O quarterback calouro do Dallas Cowboys Dak Prescott está levando seu sucesso temporário na temporada a passos pequenos. Tem evitado comentar sobre recordes e sobre uma possível “controvérsia entre quarterbacks” quando Tony Romo voltar de sua lesão nas costas.

Após mais uma boa performance no último domingo na vitória diante de Washington Redskins, Dak continua a impressionar os técnicos e os seus companheiros. Completou 47 dos seus 75 passes e teve 519 jardas em dois jogos. Ainda não tem nenhum passe para touchdown, mas teve um touchdown corrido. Melhor do que isso, não sofreu nenhuma interceptação nos seus 75 passes, um recorde da NFL para um calouro.

“Eu lancei muitas bolas em dois jogos, pode-se dizer. Recordes não querem dizer nada. Só as vitórias interessam. Gostaria de estar com duas vitórias e nenhuma derrota agora. Recordes existem para serem quebrados. Isso aconteceu e tenho certeza que acontecerá novamente no futuro”, disse o quarterback, em um evento com outros calouros para crianças da quarta série na última segunda feira.

Prescott tem jogado em um nível muito superior ao de um jogador escolhido na quarta rodada do draft, mas ele não entra no discurso de quem diz que ele está jogando tão bem que pode tomar o lugar do quarterback titular Tony Romo.

“Esse é o time de Tony Romo. Eu disse isso no momento em que fui nomeado titular e quando ele se lesionou. Eu apenas tenho tentado fazer o meu melhor para vencermos jogos e colocar o time numa situação favorável para quando Romo voltar”.

Rafael Freitas

Rafael Freitas

Fã do Dallas Cowboys desde 1996, sonha em ver o time de volta ao Super Bowl. Mais novo integrante do Blue Star Brasil
Rafael Freitas