O Dallas Cowboys teve o pior número de recuperações de bola no ano passado com apenas 11. Esse foi um dos grandes pontos discutidos e trabalhados pelo time durante toda a pré temporada, principalmente pelo cornerback Brandon Carr, que não conseguiu uma interceptação sequer durante 2014 e 2015, mesmo tendo jogado todos os jogos.

“Nós estávamos insistindo nisso durante toda a pré temporada. Os jogadores da defesa quase iam dormir com as bolas abraçadas. Foi algo que realmente estava em nossas mentes”, declarou o cornerback.

Depois do jogo de ontem, Carr finalmente pode descansar. No começo do terceiro quarto do jogo contra o Giants, Carr viu o recebedor calouro dos Giants Sterling Shepard correr uma rota errada, e o quarterback Eli Manning lançar uma bola em sua direção. Brandon ajoelhou para ter a certeza de que havia pegado a bola. Foi a primeira vez que Carr interceptou uma bola desde o Thanksgiving de 2013, há 36 jogos atrás. Vale lembrar que o jogador assinou um contrato de 52 milhões de dólares em 2012.

“Fazia um bom tempo. Foi por isso que eu decidi ajoelhar, para ter certeza que eu pegaria a bola dessa vez. Eu tinha essa jogada na minha mente há um bom tempo. Eu acho que desperdicei uma no ano passado num passe do Eli Manning no primeiro jogo da temporada. Não queria repetir o erro, pois estragaria todo o momento. Foi importante para nós. Eu queria que a interceptação viesse com a vitória. Então não adiantou muito, no fim das contas”.

Os Cowboys tiveram apenas duas interceptações vindas de cornerbacks no ano passado, de jogadores que nem estão mais no elenco (Terrance Mitchell e Deji Olatoye).

Rafael Freitas

Rafael Freitas

Fã do Dallas Cowboys desde 1996, sonha em ver o time de volta ao Super Bowl. Mais novo integrante do Blue Star Brasil
Rafael Freitas