Power Ranking

335
Ron Jenkins/Associated Press

Na sexta rodada da temporada regular, o Dallas Cowboys teve a sua bye week. E sem jogar nessa semana, qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 12º (Variação: -3)

A próxima série de seis jogos dos Cowboys inclui viagens a Washington e Atlanta e jogos em casa contra Chiefs e Eagles, líderes das conferências. Não é uma tabela fácil, mas pode ficar ainda pior pelo fato de talvez terem de jogar sem o seu principal corredor.

 


 

Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 14º (Variação: -1)

Os Cowboys não estavam indo bem com Ezekiel Elliott, o melhor jogador do time na temporada passada. Agora nós temos que considerar que Dallas ficará sem ele por seis jogos. Os Cowboys não tem mais a mesma linha ofensiva, e simplesmente não pode se jogar nesse contexto Darren McFadden ou Alfred Morris e esperar grandes números. A expectativa vai cair sobre Dak Prescott em manter os Cowboys na corrida para chegar aos playoffs. Uma grande responsabilidade para um jovem quarterback.

 


 

CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 17º (Variação: -4)

Eles irão para San Francisco depois de não jogarem nessa última rodada. A situação de Ezekiel Elliott está pesando sobre esse time.

 


 

NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 18º (Variação: 0)

Foi uma semana sem jogo para os Cowboys, mas aparentemente ninguém disse isso aos noticiários. A controvérsia envolvendo o hino nacional simplesmente não termina — e também não irá a suspensão de Ezekiel Elliott. O que irá acontecer nesse cado do Zeke? Aqui ninguém é formado em direito, então qualquer palpite pode ser válido. Se a suspensão for de fato inevitável, e considerando a campanha de 2 vitórias e 3 derrotas dos Cowboys até o momento nesta temporada, talvez não fosse melhor Dallas deixar a suspensão vigorar agora, ao invés de perdê-lo em 2018?  Que temporada estranha para essa organização.

 


 

Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 15º (Variação: -1)

O drama envolvendo a suspensão de Ezekiel Elliott colocou uma nuvem negra sob a bye week dos Cowboys. Essa nuvem não deve esconder o fato de que Dallas deu um passo atrás nessa temporada. Parte do problema é que Elliott não tem sido o mesmo corredor que ele foi há um ano atrás.

Os Cowboys ainda estão acima da média ofensivamente, e tem sido visto um grande crescimento do quarterback Dak Prescott. Ele precisa começar a entrar na conversa dos 10 melhores quarterbacks da NFL. Ele estaria ainda melhor se Elliott e a linha ofensiva estivessem jogando no nível em que eles jogaram em 2016.

O declínio de Elliott e da linha ofensiva ajudou a expor uma defesa que não tem muito talento.  Com exceção de Demarcus Lawrence, não existem muitos jogadores que fazem a diferença na defesa. A secundária é, na melhor das hipóteses, abaixo da média e uma deficiência, na pior delas.

Dallas perdeu nos últimos dois jogos quando tinha a liderança por larga vantagem no intervalo. Os Cowboys não podem continuar fazendo isso e esperar que estejam na corrida pelo playoffs. É por isso que Dallas precisa fazer com o que a linha e o ataque terrestre voltem a funcionar.

 


 

No ranking da USA Today, os Cowboys caíram duas posições, indo para o décimo-sétimo lugar.  Em sua avaliação, foi comentado que sobre a possível suspensão de Ezekiel Elliott e o impacto que terá sobre um time que viu todos os rivais de conferência ganharem essa rodada.

280
Ronald Martinez/Getty Images

Na quinta rodada da temporada regular, o Dallas Cowboys jogou em casa novamente, e repetiu o roteiro da semana passada, ao começar bem o primeiro tempo para depois cair no segundo e mais uma vez ser derrotado pelo Green Bay Packers.  E qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 9º (Variação: +3)

Os Cowboys atingiram 71,5% de chances de chegar aos playoffs depois de sua vitória na semana 1. Ainda vai acontecer muita coisa para Dallas nessa temporada, que irá ser reagrupar durante sua semana 6 de bye.


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 13º (Variação: -1)

O próximo jogo de Dallas vai ser contra os 49ers, e seria uma boa ideia vencê-lo. Porque os próximos quatros jogos depois desse são: Washington (fora), Kansas City (casa), Atlanta (fora), Philadelphia (casa). Uau.


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 13º (Variação: +2)

Eles tiveram problemas defensivos nas duas últimas semanas que precisam ser corrigidos. Essa semana bye irá ajudar.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 18º (Variação: +1)

Os Cowboys precisam John Wetteland. Melhor ainda, dê a eles Jeff Russell, cara. Eles não conseguem fechar os jogos. Sim, Ezekiel Elliott e o ataque terrestre pareciam ter feito tudo precisamente contra os Packers no domingo — mas o touchdown de Dak Prescott deu aos Cowboys uma liderança de três pontos com pouco mais de um minuto para jogar Com todo esse tempo e a disponibilidade de pedir um tempo, Aaron Rodgers tinha tudo o que ele precisava. Porque Dallas não tem grandes jogadores na defesa. É nesse momento que o escolha de primeira rodada, Taco Charlton (nenhum sack), deveria aparecer. Pelo menos David Irving (dois sacks) estava em campo para criar pressão. Dura derrota.


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 14º (Variação: +1)

Essa foi uma derrota muito dura para os Cowboys. Provavelmente, eles teriam vencido, nessa semana 5, qualquer time que não tivesse Aaron Rogers como quarterback.

Ainda assim, o desempenho do ataque foi encorajador. Dak Prescott fez alguns grandes lançamentos, e o jogo terrestre pareceu sólido como tem parecido durante toda a temporada.

A defesa de Dallas pareceu diferente com David Irving no jogo. Os Cowboys foram capazes de incomodar Rodgers durante todo o jogo, e uma melhora no pass rush deve ajudar a cobrir a falta de talento na secundária, pensando em um futuro próximo.

Porém não foi o suficiente para parar Rodgers de fazer a sua usual mágica no final do jogo. Esse é um jogo que Dallas vai ter dificuldade para assimilar por um bom tempo. Os Cowboys tinham um jogo na mão, mas não conseguiram segurá-lo.

Dallas estão com uma campanha de 2 vitória e 3 derrotas, mas o ataque é especial, e os Cowboys vão ser difíceis de serem batidos. Não podem ser considerados previamente eliminados.


No ranking da USA Today, os Cowboys subiram uma posição, indo para o décimo-quinto lugar.  Em sua avaliação, foi comentado que Dak Prescott não esperava igualar o mesmo número de derrotas e interceptações da temporada passada inteira já na semana 5 de 2017.

355
Ron Jenkins/Associated Press

Na quarta rodada da temporada regular, o Dallas Cowboys voltou a jogar em casa, porém acabou derrotado pelo Los Angeles Rams.  E qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 12º (Variação: -3)

DeMarcus Lawrence tem sido dominante até o momento nessa temporada, liderando a NFL com 7,5 sacks. Infelizmente para Dallas, nenhum outro jogador defensivo não tem chegado nem perto de suas atuações; o resto do time tem somado somente 4,5 sacks.


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 12º (Variação: -4)

Ainda é cedo, mas vale a pena notar que Ezekiel Elliott diminuiu suas jardas conseguidas por carregada de 5,1 para 3,6 Ele está a caminho de conseguir 1.108 jardas, muito abaixo das 1.631 jardas da temporada passada, números que o fez líder na liga. Ainda dá tempo para a recuperação, mas é uma preocupação. Lembrando que a linha ofensiva dos Cowboys não é a mesma da temporada passada.


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 15º (Variação: -3)

A defesa continua sendo um problema que pode inviabilizar as chances de playoffs do time. Tem que melhorar.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 19º (Variação: -7)

Jogos de futebol americano não são vencidos no primeiro tempo. E times não vencem se eles cedem 5, 6, 7 jardas toda vez que o outro time corre com a bola. A linha defensiva dos Cowboys foi derrotada quase todas as jogadas durante o segundo tempo contra os Rams no domingo. Dallas não fez nenhuma pressão sobre  Jared Goff e não conseguiu impedir do jogo terrestre dos Rams avançar. Pelo menos a secundária conseguia recuperar os tackles perdidos. Ofensivamente, Dak Prescott ainda tem problemas com precisão. Isso resume tudo.


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 15º (Variação: -6)

Existem muitos problemas com o Dallas Cowboys. Eles não possuem uma boa defesa, e não há grandes jogadores defensivos com exceção a Demarcus Lawrence. A defesa se baseia em um ataque que controla o jogo para ter qualquer sucesso.

O ataque se alterna entre o sucesso e a decepção. Dak Prescott é um quarterback sólido, mas ele não acerta alguns lançamentos que ele não deveria errar. O jogo terrestre é capaz de assumir o controle, mas também pode ser decepcionante.

Os Cowboys conseguem atingir uma liderança de 24-13 sobre os Rams e depois passam um grande período em que fizerem muito pouco. Um pouco mais de um quarto depois, Dallas estava perdendo por 32-24. Esse time foi construído em torno do ataque, e o ataque falhou em gastar o tempo ou consolidar sua liderança.

Com o jogo terrestre que os Cowboys tinham em 2016, uma liderança de 11 pontos era algo que o time conseguia proteger. Contra os Rams, no entanto, aquela campanha longa que selava o jogo não apareceu. Os Cowboys permitiram aos Rams se recuperarem, e perderam.


No ranking da USA Today, os Cowboys se mantiveram na décima-sexta posição.  Em sua avaliação, foi falado que foi dado destaque na offseason para o êxodo dos defensores, mas que as saídas da Ron Leary e Doug Free parecem ter sido mais impactantes.

283

Salve, Salve, leitores do Blue Star Brasil!

A Segunda Feira começa amarga para os torcedores dos Cowboys. Depois de um ótimo primeiro tempo da equipe texana, voltamos com uma atuação pífia para o segundo tempo na vitória dos Rams no último Domingo.

E com a maneira habitual do site, elegemos os melhores jogadores da partida. Segue a lista:

1 – Ezekiell Elliott (+5)

Autor de dois touchdowns, Elliott foi o principal jogador a mover as correntes do ataque dos Cowboys. Com 85 jardas terrestres e 01 touchdown, além de 04 recepções para 54 jardas e 01 touchdown,running back de Dallas teve sua melhor atuação na temporada até o momento.

2 – Anthony Brown (+)

Brown foi o melhor cornerback da equipe na partida. Das 06 bolas lançadas em sua direção, os wide receivers conseguiram apenas duas recepções para 15 jardas. Além disso, Brown cedeu apenas 2 jardas após as recepções dos recebedores adversários e desviou um passe. Foi o segundo jogador com mais tackles da equipe na partida.

3 – Dez Bryant (+1)

Dos alvos de Dak Prescott foi o mais acionado na partida. Teve um drop em um lance onde era difícil de realizar a recepção, onde a bola veio muito baixa. Mas o jogador foi usado de maneiras diferentes pelo ataque, em rotas curtas explorando o miolo da defesa dos Rams.

4 – Dak Prescott 

É difícil avaliar a atuação de Dak nessa partida. Mas convenhamos, o jogador não foi o responsável pela derrota. É verdade que até o momento na temporada ele vem demonstrando algumas falhas em seu jogo, principalmente no âmbito de leituras das defesas adversárias. Mas ele lançou para 03 touchdowns na partida. Dak pode ser usado como retrato do que vem acontecendo com Dallas nesta temporada, a equipe não está conseguindo ser dominante durante toda a partida. Dak fez um ótimo primeiro tempo, no segundo seu desempenho caiu.

5 – Travis Frederick (+)

No lance da conversão de dois pontos no último quarto de jogo, houve uma falta (holding) de Travis Frederick. No replay da jogada, ficou claro para mim, e muitos outros torcedores dos Cowboys, que não houve falta no lance. Independente disso, Fredercick teve uma ótima partida e foi o melhor jogador da linha ofensiva. Ele dominou o nose tackle novato dos Rams, Tanzel Smart, e foi um dos maiores responsáveis do jogo corrido ter fluído na partida.

6 – Alfred Morris (+)

Fez uma corrida de 70 jardas em uma bela jogada da linha ofensiva. Nessa jogada ele mostrou o porquê dele ser o reserva imediato de Elliott. Um detalhe interessante da jogada, foi a corrida mais longa dos Cowboys desde a corrida de 91 jardas de Murray contra os mesmos Rams em 2011.

 

7 – James Hanna (+)

Fez seu primeiro touchdown na carreira nesta partida contra os Rams. Foi umas das poucas boas jogadas da equipe do Dallas no segundo tempo.

8 – Byron Jones 

Foi um dos poucos jogadores que se destacaram no lado defensivo da equipe de Dallas. Desviou novamente passes importantes em terceiras descidas. O Pro Football Focus elegeu Jones como o melhor jogador da equipe de Dallas.

9 –  DeMarcus Lawrence (-8)

Jogou com marcação dupla quase que praticamente a partida inteira. Era natural que as equipes começassem a fazer isto, afinal ele foi eleito o jogador defensivo da Conferência Nacional do mês de Setembro. Apesar disso, ele gerou algumas pressões, foram 04 em 28 snaps que configuraram ter um pass rush na jogada. Ele conseguiu 01 sack e forçou um fumble.

10 – La’el Collins (+)

Ele fez sua melhor atuação da temporada até o momento. Nas três primeiras semanas ele enfrentou ótimos pass-rushers da liga. Aqui, contra os Rams, ele atuou bem e foi peça chave em algumas jogadas terrestres do time. Além disso, Collins cedeu apenas 3 pressões em 46 snaps e em nenhuma dessas pressões chegaram a atrapalhar os lançamentos de Dak Prescott.

 

431
Rick Scuteri/Associated Press

Na terceira rodada da temporada regular, o Dallas Cowboys continuou jogando fora de casa, mas dessa vez veio uma vitória contra os Cardinals em Arizona. E qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 9º (Variação: -1)

Algumas vezes, menos é mais. Prescott precisou lançar somente 18 passes na segunda-feira, mas obteve uma média de 10,2 jardas por tentativa, uma grande melhora uma vez que sua média foi de 5,7 nos dois primeiros jogos. Equilibrio é a chave para os Cowboys e vai continuar sendo nos próximos jogos, contra os Rams e os Packers.

 


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 8º (Variação: 0)

A defesa dos Cowboys pode ainda melhorar muito. Dallas precisa ser manter saudável na secundária. Mas o pass rush, liderado por DeMarcus Lawrence, é legitimo. É um ótimo lugar para começar.

 


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 12º (Variação: 0)

Foi uma enorme vitória, na segunda a noite, fora de casa contra Arizona. O jogo corrido reapareceu, e eles estavam precisando disso.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 12º (Variação: 0)

Os Cowboys tiraram coelhos da cartola para vencer o jogo em Arizona. O começo do jogo foi muito nervoso com Carson Palmer marchando facilmente pelo campo sobre a defesa dos Cowboys. Essa unidade — assim como Dak Prescott, Ezekiel Elliott e companhia — responderam. Talvez todos se inspiraram na grande jogada de Dez Bryant. O mais impressionante de tudo, porém, foi a constante pressão aplicada por Demarcus Lawrence. Enquanto que houve muitos tweets com seu nome (Demarcus) em conexão com D-Ware, Lawrence me lembrou de Greg Ellis em seu auge. Na verdade, Ellis arrasou no backfield dos Cardinals (antes de sofrer uma lesão no tendão de Aquiles) durante um jogo na última temporada de Bill Parcells com os Cowboys.  Lawrence, assim como Ellis na maior parte de sua carreira, apareceu nessa segunda a noite com sua mão na sujeira antes de colocá-las em Palmer. Será importante para os Cowboys se a defesa continuar a fornecer retornos sólidos.


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 9º (Variação: 0)

Os Cowboys não começaram bem o jogo na segunda a noite, mas quando os Cardinals perderam um field goal e não conseguiram aumentar a vantagem para 10-0, o momento do jogo mudou. Dallas merece crédito por aproveitar essa mudança e conseguir a vitória.

Quando Dak Prescott faz algumas jogadas como ele fez na segunda-feira, os Cowboys são um oponente difícil de ser batido.  Quando ele e os lançamentos de passes funcionam, isso tira muito pressão de Elliott e do jogo corrido. Isso é importante porque Elliott e a linha ofensiva ainda não estão afiados como no ano passado. Pareceu melhor contra Arizona.

Brice Butler apareceu muito bem em duas belas recepções muito difíceis de serem feitas.

A defesa do Dallas ainda é uma preocupação e foi um problema no começo do jogo contra Arizona. No entanto, os Cowboys conseguiram desgastar a linha ofensiva dos Cardinals. Demarcus Lawrence foi absolutamente dominante, e Maliek Collins e Tyrone Crawford também foram muito bem. A melhor coisa para Dallas é que sua defesa foi capaz de, consistentemente, dominar a linha ofensiva dos Cardinals com uma linha defensiva de três homens. Isso permitiu ao time que jogasse mais conservadoramente na secundária.

Dallas precisa manter o ritmo no ataque e ao longo da linha defensiva, porque a secundária ainda é jovem e não muito testada.


No ranking da USA Today, os Cowboys perderam mais uma posição, indo para a décima-sexta posição.  Em sua avaliação, foi dado destaque para o bom jogo de Dak Prescott com 3 passes para touchdown, depois da fraca atuação da semana passada.

450
Foto: Vernon Bryant / The Dallas Morning News

Na segunda rodada da temporada regular, o Dallas Cowboys foi até Denver e perdeu para os Broncos em uma derrota que causou reações até nos jogadores. E qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 8º (Variação: -3)

Ezekiel Elliott estava fadado a ter um jogo ruim em algum momento em sua carreira na NFL, e pelo menos aconteceu fora de casa contra a grande defesa dos Broncos. Na temporada passada, Elliott iniciou uma sequência de quatro jogos com 130 jardas corridas a partir da semana 3, então pode ser que ele ainda esteja esquentando.

 


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 8º (Variação: -2)

Algumas vezes você enfrenta um time em que seu jogo não se encaixa, ou simplesmente estava tendo um dia muito bom. Eu não acho que a derrota impactante de domingo para Denver é um indicativo do que Dallas realmente é. É somente um lembrete do que Dallas fez na temporada passada, conseguindo 13 vitórias e 2 derrotas antes de descansar na semana 17, vai ser sempre quase impossível de repetir.

 


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 12º (Variação: -6)

A falta de intensidade nessa grande derrota para os Broncos não pareceu nada bem.  Como também não ficou bom Jason Garrett colocar os problemas ofensivos na conta de Dak Prescott.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 12º (Variação: -6)

Esse foi, sem dúvida, um dos piores jogos na era Jason Garrett. Os Cowboys ficaram sem seus três principais cornerbacks — e a defesa se desmanchou. Sean Lee não jogou o que se espera dele. A linha ofensiva — o ponto forte do elenco — foi batida repetidamente nos lances de ataque. Ezekiel Elliott foi completamente parado. Depois do jogo, o mundo do Twitter e torcedores do Dallas estavam irritados com Garrett. Sua decisão de chutar o punt no quarto período, muito atrás no placar, não pegou muito bem. Para piorar? Culpar Dak Prescott depois do jogo. Engraçado, ninguém parece se recordar quando Garrett fez o mesmo com Tony Romo. Lembram-se daquela vantagem perdida contra Matt Flynn e os Packers em 2013?  Apenas estou perguntando.


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 9º (Variação: -6)

Não existe muitos pontos positivos a se falar sobre a derrota do Dallas Cowboys para o Denver Broncos. Há muito anos nós não víamos a linha ofensiva deles — que é o ponto forte do time —ser vencida como eles foram no último domingo.

Os Cowboys foram superados pelos Broncos tanto na parte ofensiva como na parte defensiva.

O jogo corrido de Dallas simplesmente não existiu, uma vez que a linha ofensiva não conseguiu abrir nenhum espaço para o desenvolvimento do jogo. O quarterback Dak Prescott lutou para assumir o controle do jogo depois que ficou claro que o jogo corrido não iria funcionar.

Embora que a maior preocupação se volta para a defesa. Os Broncos foram capazes de se impor sobre a defesa dos Cowboys durante todo o jogo. Tirando uma performance sólida do pass-rusher DeMarcus Lawrence, a defesa esteve um lixo.

Não existe um cornerback que faz grandes coberturas no elenco do Dallas, e isso é uma grande preocupação para o futuro.


O USA Today foi o ranking onde os Cowboys mais caíram, indo para a décima-quinta posição, perdendo nova posições em relação a semana passada. A avaliação deles é a consternação dos torcedores com essa derrota e a impressão de que Jason Garrett e Ezekiel Elliott estão mais preocupados com fatores extra-campo.

717
Foto: Ashley Landis / The Dallas Morning News

Com o inicio da temporada regular, o Dallas Cowboys jogou no Sunday Night Football e acabou vencendo o New York Giants. E qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 5º (Variação: +1)

De acordo com a pesquisa do Elias Sports Bureau, as quatro interceptações de Dak Prescott é o numero mais baixo atingido por um quarterback em suas 17 primeiras partidas como titular desde a fusão das ligas AFL-NFL. Possível  reação exacerbada : O controle da bola por Prescott é crucial para o sucesso dos Cowboys, e ao não ser que ele comece lançar interceptações, eles podem estar destinados a uma longa caminhada, até mesmo durante os playoffs, em 2017.

 


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 6º (Variação: 0)

A decisão do tribunal sobre o caso de Ezekiel Elliott, garantindo que ele possa jogar a temporada toda e ignorando a suspensão dada a ele de seis jogos, é obviamente excelente para os Cowboys. Dak Prescott recebeu todas as atenções durante essa offseason, mas Elliott foi o MVP dos Cowboys na última temporada. É difícil não colocá-los como favoritos na NFC East depois de definida a situação de Elliott e como eles dominaram os Giants no domingo a noite.

 


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 6º (Variação: +3)

A defesa jogou além da expectativa contra os Giants, mas também pode ser pois o ataque dos Giants não é muito bom. Ter Ezekiel Elliott disponível é muito importante para o time.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 6º (Variação: +2)

Os Cowboys não poderiam pedir por um resultado melhor no domingo a noite, seja passando pela ausência do receiver  dos Giants, Odell Beckham Jr., ou pela disponibilidade de Ezekiel Elliott.  Dallas enfrentou um dos seus maiores rivais, e foi dominante a maior parte da noite.  A muito mal falada defesa — particularmente o  pass rush — permaneceu ativa durante toda a noite. Todos saíram do jogo saudáveis. Isso inclui o linebacker Jaylon Smith, que foi titular de seu primeiro jogo significativo em aproximadamente em dois anos — e fez algumas jogadas também.


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 3º (Variação: +4)

Uau, os Cowboys parecem estar muito bem. Uma queda no segundo ano para Dak Prescott? Negativo, nada disso. Ele esteve bem contra a grande defesa dos Giants, e ele parece estar tendo atitudes que gosto de ver em jovens franchise quarterbacks.

Além de ter lançado a bola fenomenalmente, Prescott também teve a visão necessária para distribuir a bola uniformemente para suas peças chave. E também conseguiu fazer algumas jogadas com as próprias pernas.

Falando de armas, é melhor os Cowboys conseguiam manter Ezekiel Elliott a longo prazo porque ele muda o que os adversários têm de fazer. Os Giants desistiram de parar algumas grandes jogadas, possivelmente porque eles estavam muito preocupados em parar o jogo corrido.

Algumas dessas grandes jogadas vieram de Terrance Williams. Ele esteve muito bem. Se ele conseguir ser um legitimo reserva para Dez Bryant, vai ser difícil para Dallas. Jason Witten continua a surpreender aos 35 anos.

A defesa de Dallas também foi fantástica. A atuação de Jaylon Smith foi de acordo com a expectativa, jogando por todo o campo. As novas peças da secundária se encaixaram e jogaram bem. DeMarcus Lawrence parece estar 100% novamente, e Dallas precisam dele para o ser o grande pass-rusher nessa temporada.

Dallas seguraram Manning e os Giants a somente três pontos. Mesmo sem Beckham, é impressionante.


O USA Today manteve o time na sexta colocação, elogiando a atuação da defesa, em especial o domínio sobre a frágil linha ofensiva dos Giants.

696

Salve, Salve, leitores do Blue Star Brasil!

O dia 10 de Setembro de 2017 deu início a temporada regular do Dallas Cowboys na NFL. A equipe texana enfrentou o seu principal rival da divisão e vendeu os Giants por 19×3.

E como de costume, algo que começou no site na temporada passada, iremos fazer um Power Ranking semanal dos melhores jogadores da equipe. O ranking será atualizado semanalmente depois de cada partida do Dallas. Não estranhe se algum ótimo jogador da equipe ficar de fora da lista, pois o que é avaliado aqui é o momento e, principalmente, a atuação nas partidas.

Chega de delongas, vamos a lista:

1 – Sean Lee

O que podemos falar no maior líder da nossa defesa? O general Lee é um dos melhores linebackers da liga e em uma partida de extrema importância contra o seu principal rival e concorrente ao título de divisão, Lee foi o líder do time com 8 tackles. Além disso, ele participou do lance em que Jaylon Smith forçou o fumble, Lee era o outro jogador que estava fazendo o tackle naquela jogada.

2 – Anthony Brown

Jogador selecionado na sexta rodada do draft de 2016, foi uma das melhores escolhas do ano passado feitas pela equipe. Nesta partida contra os Giants, Brown fez uma bela interceptação em Eli Manning, e não sentiu o peso da partida quando Orlando Scandrick saiu lesionado da partida. Um dos bons destaques da secundária na partida, que foi excelente! Foram 4 bolas lançadas na direção de Brown e o cornerback cedeu apenas uma recepção de apenas seis jardas.

3 – DeMarcus Lawrence 

Breaking The Law! Melhor jogador da nossa linha defensiva. Conseguiu dois sacks e 5 tackles na partida e vários hurries (apressou o passe do quarterback). O jogador foi extremamente dominante na fraca linha ofensiva dos Giants. Grata surpresa!

4 – Jason Witten

Autor do único touchdown da partida e líder da equipe com recepções. Com 59 jardas na partida, o tight end é agora o maior recebedor em número de jardas da história do Dallas Cowboys com 11,947. Ele passou Michael Irvin que tinha 11,904. Nada mal para um dos maiores tight ends da história da NFL.

5 – Terrance Williams 

Começou a partida preocupando vários torcedores com uma torção no pé esquerdo sofrida na primeira jogada da partida. Mas quando voltou, ele foi o wide receiver mais seguro da partida para a equipe de Dallas. Com 6 recepções para 68 jardas, Williams converteu duas terceiras descidas no primeiro tempo do jogo, sendo uma 3 para 12 jardas. Foi bastante eficiente e o jogador mais produtivo do grupo de wide receiver. 

6 – Ezekiel Elliott

Demorou a engrenar na partida, mas é que enfrentamos uma das melhores defesas contra o jogo terrestre da NFL. Foi uma partida importante para Elliott, devido a tudo que vem acontecendo com o jogador fora dos campos. Ele não mostrou abalado com isto e passou das 100 jardas contra uma ótima defesa.

7 – Cole Beasley

Autor da melhor recepção da partida, e, quem sabe, da temporada (Logo na semana 01?), Beasley fez uma brilhante jogada que eu não conseguiria explicar em palavras. Segue o vídeo:

Tradução: Cole Beasley pode ter feito a recepção do ano logo na primeira semana da NFL.

8 – Jaylon Smith

Pra quem estava há quase um ano sem jogar uma partida de futebol americano e recuperando de uma grave lesão que quase impediu o jogador de voltar a andar normalmente, foi uma volta triunfal aos gramados e acima de qualquer expectativa. Ainda mais se tratando de sua estréia na NFL. Jaylon não ficou nervoso em nenhum momento e foi destaque da partida junto com Sean Lee. No site da NFL colocaram que Smith forçou um fumble na partida, mas durante a transmissão da ESPN foi dito que os juízes já haviam paralisado a jogada.

9 – Dak Prescott

Dak não jogou mal a partida, longe disso, mas ele não teve uma das melhores atuações da sua carreira. Com leituras precipitadas e alguns passes altos, principalmente na end zone, Dak poderia ter tido uma atuação melhor se executasse melhores as jogadas. Mas mesmo assim, ele foi fundamental em algumas jogadas chaves. Por exemplo, foi dele a mudança de jogada que a equipe conseguiu uma conversão de terceira descida para doze jardas em uma recepção de Terrance Williams.

10 – Chris Jones

Quatro punts na partida com todos eles dentro da linha de 20 jardas. Para ser mais preciso e justo com nosso punter, os quatro punts foram dentro da linha de 10 jardas. Um na linha de 6, 9, e os dois últimos na linha de 10 jardas. Ele merece entrar na lista só por estes números.

684
Foto: Smiley N. Pool / The Dallas Morning News

Com o futuro definido na pós-temporada, o Dallas Cowboys poupou seus titulares e acabou saindo derrotado para o Philadelphia Eagles. E qual foi o impacto disso nos Power Rankings americanos?

A resposta você vai conferir abaixo:

 

ESPN.com

espn

Posição: 2º (Variação: -1)

Entrnado na temporada, o NFL FPI deu ao Cowboys 37% de chance de ir aos playoffs. Avançando ao fim da Semana 17, o Cowboys venceu 13 jogos pela terceira vez na história da franquia e é o número 1 da NFC. Tudo isso jogando com um quarterbackrunning back calouro.

 


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 2º (Variação: -1)

Randy Gregory teve uma boa Semana 17, com sete tackles e um sack. Não dói ter um jogador desse talento no fim da temporada, logo antes dos playoffs.

 


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 2º (Variação: 0)

Eles mativeram a sequência contra o Lions. Mas agora eles precisam pegar leve em um jogo fora de casa em Filadélfia que não vale nada.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 2º (Variação: 0)

A derrota em Philly significou que o Cowboys não superou o recorde da franquia em vitórias em uma temporada ou bater o percentual de vitórias dos times de 1968 e 1977. O grupo de 1968 tinha um quarterback em fim de carreira que tinha uma personalidade amável e que era conhecido — injustamente — por não levar Dallas mais longe na temporada. Esse QB era incrivelmente forte, levando-o a jogar mesmo sem estar em suas condições físicas ideais. Sua última temporada acabou com ele terminando no topo da classificação em jardas aéreas. Hmm. Parece com alguém que nós conhecemos? Ele pode não ser Don Meredith, mas se você viu sua campanha no domingo, você sabe que Tony Romo não merece se aposentar ainda. E se você disser que ele é o melhor quarterback do time, eu não ficaria bravo com você.

 


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 2º (Variação: 0)

Coloquem Jason Garrett como Técnico do Ano.

Esse homem merece depois do seu malabarismo digno do Cirque du Soleil. Pense bem: Ele lidou com grandes egos (Dez Bryant, Jerry Jones), nutriu dois calouros estrelas (Dak Prescott, Ezekiel Elliott) e — mais do que tudo — deu 13 vitórias ao Time da América.

O que mais ele precisa fazer? Amarrar o Jumbotron do Jerry’s World?

Garrett se destaca pela comissão técnica que ele indicou. Olhe o trabalho do técnico da linha ofensiva e pupilo de Bill Callahan, Frank Pollack, em Dallas. Essa OL se impôs sobre quase todas as linhas defensivas mais fortes do jogo (Ravens, Steelers, Packers, etc.). Por outro lado, o coordenador ofensivo Rod Marinelli juntou as peças do que eu chamo da melhor defesa de renegados da NFL. 11 caras voando para a bola independente se é um passe ou corrida.

Sim, Dallas é um time com talento top cinco dessa temporada. Eu não ouvi muito sobre o trabalho que Garrett e cia. fizeram, na verdade. Esse é o maior motivo pelo qual os ‘Boys podem estar em Houston no mês que vem.

 


O USA Today manteve o time na segunda colocação, elogiando a atuação de Tony Romo. Já o Pro Football Focus também colocou o Dallas em 2º no ranking geral, mas indicou queda do time na classificação do ataque (de 2ª para 4ª) e uma melhora na defesa (de 13ª para 12ª).

1078
Foto: Jae S. Lee / The Dallas Morning News

A vitória dessa semana veio e apagou a imagem ruim deixada pela derrota da semana passada. Mas será que isso é o suficiente para mudar o pensamento da imprensa americana sobre o Dallas Cowboys?

Confira abaixo o que andaram dizendo sobre o time e sua classificação essa semana:

ESPN.com

espn

Posição: 1º (Variação: 0)

Lembram quando Dak Prescott perdeu pro Giants na Semana 14 e alguns estavam pedindo Tony Romo como titular de novo? Bom, desde então Prescott está 47 de 56 (83,9%) com três passes para touchdown e um TD correndo. Com a primeira posição da NFC definida, a questão que fica é: Prescott (e Ezekiel Elliott) serão poupados na Semana 17 contra o Eagles?

 


Yahoo! Sports

yahoo-logoPosição: 1º (Variação: 0)

Nós precisamos começar a falar sobre o defensive end David Irving como uma possível diferença nos playoffs. Irving, que ganhou o prêmio de Jogador Defensivo da Semana na NFC por seu desempenho contra Green Bay no começo da temporada, teve três sacks nos últimos dois jogos. Ele pode fazer uma jogada ou duas que mudaria o rumo de um jogo mês que vem.

 


CBS Sports

cbs-sports-logo

Posição: 2º (Variação: 0)

Eles continuaram a sequência contra o Lions. Mas por ora eles precisam pegar leve em Philadelphia em um jogo fora de casa que não significa nada.

 


NFL.com

nfl-com-logo

Posição: 2º (Variação: 0)

Apesar do fato de que eu vi quase todas as jogadas dos primeiros 14 jogos do Cowboys, os 28 pontos consecutivos no Monday Night foram chocantes. Não apenas porque o ataque estava movendo tranquilamente. Vamos falar de um rosto da defesa. Depois de permitir três touchdowns do Lions nas primeiras três campanhas, a unidade de Rod Marrinelli se ajustou e então conseguiram a interceptação que mudou o rumo do jogo. Jon Gruden fez um baita trabalho analisando a defesa de Rod Marinelli também. Mudando de assunto… Quantos de vocês fãs do Cowboys congelaram ao ver o replay da pancada no joelho de Tyron Smith?

 


Bleacher Report

bleacher-report-logo

Posição: 2º (Variação: 0)

Os problemas de Dallas no fim da temporada duraram por cerca de 30 segundos.

O Cowboys é claramente o favorito da NFC. Precisaria de um jogo completo para tirar as aspirações de Super Bowl do time.

Dak Prescott é a chave mais uma vez. Ele seguiu sua performance super precisa de semana passa com — adivinhem — outra performance super precisa e cirúrgia na noite contra Detroit. É difícil superar Matthew Stafford; Prescott conseguiu.

Então ele deu a bola para Ezekiel Elliott para seu comum touchdown longo. Se Zeke tivesse jogado a partida inteira, Dallas teria vencido por 30 pontos na Semana 16.

 


O USA Today manteve a situação de semana passada com o Dallas Cowboys em segundo, questionando a ideia do time não poupar titulares para semana que vem. Já o Pro Football Focus manteve Dallas em 2º no ranking geral, mas aumentou a classificação do ataque do time (de 3ª para 2ª) e mais uma vez da defesa (de 15ª para 13ª).