cornerback do Dallas Cowboys, Orlando Scandrick, revelou que ainda não se encontrou com o dono da franquia, Jerry Jones, após o seu nome ter sido mencionado durante o Draft deste ano, envolvendo uma possível troca.

“Eu apenas controlo o que posso controlar”, confessou o jogador. “Eu sinto que quando estou saudável e no meu mais alto nível, posso competir com qualquer um, sinto que posso ser tão bom quanto qualquer outro. Tenho confiança em minhas habilidades.”

Os Cowboys selecionaram três cornerbacks – Chidobe Awuzie, Jourdan Lewis e Marquez White – no final de abril. Questionado sobre o assunto, Scandrick, que está entrando em sua 10ª temporada com o time, disse que não há nada de novo para ele.

Contando com o Draft de 2017, o Time da América já escolheu nove cornerbacks desde a escolha de Scandrick na quinta rodada de 2008. Entre eles, Morris Claiborne e Byron Jones, dois corners de primeira rodada. Vale lembrar que Jones foi movido para a posição de safety posteriormente.

“Eu estava aqui quando selecionaram o Morris na 6ª escolha geral”, disse Scandrick. “Eu só vou trabalhar e fazer a mesma coisa, que é continuar a tentar ser cada vez melhor.”

Ele estava em Dallas quando Mo chegou e continua lá mesmo após a saída do colega para o New York Jets.

Scandrick foi titular na maioria das partidas de 2013 para 2016, mesmo após o recrutamento de Claiborne. Em 2015 ele perdeu toda a temporada após sofrer uma lesão ainda no Training Camp.

Márcio Silveira
Sigam-me

Márcio Silveira

Colaborador em Blue Star Brasil
Torcedor do Dallas Cowboys desde 2011, quando passou a acompanhar a NFL. Sonha em ver o time no Super Bowl cada vez que a temporada começa.
Márcio Silveira
Sigam-me