Notícias

594
Foto: Jon Durr / Getty Images

O Cowboys acaba de ficar um pouco mais envolvido no Draft desse ano, que vai ser sediado no AT&T Stadium em Arlington em abril.

A NFL anunciou na sexta-feira os times que receberiam escolhas compensatórias no Draft por conta dos free agents que perderam na última offseason. O Cowboys foi o time mais beneficiado, recebendo quatro escolhas a mais. Esse é o número máximo que um time pode receber em um único Draft.

As escolhas novas de Dallas são uma de quarta rodada, duas de quinta rodada e uma de sexta rodada, elevando o total de escolhas de 2018 para 10.

Tradução: “32 escolhas compensatórias no Draft de 2018 da @NFL foram dadas para 15 times”

Aqui está como a matemática das escolhas compensatórias são feitas, de acordo com o anúncio da NFL:

“As escolhas compensatórias são determinadas por uma fórmula baseada em salário, tempo de jogo e honra em pós-temporada. A fórmula foi desenvolvida pelo Conselho de Gestão de NFL. Nem todo free agent perdido ou assinado por um clube é coberto por essa fórmula. Nenhum clube pode receber mais que quatro escolhas compensatórias em um ano. Se um clube se qualificar para mais de quatro escolhas compensatórias depois de levar em conta os free agents perdidos e ganhos em um valor igual ou melhor, os quatro de valores mais altos serão beneficiados ao clube”.

Na última offseason, o Cowboys perdeu Brandon Carr, Barry Church, Morris Claiborne, Jack Crawford, Ryan Davis, Lance Dunbar, Ron Leary, Terrell McClain, Mark Sanchez e J.J. Wilcox na free agency.

A primeira escolha do time será a 19ª geral. Aqui está um apanhado das 10 escolhas do time:

  • Primeira rodada: 1
  • Segunda rodada: 1
  • Terceira rodada: 1
  • Quarta rodada: 2
  • Quinta rodada: 2
  • Sexta rodada: 2
  • Sétima rodada: 1

O Draft será sediado entre os dias 26 e 28 de abril.

220
Foto: USA TODAY Sports

Tony Romo ainda é um amigo próximo do neto de Jerry Jones.

John Stephen Jones, o filho do vice-presidente do Dallas Cowboys Stephen Jones, está saindo de um fantástico 2017, onde liderou o Highland Park para outro título de campeonato estadual do Texas seguido de se comprometer com o Arkansas Razorbacks, a alma mater de seu pai e seu avô. Entre tudo isso, e desde que ele era uma criança, ele ficou apaixonada por Romo jogando – que assumiu o papel de quarterback titular dos Cowboys em 2006, quando Jones era apenas um jovem filho. Os dois desenvolveram um relacionamento cedo que se mantêm até o presente, onde eles ainda se falam frequentemente.

Ao falar com The Musers no KTCK-FM The Ticket, Stephen Jones elogiou Romo pelo que ele fez pelo seu filho ao longo dos anos.

Conforme transcrito pelo The Dallas Morning News:

“Tony realmente foi maravilhoso para John Stephen”, disse ele. “Ele era um grande mentor. Ele era um excelente conselheiro. Ele passou um tempo no campo com John Stephen trabalhando em seu movimento de lançamento. Apenas em geral, ele era um grande mentor para John Stephen”.

Ele também admite prontamente que seu filho reflete o estilo de jogo de Romo de qualquer maneira que puder.

“… Não há dúvida de que John Stephen tentou imitar muitas coisas que Tony fez” disse Jones. “Se é o controle de seus olhos, ou seus ombros, como ele jogou o jogo – (John Stephen) certamente amou como Tony fez isso. Ele adorava o jeito que Tony competia. Certamente Tony fez a diferença no que ele é. Tony ainda se comunica regularmente com ele. Tenho certeza de que eles continuarão a ter muitas conversas à medida que avançam sobre como John Stephen pode ser um quarterback melhor”.

Um olhar para o filme do novo Razorback e você pode facilmente ver vislumbres de Romo em seu jogo. Um QB de grandes jogadas com exemplo de liderança e que entrega as jogadas no campo o colocando para um futuro brilhante. E com um jogador quatro vezes Pro Bowler como mentor, ele só deve melhorar com o tempo.

255
Matthew Emmons-USA TODAY Sports

É hora de decidir se o Dallas Cowboys irão exercer a opção de quinto ano do Byron Jones.

A equipe não fez nenhum favor em colocar Byron Jones em um ping-pong,o jogando de cornerback para a safety em sua temporada de novato, oferecendo um compromisso suave como safety, enquanto ainda utilizava-o como cornerback de vez em quando nos dois anos após sua estréia. Enquanto o atlético Jones certamente tem a capacidade de desempenhar ambas as posições, ele é muito mais adequado para ser fixado em tempo integral como CB – algo que os Cowboys agora esperam fazer nesta temporada. Sua posição flex, embora involuntária, prejudicou as chances de a equipe optar por exercer a opção para o seu quinto ano em 2019, mas toda a esperança ainda não está perdida.

Se eles realmente acreditam que Byron pode ser um CB elite para o resto de sua carreira, Dallas poderia muito bem puxar o gatilho; mas eles têm até 2 de maio para decidir ou ele se tornará um agente livre sem restrições. Se a equipe fizer este movimento, no entanto, o custo não seria tão alto quanto muitos pensam.

Como afirma Todd Archer da ESPN, as regras da NFL sobre as opções do quinto ano requerem um salário com base na maior porcentagem de snaps que Jones teria participado em 2017.

Isso equivale a apenas US$ 6,27 milhões em 2019, em oposição a um pagamento potencial que poderia ter aumentado para US$ 10 milhões com base em projeções iniciais fora da temporada. O salário reduzido torna muito mais atraente garantir Jones na temporada seguinte, dando à equipe duas campanhas completas com ele comprometido com o cargo de cornerback em tempo integral – algo que ainda tentaram – antes de decidir sobre o seu status de longo prazo com o clube. Caso contrário, Dallas pode vê-lo subir de nível em 2018 apenas para ter uma negociação mais recheada na free agent da NFL.

Stephen Jones repetidamente disse acreditar que Jones pode ser um jogador de impacto no futuro próximo com os Cowboys, e o mundo está prestes a descobrir se isso é verdade. Os Cowboys não exerceram a opção de quinto ano em Morris Claiborne quando chegou a hora, mas Jones não carrega as preocupações de lesões monumentais que vieram junto com Claiborne, sem perder um único jogo em três anos. Jones tem sido confiável, impactante às vezes e aberto para fazer qualquer coisa que o time lhe pediu para fazer desde o dia em que pisou o pé em Valley Ranch em 2015.

Decisões decisões.

319
Rodger Mallison - Star Telegram

A comissão técnica do Dallas Cowboys está completa. A organização está trazendo Ken Amato como assistente da equipe defensiva, de acordo com fontes.

Amato, que é de Porto Rico, trabalhou com os times especiais dos Cowboys na temporada passada, através da Bolsa Bill Walsh, que apoia a diversidade nos técnicos na NFL. Ele jogou nove temporadas como long snapper pelo Tennessee Titans (2003-11).

Amato assume o lugar que anteriormente era de Turner West. West aceitou o emprego com Austin Peay no começo dessa offseason. Amato é a nona mudança dentro da comissão técnica de Jason Garrett desde o término da temporada passada.

Kellen Moore substituiu Wade Wilson como técnico dos quarterbacks; Sanjay Lal entrou no lugar de Derek Dooley como técnico dos wide receivers; Paul Alexander substituiu Frank Pollack como técnico de linha ofensiva; Ben Bloom entrou no lugar de Matt Eberflus como técnico dos linebackers; Kris Richard substituiu Joe Baker como técnico da secundária; Keith O’Quinn entrou no lugar de Rich Bisaccia como coordenador dos times especiais; Doug Colman substituiu O’Quinn como auxiliar técnico dos times especiais; e Doug Nussmeier entrou no lugar de Steve Loney como técnico dos tigh ends.

289
Foto: Rich Graessle/Icon Sportswire

Desde a última terça-feira, os Cowboys estão liberados para usar a franchise tag em DeMarcus Lawrence, mas não há nenhum motivo para se apressar.

Se os Cowboys não conseguirem assinar um contrato longo com Lawrence até o dia 6 de março, o time pode colocar a franchise tag no seu defensive end de Pro Bowl, o que custará em torno de $17.5 milhões no teto salarial.

“Nosso objetivo principal é conseguir assinar um contrato longo com o jogador,” disse o vice-presidente executivo Stephen Jones no mês passado a repórteres no Senior Bowl. “Para mim, a única razão para se usar a franchise tag é para se proteger se você não conseguir assinar um contrato longo. Esse é o caminho que gostamos de seguir. Certamente tentaremos conseguir algo com DeMarcus sem precisar usar a franchise tag.”

Os Cowboys já usaram a franchise tag cinco vezes em quatro jogadores. A primeira vez foi com o left tackle Flozell Adams em 2002. Em 2008, o time usou no safety Ken Hamlin. Em 2012 e em 2013, o time usou a tag no outside linebacker Anthony Spencer. Em 2015, o time a usou no wide receiver Dez Bryant.

Em 2015, o time assinou com Dez Bryant um contrato de $70 milhões por cinco anos que incluía um bônus de $20 milhões ao assinar e $45 milhões garantidos. Em 2008, o time assinou com Hamlin um contrato de seis anos no valor de $39 milhões que incluía um bônus de $9 milhões e $15 milhões garantidos.

Se os Cowboys quiserem fechar um contrato com Lawrence antes do limite da franchise tag, o time tem que entrar rapidamente em contato com o seu agente, David Canter. Se o time colocar a tag em Lawrence, ele terá até o dia 15 de julho para trabalhar em um contrato longo. Se nenhuma das duas coisas ocorrerem, Lawrence vai jogar a temporada 2018 sob a tag.

Prazos podem levar a acordos, e os Cowboys vão se reunir com Canter no combine que acontecerá semana que vem em Indianapolis, mas os dois lados ainda não conversaram sobre propostas. Como Stephen Jones gosta de dizer, se os dois lados querem fechar o contrato, isso pode acontecer em horas.

Os Cowboys foram até o limite quando assinaram com Bryant em 2015 e com Hamlin em 2008, nos dois anos o time esperou até julho para fechar o contrato.

Os Cowboys e Canter não precisam olhar muito longe para estruturar um contrato longo. Em 2016, Canter negociou um contrato de cinco anos e $85 milhões para seu cliente Olivier Vernon com o New York Giants que incluiu um bônus de $20 milhões e $52.5 milhões garantidos.

Assim como Lawrence, Vernon tinha apenas uma temporada com mais de 10 sacks nos seus primeiros quatro anos com o Miami Dolphins, mas nunca tinha ido a um Pro Bowl, e mesmo assim conseguiu um grande contrato no mercado. Os Dolphins inicialmente haviam colocado a transition tag em Vernon, mas rescindiram e permitiram que ele testasse o mercado.

Os Cowboys não vão deixar Lawrence testar o mercado. Não após uma temporada com 14.5 sacks onde ele foi o melhor jogador defensivo do time e finalmente alcançou o potencial esperado que motivou o time a subir na segunda rodada do draft de 2014 para selecionar o jogador.

Os Cowboys podem considerar o contrato de Vernon muito alto. Outro defensive end dos Giants, Jason Pierre-Paul, assinou um contrato de quatro anos no ano passado que incluiu um bônus de $20 milhões e tinha $40 milhões garantidos. A média salarial do contrato era de $15.5 milhões.

Pierre-Paul conseguiu retornar de uma séria lesão na sua mão que foi resultada de um acidente com fogos de artifício em 2015. A saúde de Lawrence também foi um problema durante seu contrato de calouro. Ele precisou de cirurgia nas costas em duas offseasons consecutivas. Após liderar os Cowboys com 8 sacks em 2015, ele passou por sua primeira discectomia percutânea. Ele teve apenas um sack em 2016, perdeu três jogos por lesão e provavelmente deveria ter perdido mais, mas ele quis jogar mesmo com dores.

Ele teve ainda uma segunda cirurgia após a temporada 2016 e conseguiu jogar todos os jogos da temporada 2017, tendo a melhor temporada da sua carreira quando mais importava. O dono e general manager Jerry Jones disse que as cirurgias não causam preocupações ao Dallas Cowboys.

Lawrence completa 26 anos em abril. Com a franchise tag ou com um contrato longo, ele será recompensado financeiramente. Podem levar duas semanas ou podem levar quatro meses.

De qualquer maneira, ele será um Cowboy, pelo menos pela próxima temporada.

272
Foto: Jeff Zelevansky / Getty Images

No campo, o Dallas Cowboys está perseguindo o Philadelphia Eagles agora que seus rivais da NFC East ganharam o Super Bowl LII.

Fora do campo, os Cowboys estão tentando superar os Eagles também.

Um ano atrás, Philadelphia hospedou o Draft da NFL e, por todas as contas, foi um evento tremendo com uma multidão recorde de 250 mil em três dias anunciados pela NFL.

Este ano, de 26 a 28 de abril, o AT&T Stadium sediará o Draft da NFL.

“Nós somos competitivos?”, Afirmou a vice-presidente executiva e chefe de marca dos Cowboys, Charlotte Anderson. “Eu acho absolutamente que sim. Eu acho que os fãs de Dallas querem aparecer sempre, se não mais do que os fãs de Philadelphia, especialmente agora”.

Na segunda-feira, funcionários da NFL se encontraram com os funcionários do Dallas Cowboys e do AT&T Stadium no estádio de US$1,2 bilhões em Arlington, Texas, para examinar os detalhes do evento.

O Draft tornou-se um roadshow itinerante nos últimos anos, passando de Nova York para Chicago para Filadélfia e agora para o AT&T Stadium, já que a liga vê benefícios econômicos e de outra forma, aproveitar enquanto o hype para o evento parece não ter limites.

Todos os times da liga, além do Pro Football Hall of Fame em Canton, Ohio, expressaram o desejo de sediar o Draft. O AT&T Stadium foi selecionado como anfitrião em outubro do ano passado.

“Nós esperamos o Draft aqui faz alguns anos e, então, ter a oportunidade de não só mostrar o estádio, mas também mostrar a região, foi significativo para nós”, disse Anderson. “Eu acho que o fato de existir diversas ótimas opções com as cidades trabalhando juntas para mostrar o melhor que poderiam oferecer, deu à liga muitas ótimas opções para escolher, e eles escolheram estar aqui em Arlington, e nós não podemos esperar.”

Os planos não foram finalizados, mas a expectativa é que as portas do estádio sejam abertas para permitir uma transição perfeita para um palco no meio do campo, onde as escolhas de primeira rodada receberão suas camisetas do comissário Roger Goodell, em cima da estrela.

Anderson disse que a construção dentro e fora do evento começará cerca de duas semanas antes do Draft. Como os fãs podem obter ingressos, que são gratuitos, será anunciado em breve, e haverá eventos durante a semana em toda a região, incluindo um torneio 7 contra 7 que será realizado no The Star em Frisco, Texas, nas instalações da equipe de treinos.

Mas a estrela do evento será o AT&T Stadium.

O estádio hospedou o Super Bowl XLV, o NBA All-Star Game, o Final Four, o College Football Playoff Championship, o Cotton Bowl, inúmeros jogos internacionais de futebol, como também a Wrestlemania e Academy of Country Music Awards.

“Realmente me lembra os ACM porque é ao vivo e é uma nova configuração”, disse Anderson. “Essa é a beleza da construção. Isso nos permite fazer tantas coisas e parecer muito diferentes para essas opções quanto para um jogo da NFL. Isso nos dá flexibilidade, opções para que possamos crescer. Se você foi ao Draft, você sabe que há coisas diferentes em dias diferentes, aparências diferentes e números diferentes de pessoas, que nos dá uma ótima oportunidade para acomodar tudo isso”.

Anderson não tem certeza da quantidade de público a esperar no AT&T Stadium, se eles vão superar o recorde no ano passado na Filadélfia, onde foi realizada no exterior no Philadelphia Museum of Art.

“Quando algo não tem um limite e é mais de três dias, é quando você precisa perguntar [a NFL] como eles descobrem seus números”, disse Anderson.

Mais uma coisa: e a recepção que Goodell receberá? O pai de Anderson, Jerry Jones, proprietário e gerente geral, não está muito satisfeito com o comissário da NFL desde a temporada passada com a suspensão de seis jogos de Ezekiel Elliott. Nem os fãs dos Cowboys, que acreditam que a ausência de Elliott, levaram os Cowboys a não ir aos playoffs.

“Bem” Anderson disse sorrindo: “Eu imagino que ele teria uma boa e calorosa recepção”.

154

O quarterback Dak Prescott, do Dallas Cowboys, está criando uma clínica de futebol americano para mulheres no dia 14 de abril na Escola Episcopal Paroquial de Dallas.

A clínica, patrocinada por Albertsons and Tom Thumb, é para mulheres de 21 anos ou mais e custa US$ 199.

Está sendo anunciado como um “evento focado para mulheres, combinando habilidades no futebol americano, com comida, bebidas e diversão!”

A noite incluirá uma hora de coquetel, com duas bebidas de cortesia e um buffet leve.

Prescott responderá perguntas. As participantes irão para o campo aprender sobre técnicas de futebol americano.

A noite será marcada com um jogo de flag football.

291
Foto: Vernon Bryant/The Dallas Morning News

O ex-jogador dos Cowboys, DeMarcus Ware, apareceu recentemente no programa NFL Total Access ao lado do ex-recebedor James Jones para discutir o por quê dele achar que Dez Bryant precisa de uma redução salarial.

“Dez tem que pensar sobre o time, se você tem um impacto de 16 milhões no teto salarial anual do seu time você precisa reduzir um pouco esse valor para que o time possa trazer novos jogadores. Em um estado como o Texas você não paga impostos a mais pelo seu salário, então jogadores como o Dez podem ganhar 1 milhão a mais em patrocínios e reduzir o impacto causado ao time.”

Essa não é a primeira vez que Ware fala sobre a necessidade de Dez receber um corte salarial.

Em uma entrevista ao ‘Shan & RJ Show” na rádio The Fan, Ware disse “Dez é o recebedor número 1, assim como eu era o número 1 na defesa, mas às vezes você tem que aceitar a redução. Quando Jerry veio falar comigo e me perguntou se eu aceitaria uma redução salarial, eu disse sim.”

Mais tarde no mesmo programa, Jones concordou que Bryant deve receber um corte salarial, mas com uma condição.

“Você também tem que entender ‘Ok, se eu aceitar esse corte, minha função no time não pode mudar.’ Não comece a trazer mais recebedores e me faça revezar repetições,” disse Jones. “ ‘Eu ainda sou o recebedor número 1, eu estou recebendo esse corte salarial para trazer mais peças para o time,’ por que será difícil para o time trocá-lo e você não quer apenas cortá-lo, por que algum time vai assinar com ele de graça e como [DeMarcus Ware] disse, ele ainda tem gasolina no tanque.”

Mais cedo no ano, o ex-recebedor e Pro Bowler Greg Jennings apareceu no programa Undisputed da Fox Sports e também aconselhou que Bryant recebesse um corte salarial.

“Um pequeno conselho, Dez: Aceite a redução salarial,” disse Jennings. “Eu não acho que Dez jogará na próxima temporada a não ser que ele esteja disposto a reduzir seu salário.”

409
Tom Fox/The Dallas Morning News

A temporada de 2017 está encerrada e agora todas as atenções estão voltadas para a temporada de 2018 que está por vir. Todo time da NFL renova seu elenco durante a pré-temporada e o NFL Scouting Combine (27 de fevereiro a 5 de março) e o NFL Draft (26 abril a 28 abril) são os dois eventos mais noticiados da offseason, mas também existem outras datas importantes no calendário da pré-temporada da NFL que valem ser ressaltadas.

Segue as datas mais importantes da NFL em 2018:

20 de Fevereiro – Primeiro Dia para Designar Jogadores como FRANCHISE ou TRANSITION: Esse é o primeiro dia que os times podem colocar a Franchise Tag em um jogador. Eles podem usar a Transition Tag. É provável que os Cowboys  usem a Franchise Tag no Defensive End DeMarcus Lawrence. Ele agora é um agente livre e quer um contrato de longo prazo, com grande bônus e dinheiro garantido. Se os  Cowboys perceberem que não conseguem chegar a um acordo com Lawrence, eles podem pôr uma tag nele. Essa tag representa um acordo por 1 ano no qual o jogador recebe a média entre os cinco maiores salários dos jogadores na posição (Franchise Tag), ou a média dos dez maiores salários dos jogadores na posição (Transition Tag). Os Cowboys já usaram a Franchise Tag diversas vezes em sua história, mais recentemente com Dez Bryant, mas também com jogadores como o linebacker Anthony Spencer, o safety Ken Hamlin, e o offensive tackle Flozell Adams. O preço da Franchise Tag em 2018 para um defensive end  deve ser mais do que US$17 milhões.

27 de Fevereiro a 5 de Março – NFL Scouting Combine em Indianapolis: O evento, que dura toda a semana, é onde os principais jogadores vindos das universidades se apresentam diante de olheiros, técnicos da NFL, executivos dos times e empresários de jogadores. Por volta de 300 dos principais prospectos são convidados pela NFL para participarem dos treinos, entrevistas e testes de aptidão do Combine. É como se fosse uma entrevista de emprego estendida. Acontece todo anos dentro do Lucas Oil Stadium.

Saiba mais sobre o evento clicando aqui.

6 de Março – Prazo Final para Franchise e Transition Tags: Esse é o dia final para os times da NFL usaram a franchise ou transition tag. Se os Cowboys não fecharem um acordo com DeMarcus Lawrence até esse dia, eles podem querer colocar uma Franchise Tag nele.

12 de Março a 14 de Março – Aberta Janela de Negociações para Free Agents: Jogadores agentes livres não podem assinar novos contratos antes do dia 14 de março, mas a partir de 12 de março, eles podem negociar com qualquer time da NFL. Nesse momento, é permitido que os times entrem em contato, faça negociações de contrato com agentes certificados de jogadores que são agentes livres irrestritos pois seus contratos de 2017 já expiraram.

Saiba sobre os tipos de free agents clicando aqui.

14 de Março as 17:00 – Começa o período de Free Agency: O ano de 2018 da Liga e o período de Free Agency começa oficialmente. Todos os contratos de jogadores que terminaram em 2017 oficialmente expiram. Agora os times podem assinar com agentes livres irrestritos. Vai haver alguns vereranos querendo contratos maiores e jogadores estelares assinando com outros times. Jogadores dos Cowboys que estavam no time em 2017 mas podem assinar com outros times como agentes livres irrestritos a partir desse dia incluem: DE DeMarcus Lawrence, LB Anthony Hitchens,  RB Alfred Morris, WR Brice Butler, G Jonathan Cooper, OL Byron Bell, LB Kyle Wilber, e OL Joe Looney.

Saiba mais sobre o período clicando aqui.

14 de Março as 17:00 Ofertas Qualificadas para Agentes Livres Restritos: Os times devem enviar ofertas qualificadas para os Agentes Livres Restritos com contratos vencidos para reter o Direito de Recusa / Remuneração se o jogador assinar com outra equipe. Os Cowboys têm dois Agentes Livres Restritos nesta temporada: DL David Irving e FB Keith Smith.

14 de Março as 17:00 – Período de Trocas em 2018 começa: O período começa depois da expiração de todos os contratos que terminaram em 2017.

25 de Março a 29 de Março – Reunião Anual da Liga: A reunião deste ano acontece em Orlando. Ele abre com um grande discurso do comissário da NFL, Roger Goodell, e os proprietários e os executivos das equipes e da Liga falam sobre coisas como mudanças de regras e negócios e contratos patrocinadores. Um grande tópico nesta reunião provavelmente será o Comitê de Competição revisando as regras sobre “o que é uma recepção?”

2 de Abril – Primeiro Dia de Treinamentos da Pré-Temporada para Times com Novos Técnicos: Se uma equipe tiver um novo treinador, eles recebem uma vantagem de duas semanas em treinamentos de pré-temporada. Este ano, os Raiders, Titans, Cardinals, Colts, Lions, Bears e Giants têm novos treinadores para que possam começar treinos duas semanas antes do resto da NFL.

16 de Abril – Primeiro Dia de Treinamentos da Pré-Temporada para Times que Mantiveram os Técnicos: Os Cowboys, e todas as outras equipes da NFL que não mudaram os treinadores na offseason, podem começar oficialmente seus programas de treinos de pré-temporada neste dia.

20 de Abril – Prazo para os Agentes Livres Restritos para Assinar Folhas de Oferta: Nessa data, é o prazo final para que os jogadores agentes livres restritos (veteranos com somente 3 temporadas de experiência) assinem as ofertas recebidas. Se os Cowboys deram folhas de oferta para seus Agentes Livres Restritos (David Irving e Keith Smith), esses dois caras devem assinar essas folhas no prazo.

26 de Abril a 28 de Abril – NFL DRAFT: Sim, este ano vai ser realizado no AT&T Stadium em Arlington. A primeira rodada é quinta-feira, 26 de abril. As rodadas 2 e 3 serão na sexta-feira, 27 de abril. As rodadas 3-7 serão no sábado, 28 de abril. O draft é o destaque da pré-temporada, e todos os olhos estarão voltados para o norte do Texas! Os Cowboys mantêm a 19ª seleção geral na 1ª rodada.

4 de Maio a 7 de Maio – Minicamps dos Novatos: Os clubes podem optar por realizar um minicamp de recrutamento de três dias após o draft, de sexta-feira a domingo ou de sábado a segunda-feira. Esta é a primeira chance para os treinadores realizarem treinos com seus novos jogadores escolhidos e novatos agentes livres.

8 de Maio – Prazo Final para Propostas para Agentes Livres Restritos: Até essa data, os times devem enviar suas “propostas de 8 de Maio” para assinar com seus jogadores Agentes Livres Restritos. Se esse jogador não tiver assinado o contrato com seu antigo time até 23 de julho ou o primeiro dia de Training Camp (o que for mais tarde), ele pode negociar ou assinar contrato, dessa data até a semana 10 da temporada regular, apenas com seu time anterior.  Para os Cowboys, isso afeta DL David Irving e FB Keith Smith (se eles ainda não assinaram seus novos contratos).

11 de Maio a 14 de Maio – Prazo Final para o Minicamp dos Novatos: Se o time não seu fez Minicamp de 3 dias com os novatos no final de Abril, eles ainda podem fazer nesse final de semana.

Meados de Maio – OTA’s (Atividades do Time na Pré-Temporada): Embora os Cowboys ainda não tenham anunciado as datas de suas OTA’s, no ano passado eles realizaram 3 dias de OTA’s, de 23 a 25 de maio e de 30 de maio a 1 de junho. São atividades no campo com todos os jogadores, não apenas com os novatos. Não há contato completo e nem proteção, então não é tão intenso quanto o minicamp ou o training camp. Mas as OTA’s são a primeira vez que vemos a equipe completa em campo com os treinadores.

17 de Maio a 20 de Maio – Primeira Apresentação dos Novatos pela NFLPA: O sindicato de jogadores convida as principais escolhas do draft (geralmente escolhas de 1ª e 2ª rodada) para este evento. É uma chance de combinar as 40 estrelas jovens mais brilhantes com parceiros comerciais e de marketing.

21 de Maio a 23 de Maio – Reunião da Liga na Primavera: Esta é a outra das grandes reuniões dos proprietários durante a offseason. A reunião da primavera deste ano ocorre em Atlanta. Há muitos negócios da liga, incluindo a concessão de futuros locais do Super Bowl.

Começo de Junho – OTA’s: No ano passado, os Cowboys realizaram sua última OTA de 3 dias entre os dias 5 e 7 de junho. Provavelmente será realzado perto dessas mesmas datas este ano. As mesmas regras aplicam-se como nas OTA’s em meados de maio.

Meados de Junho – MINICAMP: Esta é a última vez que veremos os veteranos e os novatos trabalhando no campo com os treinadores até o Training Camp começar no final de julho. No ano passado, os Cowboys realizaram o seu Minicamp de 13 a 15 de junho; as datas do Minicamp deste ano ainda não foram anunciadas.

16 de Julho – Prazo para Jogadores Designados como Franchise ou Transition Assinar Contratos Longos ou Extensões: Se uma equipe colocou uma Franchise Tag ou uma Transition Tag em um de seus jogadores no início da offseason, eles têm até hoje para assinarem com esse jogador um contrato de longo prazo ou uma extensão de contrato. Se nenhum novo acordo puder ser alcançado, o jogador pode assinar um contrato de apenas 1 ano com seu clube anterior para a temporada de 2018, e esse contrato não pode ser prorrogado até o final da temporada regular de 2018.

Meados de Julho – Training Camps Podem Começar: Os times podem começar o training camp de pré-temporada, para novatos e jogadores do primeiro ano, 7 dias antes da data da primeira apresentação obrigatória permitida para jogadores veteranos. Em outras palavras, os novatos e os garotos do primeiro ano recebem uma semana extra de treinamentos antes que os veteranos sejam obrigados a se apresentar! Os quarterbacks veteranos e os jogadores lesionados podem retornar cinco dias antes da data obrigatória de apresentação.

Como saber quando seu time favorito pode começar o Training Camp? Os jogadores podem ser convidados a se apresentar 15 dias antes do primeiro jogo de pré-temporada programado pela  equipe. Uma vez que o cronograma da pré-temporada é definido, a equipe pode determinar as datas para o training camp. Por exemplo, as duas equipes que jogam no jogo do Hall of Fame podem começar treinar uma semana mais cedo porque o jogo do Hall of Fame é realizado uma semana antes dos demais jogos de pré-temporada.

2 de Agosto – Jogo do Hall of Fame em Canton, Ohio.

1º de Setembro – Prazo Final para os Cortes e Lista com 53 Jogadores no Elenco.

2 de Setembro – Reivindicações sobre os Dispensados: Até às 13:00, os times podem fazer reivindicações sobre os jogadores que foram dispensados durante os cortes finais do elenco.

2 de Setembro – Equipes de Treinos podem ser Estabelecidas: Cada time pode assinar com até 10 jogadores das equipes de treino.

6 de Setembro –  Abertura da Temporada Regular da NFL: Esse é o jogo da quinta-feira a noite que inicia a temporada regular. Tradicionalmente, este jogo apresenta o campeão atual do Super Bowl jogando em casa.

9 e 10 de Setembro – Abertura da Temporada Regular da NFL para os Demais Times: As 30 equipes que jogaram na abertura da temporada na quinta a noite jogam suas partidas nesse domingo ou segunda.

250

Travis Frederick está feliz com seu novo treinador de linha ofensiva.

Travis Frederick não precisa de muito treinamento e tampouco alguns dos outros membros da estelar linha ofensiva do Dallas Cowboys. Frederick, Zack Martin e Tyron Smith são jogadores de nivel All – Pro, não importando quem os treine, então o desafio que a equipe enfrentou ao selecionar um novo treinador da linha ofensiva foi encontrar alguém que ajudasse as estrelas a jogar o seu melhor, enquanto treina os outros jogadores de maneira mais direta.

Eles acham que encontraram esse tipo de treinador em Paul Alexander. Frederick tem ficado feliz com as suas interações com Alexander até agora, de acordo com Kate Hairopoulos, do The Dallas Morning News, e espera que o novo treinador da melhor linha ofensiva da liga confie em suas estrelas para fazer o que faz melhor sem grandes interferências.

“É sempre uma ocasião única quando você tem outro treinador”, disse Frederick. “Sempre haverá uma mentalidade diferente desse treinador ou talvez um ensinamento um pouco diferente.”

“Agora, quando você recebe uma opinião e uma jogada diferente no jogo e assume a técnica de um treinador diferente, apenas lhe dá mais material em sua caixa de ferramentas. Quanto mais você aprender com pessoas diferentes, mais opções você terá durante o jogo. Minhas conversas com o treinador Alexander até agora, mostra, que ele está aberto para nos deixar fazer as coisas que precisamos fazer para ser bem sucedido e apenas tentar adicionar e nos ajudar. Muitos da nossa linha ofensiva são experientes e precisa apenas aperfeiçoar algumas de nossas habilidades e adicionar mais algumas coisas à nossa caixa de ferramentas “.

A maior crítica quanto a equipe de treinadores dos Cowboys na última temporada foi a falta de criatividade ofensiva. O Eagles acabou de ganhar o Super Bowl executando a run-pass option, um estilo de ataque que é largamente ignorado na NFL. Mas os Cowboys compartilham uma divisão com os Eagles. Eles conseguem ver a criatividade de Doug Pederson de perto e pessoalmente, muitos fãs querem que os Cowboys imitem esse estilo de jogo na próxima temporada.

Frederick está intrigado com essa ideia.

“O jogo está evoluindo continuamente e você tem que evoluir continuamente como um ataque também … No entanto, estou na escola de pensamento, onde é importante fazer suas principais coisas muito bem. Eu vi sucesso quando você faz o seu, as coisas principais são muito boas e a defesa não consegue interromper isso. Quando você faz isso perfeitamente, você faz o caminho certo, é assim que deve ser. Você joga alguns complementos lá, jogadas inovadoras. Eu também vi quando você entra coloca jogadas inovadoras e acaba que não sai perfeito e bem sucedido … É ótimo quando acerta, mas quando você erra, de repente é 2º pra 10 ou ainda pior”.

O meio termo geralmente é o caminho correto. Os Cowboys executaram um ataque em grande parte convencional em rotas, para um recorde de 13-3 em 2016, de forma tão clara, que suas play-calling pode funcionar. O problema foi que, no momento em que um jogador principal caiu de rendimento, todo o sistema desmoronou. Quando os Cowboys estão em plena força, eles podem marcar touchdown em qualquer um, não importa o que qual o tipo de chamada ofensiva. Mas, de forma realista, os jogadores perderão jogos como eles fizeram em 2017. Os Cowboys devem reconhecer isso e descobrir como ter sucesso sob o tipo de circunstâncias difíceis que eram comuns na última temporada e se eles vão fazer barulho nesta .