Autores Posts deMárcio Silveira

Márcio Silveira

142 POSTS 0 COMENTÁRIOS
Torcedor do Dallas Cowboys desde 2011, quando passou a acompanhar a NFL. Sonha em ver o time no Super Bowl cada vez que a temporada começa.

293
Foto: dallascowboys.com

A Associação de Jogadores da NFL (NFLPA) apresentou um pedido de restrição temporária, que adiaria novamente a suspensão de Ezekiel Elliott, segundo uma fonte informou à repórter Josina Anderson, da ESPN americana.

É esperado que o pedido seja discutido nesta terça-feira (17) em um tribunal de Nova Iorque. A manobra precede a semana de treinos do Dallas Cowboys, que volta de bye e começará a preparação para a partida contra o San Francisco 49ers.

Um tribunal federal de Nova Orleans apelou na última quinta-feira (12) contra a defesa de Elliott e acabou fazendo valer novamente a suspensão do running back, abrindo o caminho para a punição da NFL sobre as acusações de violência doméstica.

Já a decisão de não suspender o jogador ocorreu há um mês atrás, no Texas. Um juiz federal do estado texano emitiu uma liminar bloqueando a suspensão, concordando com os advogados da NFLPA, que alegaram injustiça no caso.

Após a decisão da última quinta-feira de manter a suspensão ativa, a NFLPA declarou que solicitará uma audiência com o tribunal de Nova Orleans e seu quadro completo de juízes para discutirem o caso.

411
Foto: Vernon Bryant / The Dallas Morning News

defensive tackle de 29 anos, Stephen Paea, informou aos treinadores do Dallas Cowboys que se aposentará em breve, segundo divulgou Adam Schefter, da ESPN americana, através do Twitter.

Tradução: “O DT Stephen Paea dos Cowboys disse hoje aos treinadores de Dallas que ele está se aposentando, segundo fontes.”

Os Cowboys assinaram com Paea um contrato de um ano no valor de US$ 2 milhões em março. O veterano atuou em quatro jogos este ano e teve 3,5 sacks. Ele perdeu treinos da última semana enquanto se recuperava de uma lesão no joelho e não treinou a semana inteira que precedeu a partida contra os Rams, apesar de atuar no confronto contra a equipe de Los Angeles.

A franquia de Jerry Jones contratou o jogador após a saída de Terrell McClain, agora atleta do rival Washington Redskins, time pelo qual assinou como free agent. O Time da América já havia manifestado interesse em Paea na free agency de 2015, mas o jogador acabou assinando um acordo de quatro anos e US$ 21 milhões com os Redskins.

O time da capital americana acabou dispensando o defensive line depois de uma temporada. Em 2016 ele jogou 12 partidas por Cleveland, alcançando a modesta marca de 12 tackles e meio sack durante o período.

Os Cowboys esperavam que o coordenador defensivo Rod Marinelli, que treinou Paea em Chicago em 2011-12, poderia ajudar o DT a retornar à forma que ele mostrou no começo da carreira. Os Bears draftaram Paea na segunda rodada (53º no geral) em 2011, após atuar no college por Oregon State.

869
Foto: Mpu Dinani / Getty Images

A ESPN americana anunciou na última segunda-feira (09) que a âncora do SportsCenter, Jemele Hill, foi suspensa por duas semanas após violar a política de conduta em mídias sociais da emissora. Segundo a publicação da ESPN, Hill publicou através de um “tweet impulsivo” um pensamento contrário às diretrizes do canal de TV.

Na publicação em questão, Hill sugeriu aos seus seguidores um boicote a anunciantes da NFL como resposta às publicações de Jerry Jones e Stephen Ross, donos do Dallas Cowboys e Miami Dolphins, respectivamente. Os dois empresários condenaram as manifestações de atletas durante o hino nacional.

Tradução: “Esta jogada sempre funciona. Mudanças acontecem quando os patrocinadores são impactados. Se você repudia a declaração de Jerry Jones, boicote seus patrocinadores.”

tweet ainda adiciona um link com uma lista dos principais anunciantes dos Cowboys, entres eles: AT&T, Bank of America e a Ford.

A jornalista publicou em seguida uma defesa aos jogadores dos dois times envolvidos, que foram atacados nas redes sociais como repudio aos proprietários das franquias:

Tradução: “Se você rejeita veementemente o que Jerry Jones disse, a chave é os seus patrocinadores. Não coloquem o peso sobre os jogadores.”

Antes da partida, Jones comentou que não permitira que nenhum dos seus jogadores se recusasse a ficar de pé durante a execução do hino nacional, uma declaração apoiada por Ross.

Em setembro, a ESPN já havia condenado críticas de Jemele Hill feitas ao presidente Donald Trump. Ela tweetou que Trump era “um supremacista branco” e que ele era “o presidente mais ignorante e ofensivo” que ela já viu em sua vida.

343
Foto: Ashley Landis / The Dallas Morning News

Jaylon Smith esteve em campo em todos os snaps defensivos do último jogo do Dallas Cowboys. O linebacker titular teve 10 tackles e um hit no quarterback adversário durante a partida. Após quatro semanas, Smith contabilizou o quarto maior número de snaps defensivos do time, com uma média de 56,5 por partida. Além deste fato, ele está empatado em oitavo lugar de toda a liga no quesito tackles totais.

Apesar dos aspectos positivos, Smith não foi tão bem na cobertura aérea durante a derrota por 35-30 contra o Los Angeles Rams. De acordo com o site Pro Football Focus, a bola foi lançada sete vezes na sua direção e o linebacker acabou cedendo seis passes completos para 68 jardas.

O vice presidente executivo, Stephen Jones, disse na segunda-feira (02) que Jaylon Smith esteve envolvido na marcação de jogadores chave, como Todd Gurley e Tavon Austin, o que contribuiu com os problemas do jogador no jogo aéreo.

“Eu acho que ele vai melhorar”, disse Jones numa entrevista de rádio. “Eu acho que ele tem capacidade para fazer isso. À medida em que avançarmos, ele melhorará.”

Com Sean Lee de fora da partida por conta de uma lesão, coube a Jaylon Smith o papel de “quarterback” da defesa. Ele foi o responsável por repassar as chamadas de defesa dadas através do ponto de comunicação do seu capacete, além de ser o encarregado de fazer ajustes pré-snap na linha de scrimmage.

“Ele fez algumas coisas positivas no jogo”, comentou o treinador Jason Garrett. “Ele foi produtivo, fez alguns hits. Mas houve algumas coisas sobre a comunicação das jogadas e de sua tarefa em campo nas quais ele não foi bem.”

821
Foto: James D. Smith / Dallas Cowboys

Após o jogo de abertura da temporada ter sido cancelado por causa do furacão Irma, o Miami Dolphins foi forçado a encontrar uma casa temporária antes da partida contra o Los Angeles Chargers no próximo domingo (17).

O time da Flórida chegou a cogitar o compartilhamento do espaço de treinos do Los Angeles Rams em sua sede no California Lutheran, em Thousand Oaks. Mas a equipe recebeu uma ligação do Dallas Cowboys, que ofereceu o seu centro de treinamento em Oxnard, cidade localizada a pouco mais de 100 km de Los Angeles.

Os Dolphins não pensaram duas vezes e aceitaram a proposta. O proprietário Stephen Ross não poupou nenhuma despesa ao realocar os jogadores e suas famílias de Miami para a Califórnia. Alguns partiram por conta própria e estão no estado da costa oeste desde segunda-feira.

O time treinará nos mesmos campos que os Cowboys utilizam desde 2000 e terão acesso também à sala de musculação. Uma empresa de mudança, a mesma contratada pelos Cowboys em suas offseasons, foram os responsáveis por ajudar na logística da franquia de Miami no CT. Segundo o porta-voz do time texano, Scott Agulnek, a empresa era a melhor indicada para auxiliar os Dolphins, já que estavam familiarizados com centro de treinamento de Oxnard.

376
Foto: dallascowboys.com

Este é um texto traduzido e adaptado de relatórios dos analistas do Dallas Cowboys:

O Dallas Cowboys tem sofrido com problemas em sua linha defensiva. Além da suspensão de jogadores importantes na rotação do setor, a equipe nesta terça-feira (08) sofreu com outro revés. O defensive end Tyrone Crawford sofreu uma entorse no tornozelo direito e saiu mais cedo do treino.

Mas houve outros momentos de destaque a serem considerados:

  • Jason Witten continua encontrando espaço na redzone. Treinando contra Sean Lee, ele conseguiu permanecer ativo enquanto Dak Prescott se movimentava no pocket procurando por alguém desmarcado. Prescott finalmente viu Witten livre no fundo da endzone e lançou em sua direção. Sem muito tempo para reagir, Witten pôs uma das mãos no peito de Lee para conseguir uma pequena separação e então subiu com ambas as mãos, garantindo a recepção.
  • Um dos maiores jogadores desta defesa em termos de reação é Anthony Hitchens. A jogada que ele efetuou enquanto treinava contra Dez Bryant só obteve sucesso por causa da sua capacidade de reagir rapidamente. Na jogada, Hitchens estava na cobertura homem a homem e correu uma flat para marcar Keith Smith. À sua esquerda, Bryant traçava uma rota slant, onde Dak Prescott tentou mandar a bola. Hitchens teve a consciência de enfiar a mão no ar exatamente no momento em que Bryant estava passando por trás dele. O linebacker acabou desviando a bola e o passe foi incompleto.
  • Scott Linehan está lidando muito bem com as blitzes. Em uma jogada, a defesa mandou tanto um cornerback quanto um linebacker para pressionar o quarterback. Tyron Smith, Byron Bell e Travis Frederick permitiram a pressão sobre Dak Prescott, que lançou rapidamente para Cole Beasley atrás da linha de scrimmage, com Dez Bryant à sua frente abrindo o caminho. Bryant bloqueou Leon McFadden, enquanto Beasley, já protegido pela linha ofensiva, avançava pelo campo para o ganho de jardas. Foi uma jogada bem executada e na oportunidade exata.
  • drill de pass rush 1-contra-1 se tornou mais interessante agora que Maliek Collins está de volta aos treinos. Collins é o único jogador que dá trabalho para Zack Martin. Quando esses dois se confrontam, qualquer um pode sair vencedor. Na terça-feira Martin conseguiu se sair melhor, neutralizando rapidamente Collins, bloqueando-o com suas mãos.
  • Kellen Moore tomou uma decisão terrível durante as jogadas de play action. Ele jogou a bola tarde demais e atrás de Brian Brown, o que resultou em uma interceptação de Kavon Frazier. Na jogada, Taco Charlton conseguiu se livrar de Kadeem Edwards num movimento de rotação, o que obrigou Moore a se mover para a esquerda. Ao invés de jogar a bola na sideline, Moore lançou para o meio do campo. Brown não teve a menor chance de fazer a recepção pois a bola foi muito atrasada. Frazier estava em uma posição melhor e acabou interceptando a bola.
  • Como dito acima, Tyrone Crawford torceu o tornozelo direito no treino. T-Craw estava perseguindo Ezekiel Elliott no lance. Inicialmente ele conseguiu escapar de Jason Witten e se ajustou à inversão de Zeke. Ao plantar o pé no chão, Crawford virou o pé quando a jogada já estava chegando ao fim.
  • Ezekiel Elliott é um bom bloqueador para jogadas de passe, mas não é bom o suficiente para bloquear dois blitzers vindo de diferentes lados. Na jogada, Orlando Scandrick e Chidobe Awuzie correram em direção a Dak Prescott. Elliott estava alinhado à direita de Dak, que foi o lado por onde Awuzie correu, mas o running back preferiu tomar a arriscada decisão de cruzar o pocket para bloquear Scandrick. Ele fez a coisa certa ao tentar proteger o lado cego de Prescott, mas Awuzie acabou ficando livre para avançar sobre Prescott, que soltou rapidamente a bola para evitar o sack.
  • É incrível como Cole Beasley consegue jogar bem na redzone. A sua velocidade e explosão em um curto espaço o torna difícil de bater. Beasley estava alinhado atrás de Jason Witten no slot, e quando Witten correu sua rota, conseguir levar consigo Sean Lee e Chidobe Awuzie. Com o espaço se abrindo, Beasley ficou no mano a mano com Leon McFadden, traçou uma rota flat e depois correu para o plano de gol, deixando seu marcador comendo poeira. Prescott lançou para ele, que já estava totalmente livre.
  • Houve uma jogada no treino 7-contra7 em que eu queria ter visto Rico Gathers colocar as duas mãos na bola para receber um passe de Dak Prescott. Gathers conseguiu uma pequena separação de Byron Jones, mas quando a bola foi lançada Gathers tentou capturá-la ao estilo Odell Beckham Jr., colocando apenas uma mão no ar. A bola estava num lugar onde ele conseguiria completar o passe se ele tentasse agarrá-la com as duas mãos, mas infelizmente ele desperdiçou a chance que teve.
  • Além de Tyrone Crawford, outro jogador que não completou o treino foi Cedric Thornton. O jogador deixou os gramados mas ainda não se sabe o motivo.

 

RELATÓRIO DE LESÕES

Não treinaram:

LB Justin Durant (NFI)
OT Chaz Green (ombro)
CB Jourdan Lewis (isquiotibiais)
CB Anthony Brown (isquiotibiais)
OG Joe Looney (dedo do pé)
LB Jaylon Smith (descanso)

Deixaram o treino:

DE Tyrone Crawford (tornozelo)
DT Cedric Thornton (isquiotibiais)

Voltaram a treinar:

DE David Irving (tornozelo)
DE Charles Tapper (quadris)
DT Maliek Collins (quadril)
DE Benson Mayowa

 

Você pode acompanhar a cobertura completa da offseason do Dallas Cowboys aqui no Blue Star Brasil.

259
Foto: Vernon Bryant / The Dallas Morning News

defensive line Tyrone Crawford sofreu uma lesão no tornozelo direito no treino desta terça-feira (08) e deverá perder parte da pré-temporada.

Após se submeter a uma radiografia feita em um hospital próximo, T-Craw foi diagnosticado com uma entorse e espera-se que ele esteja recuperado para a abertura da temporada regular, quando o Dallas Cowboys enfrentará o New York Giants.

Portanto, os Cowboys parecem ter evitado o que poderia ter sido o maior acidente nesta pré-temporada até então. Crawford teve o tornozelo totalmente torcido num ângulo de 90º após perseguir Ezekiel Elliott numa jogada no treino.

Scandrick gritou inconformado ao ver seu colega de equipe caído no chão. Minutos depois o camisa 98 foi retirado com a ajuda de um carrinho usado rotineiramente neste tipo de situação. Após o grande susto, o time publicou que a lesão não foi tão grave quanto pareceu nas imagens registradas no instante em que Crawford caiu no gramado.

O defensor lutou contra várias lesões ao longo da carreira. Ele perdeu toda a temporada de 2013 depois de romper seu tendão de aquiles esquerdo no treino. Após a temporada de 2015 foi submetido a uma cirurgia no ombro. Perdeu dois jogos em 2016 com problemas nas costas e nos músculos isquiotibiais.

Com 27 anos, foi titular em 44 dos 45 jogos em que atuou pelos Cowboys nos últimos três anos. Teve 4,5 sacks na temporada passada e 17 pressões no quarterback adversário. A escolha de terceira rodada de Boise State em 2012 estava treinando neste camp principalmente como left end, mas tem a versatilidade de jogar internamente, caso necessário.

Os Cowboys assinaram um contrato em 2015 com o jogador, firmando uma extensão de cinco anos por US$ 45 milhões, incluindo US$ 17,4 milhões garantidos.

“Ele é um dos líderes desta equipe e líder da linha defensiva”, afirmou Stephen Jones, vice presidente da franquia. “Ele é sem dúvidas uma grande parte deste time.”

Sean Lee também não poupou elogios ao companheiro de defesa.

“Ele é um líder para todos nós e um incrível jogador de futebol. Estamos orando para que ele volte e fique bem. Ele é uma das pessoas mais duronas que já conheci.”

Stephen Jones ainda ressaltou que o time tem condições de entrar em campo sem T-Craw, mas que a adaptação do atleta para atuar em outras posições é um ponto importante para a rotação da linha defensiva.

“A boa notícia é que temos profundidade. Draftamos alto para esta posição. A única coisa é que Ty é um cara versátil. Ele poderia entrar e jogar como DT, jogar de qualquer lado como end, então ele é uma grande parte do que somos.”

A equipe de Dallas terminou 2016 com 36 sacks e procuraram maneiras de aperfeiçoar seu pass rush. Com Crawford de fora das próximas semanas, Taco Charlton possivelmente estará no centro das atenções. O calouro ainda não demonstrou o talento que é esperado dele, mas certamente ele tem as ferramentas necessárias para ter sido escolhido na primeira rodada do Draft.

438
Foto: Paul Moseley / Star Telegram

O Dallas Cowboys entrou em campo oficialmente sem Tony Romo pela primeira vez desde 2004. Mas isto não significa que o ex-camisa 9 não estava presente no estádio.

Romo, que agora é o principal comentarista da CBS Sports, usou o jogo de abertura da pré-temporada entre Dallas Cowboys e Arizona Cardinals como um ensaio geral para a temporada que iniciará em setembro. Assim como foi para o Time da América, a partida desta última quinta-feira (03) foi apenas um treino para Romo.

A CBS Sports transmitiu o jogo ao vivo, colocando Romo e Jim Nantz em uma cabine de transmissão atrás de uma das endzones, utilizada em partidas do ensino médio.

O antigo quarterback titular dos Cowboys tem trabalhado arduamente em seu novo ofício, obtendo dicas de alguns profissionais do ramo. Sua presença no estádio também lhe deu a oportunidade de homenagear seu antigo chefe Jerry Jones, juntamente com os outros membros da classe de 2017 do Hall da Fama da NFL.

371
Foto: Jeremiah Jhass / dallascowboys.com

O proprietário do Dallas Cowboys, Jerry Jones, recusou-se a especular quando a NFL tomaria uma decisão sobre a investigação de violência doméstica envolvendo o RB Ezekiel Elliott, no ano passado. No entanto, Jones afirmou que Zeke viajou para Nova Iorque para participar de uma audiência junto à liga, semanas antes do início do Training Camp. A decisão, portanto, deverá ser tomada em breve.

“Eles tiveram uma audiência”, revelou Jones. “Eles obtiveram todas as respostas. Não falta nada para a decisão ser tomada.”

Uma questão a se considerar é se este encontro ocorreu antes ou depois do incidente no Clutch Bar, em Dallas, no dia 16 de julho. A polícia da cidade arquivou o caso, já que não houve denúncia nem testemunhas acerca do ocorrido.

Jones não quis comentar se o comissário Roger Goodell esteve presente na audiência com Elliott.

“Eu não quero entrar em detalhes sobre quem estava lá”, disse. “Mas certamente a liga foi representada por funcionários de seu alto escalão, bem como os representantes de Zeke.”

Jones disse repetidamente que não há evidências de que o running back dos Cowboys tenha cometido algum tipo de violência doméstica contra sua ex-namorada. O dono do time ainda afirmou que, com a ausência de provas, é provável que Zeke não seja suspenso.

794
Foto: James D Smith / AP

Esta é uma tradução livre do relatório do analista Bryan Broaddus:

Nós assistimos ao último dia de treino do Dallas Cowboys sem os equipamentos de proteção nesta terça-feira (26). Tão bom quanto ver o retorno aos treinos será acompanhar o treino full pad nesta quarta-feira.

Mas antes disto, aqui estão alguns destaques do treino da terça:

  • Tenho esperança de ver Taco Charlton apresentar alguns problemas para Tyron Smith, e no período de blitz, ele conseguiu fazer exatamente isso. Charlton colocou a mão esquerda no peito de Smith e estendeu o braço para manter as mãos de Smith longe dele. Uma vez que ele manteve Smith sob controle, Charlton foi capaz de aproveitar rapidamente sua vantagem e executar um rush de qualidade. Este foi o verdadeiro passo na direção certa porque durante os OTA’s e os minicamps Charlton não foi efetivo contra o left tackle.
  • É bom ver Cole Beasley de volta com sua velocidade. Ele estava lutando contra dores na região posterior da coxa, mas parece que o descanso antes do Training Camp fez bem ao jogador. Treinando fora da posição habitual no slot, Beasley recebeu ajuda de Jason Witten e Dez Bryant com bloqueios. Após o auxílio dos colegas de ataque, Beasley correu por dentro, com Anthony Hitchens à sua esquerda. Quando ele percebeu que Hitchens tentava prever seu movimento, Beasley girou para a direita e deixou Hitchens para trás.
  • Chidobe Awuzie jogou principalmente no outside, como corner, mas treinou no slot também. Notei que ele também estava treinando – desde os minicamps – como um dime linebacker, perto da linha de scrimmage.  Pesando 91 kg, a comissão técnica deve estar se sentindo confiante em usá-lo para conter corridas, mas mais importante que isto, ajudar em qualquer tipo de cobertura.
  • Os treinadores devem ter gostado do viram quando Dak Prescott lançou no meio do campo direto do pocket. Nesse treino ele lançou para Dez Bryant e Brice Butler em rotas profundas “in”, onde a bola foi parar no lugar perfeito. Os recebedores nem precisaram ajustar a sua corrida para receber o passe.
  • Estou interessado para ver David Irving nos próximos treinos. Ele não tem jogado o que lhe é habitual e está permitindo que os bloqueadores cheguem em seu corpo muitas vezes, impedindo sua movimentação. Ele não está atacando na mesma intensidade que nos acostumamos a ver na temporada passada. Ele é muito bom para não estar causando problemas no ataque.
  • Eu já tinha percebido que Damontre Moore jogava como defensive end. Primeiro vi isso no minicamp e agora nessas duas semanas de treino. Provavelmente Moore será colocado nas trincheiras como pass rusher pelas laterais da linha. Será que os treinadores estão pensando em esquema inteligente onde Moore atue como strong linebacker em algumas situações? Ele tem capacidade atlética para a função.
  • Kadeem Edwards foi reserva de Tyron Smith como left tackle. Primeiro eu pensei que Edwards deveria jogar como RT por causa dos seus pés. Para a minha surpresa, ele mostrou uma boa agilidade mesmo fora de sua posição. Ele foi bem nas blitz externas, onde parou Anthony Brown vindo do slot para cima dele. Esse é um bloqueio difícil para um tackle fazer, já que ele precisa deslizar contra um jogador hábil.
  • O time recebeu a boa notícia de que Jourdan Lewis foi inocentado no caso de violência doméstica. Os Cowboys esperam que Lewis esteja pronto para treinar na quarta-feira (26). O jogador estava treinando normalmente até precisar comparecer ao tribunal, então seu condicionamento físico não deve ser problema. Deixando este incidente para trás, o atleta agora pode focar na sua evolução.