Sam Bradfors ficou tão decepcionado com a decisão do Eagles de fazer uma troca para selecionar o quarterback Carson Wentz que ele declarou que não vai participar do programa da offseason e pediu para ser trocado.

Alfred Morris não é Sam Bradford.

Morris foi o melhor jogador contratado pelo time na Free Agency. Cinco semanas depois, o running back viu seu novo time usar sua escolha de primeira rodada para selecionar Ezekiel Elliott, de Ohio State.

Algum arrependimento por ter escolhido assinar com o Cowboys?

“Nenhum”, disse Morris para repórteres na noite de domingo durante um evento no North Texas Food Bank. “Aqui é onde eu estou, e estou animado e ansioso pela oportunidade.’

Ezekiel, Morris e Darren McFadden, que foi o quarto da liga em jardas terrestres na última temporada mesmo se tornando titular apenas na Semana 8, brigarão por carregadas no backfield do Cowboys. Lance Dunbar entrará no rolo a partir do momento que seu joelho estiver curado.

Não haverá carregadas suficientes para todos baseado no talento desse grupo.

“Estou acostumado”, disse Morris. “É um negócio no fim das contas. A competição nos deixa melhores, então estou animado por isso. Definitivamente será um grande desafio, mas estou animado. Estou ansioso. A única parte ruim é que um de nós terá que sair.”

“Nós temos um bom grupo de caras por aqui, e eles vão acrescentar mais um (Elliott). A sala vai mudar. Vai mudar ainda mais agora que estão colocando outro cara de primeira rodada aqui.”

O técnico Jason Garrett ainda não falou com Morris sobre qual será seu papel após a chegada de Elliott, mas elogiou sua ética e comprometimento no tempo que ele esá em Dallas.

“Nós promovemos competições em nosso time”, disse Garrett. “É nosso trabalho tentar trazer os melhores jogadores para nosso time. Todos entendem isso. Nós deixamos isso muito claro. É nosso trabalho ter certeza que todas as peças do quebra-cabeças se encaixem.

“Para ter um cara como Zeke Elliott disponível, nós achamos que isso ajuda nosso times. Ter Darren McFadden, Alfred Morris e Lance Dubar e outros caras, é um grupo de running backs muito saudável.”

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.