Decepcionante. Apesar de boa partida de Dak Prescott, o Dallas Cowboys viu seu ataque falhar com seus recebedores e sua defesa quase entregar o jogo. No fim, um erro de Terrance Williams custou a derrota para o New York Giants por 19 a 20.

Informaões Gerais
Time 1 2 3 4 OT Final
 Dallas Cowboys 03 06 07 03 0 19
 New York Giants 0 13 0 07 0 20

Pontuação

  • DAL: Field Goal – Dan Bailey (23 jardas)
  • DAL: Field Goal – Dan Bailey (56 jardas)
  • NYG: Touchdown – Larry Donnell (15 jardas | passe de Eli Manning)
  • DAL: Field Goal – Dan Bailey (25 jardas)
  • NYG: Touchdown – Sterling Shepard (9 jardas | passe de Eli Manning)
  • DAL: Touchdown – Ezekiel Elliott (8 jardas | corrida)
  • DAL: Field Goal – Dan Bailey (54 jardas)
  • NYG: Toucdown – Victor Cruz (3 jardas | passe de Eli Manning)

 

O Jogo

Mesmo com a dúvida sobre ter um QB e um RB calouro comandando o time, o Dallas Cowboys começou o jogo acima das expectativas. Entre corridas de Ezekiel Elliott e passes de Dak Prescott, o Cowboys teve uma chance de anotar seu touchdown já na primeira posse de bola, mas Cole Beasley deixou a recepção da pontuação cair. Depois de um field goal quase de consolação, a defesa do Cowboys conseguiu parar o ataque do Giants e teve outra boa campanha que foi acabar no segundo quarto. Assim como a primeira campanha, o Cowboys foi forçado a chutar outro FG, dessa vez de 56 jardas, e Dan Bailey converteu para ampliar a vantagem para 6 a 0.

Nesse momento o ataque do Giants acordou. Bastaram apenas quatro jogadas para Eli e cia. anotarem os primeiros pontos do time de Nova York no jogo. Com um passe para Larry Donnell, o Cowboys sofreu a virada no jogo e perdia por 7 a 6. Com uma nova chance de atacar, Dak Prescott viu o touchdown lançado para Dez Bryant ser anulado, o que acabou forçando a campanha a terminar novamente só com um field goal, o terceiro de Dan Bailey. Aproveitando-se da situação, o New York Giants usou os quatro minutos restantes do segundo quarto para tomar a liderança do placar novamente, dessa vez em um passe de Eli Manning para Sterling Shepard. Com o chute extra desperdiçado pelo kicker nova-iorquino, o Cowboys foi ao vestiário perdendo por 13 a 9.

O começo do terceiro quarto mostrou que tudo poderia ser diferente e com um quase milagre acontecendo. Na segunda jogada do segundo tempo, Brandon Carr (sim, você leu direito) interceptou Eli Manning em um passe muito ruim do QB. Foi a primeira INT de Carr desde o Dia de Ação de Graças de 2013. O turnover foi o que o Cowboys precisava para novamente liderar o jogo, que acabou vindo dos pés de Ezekiel Elliott. Em uma corrida de oito jardas, o calouro deu suas boas vindas à NFL e colocou 16 a 13 no placar para Dallas.

A partir daí, o jogo deu uma esfriada. As defesas começaram a se impor e os punts passaram a aparecer com mais frequência. Foi apenas no último quarto que o placar se alterou, ainda pelo Cowboys. Em outro field goal de mais de 50 jardas, Dan Bailey ampliou a vantagem do time da casa para 19 a 13.

Assim como no segundo quarto, o ataque do Giants acordou no momento certo. Em uma campanha longa, os visitantes conseguiram seu terceiro TD do jogo, dessa vez com Victor Cruz, antigo algoz do Time da América. Perdendo por 20 a 19, o Cowboys precisa de apenas uma pontuação simples para voltar a liderar o jogo.

Com seis minutos restantes pro fim do jogo, o ataque de Dallas foi novamente parado e precisou ir ao punt. Depois de gastar seus três pedidos de tempo, o Cowboys conseguiu uma nova chance de ganhar o jogo, dessa vez com apenas um minuto para conseguir a pontuação. A campanha final, porém, acabou contando com faltas da linha ofensiva e a cereja do bolo: Terrance Williams.

Com 12 segundos restantes, T-Will recebeu um passe na lateral e ao invés de correr para fora do campo e parar o relógio, ele preferiu correr pelo meio para deixar Dan Bailey em uma situação mais confortável para acertar o chute. O resultado foi o cronômetro zerar e o Cowboys não ter tempo de fazer mais nenhuma jogada, decretando a primeira derrota em casa para o Giants desde 2012.

 

Melhores Momentos

Todos os direitos do vídeo reservados para a NFL

 

Números

 

Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys New York Giants
 Jardas Aéreas 227 207
 Jardas Terrestres 101 113
 Jardas Totais 328 320
 First Downs 24 18
 Turnovers Sofridos 0 1
 Faltas (jardas) 6 (50) 4 (40)
 Tempo de posse 36:43 23:17

 

Individuais
  • Passando

Dak Prescott: 25/45, 227 jardas, 0 TD, 0 INT. Rating: 69,3

Eli Manning: 19/28, 207 jardas, 3 TD, 0 INT. Rating: 110,2

  • Correndo

Ezekiel Elliott: 20 att, 51 jardas, TD
Alfred Morris: 7 att, 35 jardas
Dak Prescott: 2 att, 12 jardas

Rashad Jennings: 18 att, 75 jardas
Shane Vereen: 6 att, 38 jardas

  • Recebendo

Jason Witten : 9 rec, 66 jardas
Cole Beasley: 8 rec, 65 jardas
Terrance Williams: 3 rec, 34 jardas
Dez Bryant: 1 rec, 8 jardas

Odell Beckham Jr.: 4 rec, 73 jardas
Sterling Shepard: 3 rec, 43 jardas, TD
Victor Cruz: 4 rec, 34 jardas, TD
Larry Donnell: 1 rec, 15 jardas, TD

 

Pontos Positivos
  • CB Brandon Carr

Chegou ao fim sua seca de jogos sem uma mísera interceptação. Isso já é mais do que suficiente para colocá-lo como ponto positivo por aqui.

  • QB Dak Prescott

Se havia alguma dúvida sobre o desempenho do jogador entre titulares, Dak mostrou que pode render e render bem com o Cowboys. Apesar de não ter tido nenhum passe para touchdown, Dak não sofreu sacks ou turnovers, o que é algo muito bom para um calouro. Ao contrário dos reservas de Tony Romo em 2015, Dak mostrou que pode conduzir o Cowboys para vitórias.

  • DT Terrell McClain

Pouco citado, Terrell McClain foi um dos jogadores que se salvou no interior da linha defensiva do Dallas Cowboys. Com bons tackles para perda de jardas diante do jogo terrestre, T-Mac foi um dos responsáveis pela sobrevida do Cowboys no fim da partida.

  • K Dan Bailey

Foram dois field goals de mais de 50 jardas sendo chutados como se fossem meros chutes extras. Um deles, de 56 jardas, igualou o antigo recorde pessoal dele. Se o Cowboys tivesse dado ao Bailey a oportunidade de tentar um chute de 60 jardas para a vitória, eu não duvidaria que ele pudesse acertar nessa partida.

 

Pontos Negativos
  • WR Terrance Williams

Se você olhar puramente para os números, T-Will não teve um péssimo jogo. Afinal, ele foi o terceiro do time com mais jardas aéreas. O que coloca ele aqui é apenas uma coisa: a jogada final. Por mais que o jogador adversário esperasse que ele fosse correr para sair do campo, o mínimo que poderíamos esperar de Williams era que ele tentasse sair pela lateral, o que não aconteceu. A sua falta de percepção acabou custando caro ao time.

  • WR Dez Bryant

Sim, Dez estava bem marcado. Mas isso justifica apenas uma mísera recepção para oito jardas? Por pior que a marcação estivesse, já vimos Dez Bryant conseguir recepções que nesse jogo ele não conseguiu. Em um jogo disputado como esse, Dez deveria ter aparecido para dar ao time uma chance de vencer.

  • DT Tyrone Crawford

Ele é o jogador de linha defensiva mais bem pago do Dallas Cowboys e o time espera grandes jogadas dele. O que se viu na partida, na verdade, foi um jogador apagado e completamente anulado pela linha ofensiva do Giants, que está longe de ser uma das melhores da liga.

  • RT Doug Free

Em um duelo pessoal contra Jason Pierre-Paul, Free levou a pior em quase toda a partida. Não foi difícil ver Dak Prescott em uma situação desconfortável depois que JPP passou com facilidade por Free. Tendo um QB calouro, é ainda mais importante que a linha ofensiva consiga protegê-lo bem.

 

Próximo Jogo

O Dallas Cowboys continua a temporada regular jogando contra outro rival de divisão, o Washington Redskins. O jogo será fora de casa e no próximo domingo (18/09), às 14h. Ainda não há confirmação de transmissão do jogo por parte das emissoras brasileiras. No entanto, a cobertura em tempo real será feita no nosso Twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.