Com início avassalador e susto, Cowboys vence Eagles e assume liderança da...

Com início avassalador e susto, Cowboys vence Eagles e assume liderança da divisão

562
Foto: dallascowboys.com

O jogo da temporada. Considerado por praticamente todos os analistas como uma partida de vida ou morte, o Dallas Cowboys foi a campo com a missão de cumprir o dever, o mesmo que faltou nas últimas três temporadas. Com o lema de #FinishTheFight, termine a luta em inglês, o Cowboys se impôs e venceu o Eagles na casa do adversário por 38 a 27, assumindo a liderança da divisão e deixando a pós-temporada cada vez mais perto de Dallas.

 

O jogo

Com a promessa de um ótimo jogo, a sorte (e o vento) sopraram para o lado de Dallas já no começo. Por causa do vento, o kickoff inicial do Bailey caiu na linha de 10 jardas. Com um desentendimento do Eagles, o time de especialistas de Dallas se aproveitou e recuperou a bola já em ótima posição de campo. Nessa situação, bastou apenas o Murray correr para anotar o primeiro touchdown da noite.

Forçando um three and out, a defesa deu ao ataque a chance de ampliar a vantagem e foi isso que aconteceu: campanha de oito minutos resultando em um passe de 4 jardas de Romo para Dez Bryant colocar 14 a 0 no placar. No lado da defesa, mais uma posse do ataque da casa sem primeiras descidas.

Com a bola de novo e com a defesa de Philly cansada, o Cowboys começou a campanha no primeiro quarto e terminou no segundo após passe de 26 jardas para Dez Bryant receber e entrar na endzone: 21 a 0. Jogo fácil, certo? Errado. Com um touchdown de Chris Polk e um field goal, o Eagles diminuiu a vantagem para 21 a 10 antes do intervalo.

No segundo tempo, indícios de tragédia no ar. Mal no ataque, o Cowboys viu também sua defesa ir mal e ceder mais um touchdown, mais uma vez de Chris Polk, correndo uma jarda: 21 a 17 e jogo apertado. Tentando reverter a situação, Romo acabou pressionado no pocket, sofreu o sack e o fumble, dando ao Eagles excelente posição de campo. Sem perdoar, o time da casa virou após corrida de Darren Sproles para a endzone: 24 a 21.

Prevendo um abatimento e uma implosão do time, o Cowboys se reergueu. Ao lema de terminar a luta, o ataque respondeu com um touchdown do Murray, seu segundo no jogo. Corrida de 2 jardas e 28 a 24. Com o Eagles atacando, Sanchez tentou o passe para Ertz, que não fez a recepção. Para nossa sorte, J.J. Wilcox fez e conseguiu a interceptação.

Sem perdoar, Romo e Dez Bryant anotaram o terceiro touchdown da noite, em uma jogada idêntica ao segundo touchdown da dupla. X no ar na comemoração e 35 a 24. Respondendo com apenas um field goal, o Eagles teve outra chance de empatar a partida após o ataque ir para o punt. O que aconteceu, porém, foi um fumble de Riley Cooper, forçado por Wilcox e recuperado por Kyle Wilber.

Com a bola e um field goal de Dan Bailey, o Cowboys colocou 38 a 27 no placar e gastou o relógio. Tendo duas oportunidades para pontuar, o Eagles foi para o punt na primeira e Sanchez foi interceptado por Bruce Carter na segunda, selando a vitória texana.

 

Números

  • Passando

    Romo teve mais um bom jogo e mais uma vitória fora de casa
    Romo teve mais um bom jogo e mais uma vitória fora de casa

Tony Romo: 22/31, 265 jardas, 3 TD. Rating: 129,09

Mark Sanchez: 17/28, 252 jardas, 2 INT. Rating: 60,41

  • Correndo

DeMarco Murray: 31 att, 81 jardas, 2 TD

Lance Dunbar: 5 att, 22 jardas

LeSean McCoy: 16 att, 64 jardas

Chris Polk: 2 att, 6 jardas, 2 TD

  • Passando

Dez Bryant: 6 rec, 114 jardas, 3 TD

Jason Witten: 7 rec, 69 jardas

Cole Beasley: 4 rec, 42 jardas

Jeremy Maclin: 4 rec, 98 jardas

Brent Celek: 4 rec, 52 jardas

Zach Ertz: 3 rec, 32 jardas

 

Pontos Positivos

  • J.J Wilcox

O segundo anista de Dallas foi talvez o jogador mais importante para a reação de Dallas na partida. Após o Eagles virar a partida, Wilcox deu ao ataque duas oportunidades de pontuar ao conseguir uma interceptação e um fumble forçado, ambas em momentos decisivos da partida. Com o ataque pontuando depois dos dois turnovers, o jogo, apertado, passou a ficar mais tranquilo.

  • Tony Romo & Dez Bryant

    14 December 2014:      of the Dallas Cowboys during the Cowboys 38-27 win over the Philadelphia Eagles at Lincoln Financial Field in Philadelphia, Pennsylvania. Photo by James D. Smith/Dallas Cowboys
    Romo e Dez: entrosamento perfeito no jogo

Seria injusto citar um sem citar o outro. Com a sintonia afiada, Dez Bryant conseguiu três touchdowns, sua maior marca da carreira. Lançando apenas para Dez, Romo teve um rating de 156,3, considerado como praticamente perfeito. Também com o hat trick, Romo se tornou o primeiro jogador da história da NFL a ter quatro jogos seguidos fora de casa com 3 TDs e nenhuma interceptação. Nada mal para o quarterback que “amarela” em jogos decisivos.

  • Jeremy Mincey

Com dois sacks, Mincey foi o homem do pass rush de Dallas. Para melhorar ainda, ambos os sacks vieram em terceiras descidas, com um deles no fim do último quarto. Clutch, ou decisivo, Mincey não podia ter recebido um presente melhor de aniversário.

  • Jason Witten

tight end, sumido nos últimos jogos, voltou no jogo decisivo como o bom e velho Witten. Em terceiras descidas, Witten foi novamente o ponto de segurança de Romo. Suas sete recepções, com metade delas em terceiras descidas, foram fundamentais para manter as campanhas vivas e dar ao ataque situações favoráveis de campo.

 

Pontos Negativos

  • Brandon Carr

Como sempre, o Carr. Sem aparecer no primeiro tempo, Carr mostrou no segundo o porquê de estar sendo cotado para não jogar em Dallas no ano que vem. Errando na marcação, Carr cedeu ao Jeremy Maclin uma recepção e mais 72 jardas, que deu ao Eagles um touchdown e o começo da reação na partida. Ao todo, foram quatro passes lançado em sua direção e três recepções do adversário. Contra Carr, Sanchez teve um rating de 116,7, quase o dobro do que teve na partida. Precisa acrescentar algo?

  • Faltas

Abusando de faltas, o Cowboys pôs em risco muita de suas campanhas. De saída falsa a até conduta antidesportiva de Rolando McClain ao obstruir o árbitro, a equipe de Dallas deu ao Eagles 79 jardas de graça. Por sorte (e competência), as faltas não influenciaram no resultado final da partida, mas a equipe não pode se dar ao luxo de cometê-las.

 

Próximo Jogo

Após a vitória sobre o Philadelphia Eagles, o Cowboys volta para Dallas para fazer sua última partida em casa da temporada regular. O adversário é um dos mais complicados da temporada: o Indianapolis Colts. Mesmo tendo o mesmo recorde do Cowboys na temporada (10-4), a equipe de Indiana já garantiu sua vaga na pós-temporada ao faturar a AFC South. Mesmo garantido, o Colts busca descansar na primeira semana dos playoffs e deve fazer um jogo duro. A partida será no dia 21/12, domingo, às 19h35 no horário de Brasília.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.