Embalou? No horário nobre, o Dallas Cowboys não tomou conhecimento do Chicago Bears e venceu com ótima atuação do jogo terrestre. Com 24 pontos no primeiro tempo, o time não sofreu muito para vencer a partida por 31 a 17.

Informaões Gerais
Time 1 2 3 4 OT Final
 Dallas Cowboys 10 14 0 07 0 31
 Chicago Bears 0 3 07 07 0 17

Pontuação

  • 🏈 DAL:  Touchdown – Dak Prescott (1 jarda | corrida)
  • 🎯 DAL: Field Goal – Dan Bailey (49 jardas)
  • 🏈 DAL: Touchdown – Lance Dunbar (1 jarda | corrida)
  • 🎯 CHI: Field Goal – Connor Barth (34 jardas)
  • 🏈 DAL:  Touchdown – Alfred Morris (3 jardas | corrida)
  • 🏈 CHI Touchdown – Zach Miller (2 jardas | passe de Brian Hoyer)
  • 🏈 DAL:  Touchdown – Dez Bryant (17 jardas | passe de Dak Prescott)
  • 🏈 CHI Touchdown – Zach Miller (6 jardas | passe de Brian Hoyer)

 

O Jogo

Assim como todos os jogos do Dallas Cowboys até aqui, o time começou atacando e começou muito bem. Apesar de Dez Bryant e Cole Beasley terem saído de campo com uma aparente lesão na campanha, os dois chegaram a voltar a tempo de ver Dak Prescott correr uma jarda pelo meio e abrir o placar da partida. O jogo ficou ainda melhor quando a defesa forçou o Bears a devolver a bola e o Cowboys logo ampliou a vantagem com um field goal de Dan Bailey.

E tinha como ficar melhor? Claro que sim. A defesa novamente forçou o punt e o ataque mais uma vez converteu isso em pontos. Depois de um passe de 29 jardas para Cole Beasley, Lance Dunbar correu pelo meio e ampliou ainda mais a vantagem do Dallas Cowboys, dessa vez para 17 a 0. Enquanto o Chicago Bears finalmente saiu do zero com um field goal de Connor Barth e só não pontuou mais por conta de uma falta no onside kick surpresa que fizeram, o Cowboys abriu ainda mais vantagem com outro touchdown terrestre, dessa vez de Alfred Morris. O segundo quarto terminava com 24 a 3 para Dallas e um jogo quase definido.

O motivo do quase é o que vem a seguir. Ainda bem, a defesa forçou o punt e o ataque do Cowboys parecia que iria voltar no mesmo ritmo do primeiro tempo. Na segunda jogada, Dak Prescott achou Terrance Williams que conquistou quase 50 jardas na jogada, mas com um pequeno problema: ele sofreu um fumble no fim dela. E para piorar, o fumble gerou o ataque do Bears que anotou o primeiro touchdown deles na partida, com o TE Zach Miller recebendo um passe de duas jardas.

Pela primeira vez, o Dallas Cowboys não conseguiu impor sua estratégia no ataque e teve de devolver a bola para o Bears, o que começou a gerar uma apreensão na torcida em uma possível reação do time adversário. Dessa vez, a defesa conseguiu se impor e forçou um fumble do WR Cameron Meredith logo na segunda jogada da campanha. Mas como tudo não dá para ser fácil, o ataque mais uma vez não conseguiu um first down e Dan Bailey foi para o chute. Por incrível que pareça, Bailey errou o field goal.

Elliott pula por cima de defensor do Bears

Ainda perdendo por duas posses de bola, o Bears voltou a atacar com a expectativa de colocar fogo na partida. Apesar de chegarem no campo de ataque, a defesa do Cowboys foi precisa ao forçar o punt no limite para evitar ao menos um field goal do Bears. A partir daí o jogo voltou a ficar sob controle.

Na primeira jogada da campanha, Ezekiel Elliott ganhou o first down com uma bela jogada pulando por cima do jogador de defesa (foto). Ainda com ótimas corridas de Zeke, a campanha terminou com o primeiro passe para TD do Dallas Cowboys na temporada. De Dak para Dez Bryant, o touchdown de 17 jardas dava uma vantagem de 31 a 10 para Dallas e praticamente decretava a vitória.

Perdendo por três posses de bola, o Chicago Bears mostrou desespero ao abandonar o jogo terrestre e utilizar apenas a jogada aérea para mover as correntes. A estratégia deu certo e o Bears anotou seu segundo touchdown em apenas dois minutos de campanha. O TD, novamente por Zach Miller, cortou a vantagem do Cowboys para 31 a 17.

Com seis minutos restantes, o Cowboys passou a gastar o tempo do relógio, mas sem muita eficácia. Com 4 minutos restantes, o Bears voltou a atacar e a defesa apareceu novamente: fumble de Brian Hoyer e Benson Mayowa decretou a vitória do Cowboys. Ainda restaram pouco mais de um minuto para o Bears atacar depois que o Cowboys devolveu a bola, mas nada disso foi suficiente para alterar o placar.

 

Melhores Momentos

Todos os direitos do vídeo reservados para a NFL.

 

Números
Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys Chicago Bears
 Jardas Aéreas 248 317
 Jardas Terrestres 199 73
 Jardas Totais 447 390
 First Downs 25 21
 Turnovers Sofridos 1 2
 Faltas (jardas) 4 (45) 6 (45)
 Tempo de posse 35:19 24:41

 

Individuais
  • Passando

Dak Prescott: 19/24, 248 jardas, 1 TD, 0 INT. Rating: 123,6

Brian Hoyer: 30/49, 317 jardas, 2 TD, 0 INT. Rating: 93,7

  • Correndo

Ezekiel Elliott: 30 att, 140 jardas
Dak Prescott: 4 att, 36 jardas, TD
Alfred Morris: 5 att, 19 jardas, TD
Lance Dunbar: 1 att, 1 jarda, TD

Jeremy Langford: 3 att, 31 jardas
Jordan Howard: 9 att, 45 jardas

  • Recebendo

Terrance Williams: 4 rec, 88 jardas, fumble
Cole Beasley: 7 rec, 73 jardas
Dez Bryant: 3 rec, 40 jardas, TD
Jason Witten: 2 rec, 25 jardas

Zach Miller: 7 rec, 78 jardas, 2 TD
Alshon Jeffery: 7 rec, 70 jardas
Kevin White: 6 rec, 62 jardas
Cameron Meredith: 2 rec, 21 jardas, fumble

 

Pontos Positivos
  • QB Dak Prescott

São três jogos até aqui e os três o Prescott está nos nossos pontos positivos. Como está jogando bem o calouro até aqui! Muita segurança, calma e tranquilidade para encontrar a jogada certa. Ele não está arriscando muito, é verdade. Mas ele realmente precisa?

  • WR Cole Beasley

Novamente Beasley foi o WR que mais recebeu passes dentre todos do Dallas Cowboys e, pela primeira vez na carreira, recebeu um passe de mais de 20 jardas. Seu touchdown não veio por conta de uma mísera jarda, mas não importa diante do grande desempenho que ele teve.

  • RB Ezekiel Elliott

Touchdown? Quem se importa? Zeke teve finalmente um jogo que podemos chamar de muito bom. Foram incríveis 30 carregadas para 140 jardas, além de mais 20 jardas recebendo em passes. Se o Cowboys tem que agradecer alguém pelo sucesso de seu ataque ontem, esse alguém é o Zeke — além do Dak, claro.

  • FS Byron Jones

Muito sólido defensivamente e, ao contrário dos últimos jogos, não cometeu nenhum erro que comprometeu seu desempenho. Teve um de seus melhores jogos até aqui na marcação.

 

Pontos Negativos
  • Fumble de Terrance Williams

T-Will não foi mal no jogo, que fique claro. Ao contrário disso, ele jogou muito bem. O problema foi a conclusão de sua melhor jogada, quando sofreu um fumble por mais falta de atenção do que outra coisa. Por sorte, o turnover acabou não influenciando no resultado final da partida.

  • Pass Rush

Mais um jogo e mais uma vez a linha defensiva teve problemas em pressionar o quarterback adversário. Ryan Davis, recém contratado, teve apenas oito snaps e mostrou que pode ser uma ameaça quando estiver entrosado. De resto, é melhor esperar por DeMarcus Lawrence voltar para acreditar em uma melhora.

Próximo Jogo

Na Semana 4, o Dallas Cowboys volta a jogar fora de casa, dessa vez na costa oeste. O adversário é o San Francisco 49ers, no dia 2 de outubro (domingo) às 17h25 no horário de Brasília. O jogo terá transmissão da ESPN, com cobertura em tempo real feita no nosso Twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.