de perder toda a temporada passada por conta de uma lesão no joelho, o defensive end perdeu mais dois jogos esse ano, mas já tem expectativa de retorno. Após não colocá-lo na Phisically Unable to Play (PUP) List, que o faria perder os primeiros seis jogos da temporada, Jason Garrett deu seu depoimento sobre a condição física de Spencer:

“Melhorando mais um pouco sua forma física, ele vai (voltar a) jogar futebol americano”, disse Garrett. “Mas ele vem trabalhando muito duro, parece estar bem. Mas de novo, nós temos que pensar sobre de onde ele está vindo e ver dia a dia como ele lida com o trabalho”.

O Cowboys continuará com o rodízio entre os jogadores de linha defensiva para não cansá-los. Mesmo gostando de como Jeremy Mincey e companhia estão jogando, a volta de Spencer daria uma grande melhor no setor de pass rush.

Mesmo tendo três sacks em dois jogos, o Cowboys se preocupa pelo fato de só um dos três ter sido de um jogador de linha defensiva. A comissão técnica quer o Spencer de volta o quanto antes, mas sabem que tem que ser cuidadosos para que ele não tenha outra lesão.

Garrett disse que ainda é difícil saber exatamente o quão perto de um retorno Spencer está, mas antecipa que haverá mais treinos para o defensive end nessa semana.

“Nós vamos começar devagaar, (ele) certamente estará treinando na sideline, talvez um pouco de trabalho individual e vamos ver como ele responde aos trabalhos e ver se podemos progredir de um dia para o outro”, finalizou.

O vice presidente Stephen Jones, na rádio 105.3 FM “The Fan”, disse que “o Spencer pode estar a aproximadamente duas semanas de seu retorno ao gramado pelo Dallas Cowboys”.

“Eu acho que não é injustificável”, dise Jones. “É certamente (uma previsão) agressiva, mas eu não acho que está totalmente fora de questão”.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.