Contra o Texans, Cowboys busca sua quarta vitória consecutiva

Contra o Texans, Cowboys busca sua quarta vitória consecutiva

208

 

Depois de um setembro cheio de altos e baixos, o Cowboys entra no mês de outubro buscando manter o que fez nos últimos jogos: correr com a bola, forçar turnovers e, principalmente, vencer. Na última partida, o Dallas Cowboys recebeu o New Orleans Saints em seu estádio e no horário nobre. Ignorando o retrospecto anterior das duas equipes, o Cowboys se impôs e venceu com tranquilidade. O adversário da próxima partida será o conterrâneo Houston Texans, que jogará no AT&T Stadium pela primeira vez na temporada regular.

 

Fique de olho

Dez Bryant

Com o foco da defesa de Houston sendo em parar Demarco Murray e o jogo terrestre, Bryant será deixado muitas vezes em uma marcação individual contra Jonathan Joseph, e o recebedor do Cowboys pode se beneficiar com isso. Dez é quase impossível de ser marcado individualmente e Romo deve lançar muita bolas em sua direção. Bryant pode acabar tendo o seu melhor jogo da temporada.

Tyrone Crawford

Com Melton ainda voltando de lesão, Crawford deve ser o titular na posição de 3-technique. O interior da linha ofensiva do Texans é um dos pontos fracos do time, e Crawford terá um matchup favorável contra ambos os guards de Houston, Ben Jones e Brandon Cooks. Tyrone vem sendo o melhor jogador da linha defensiva do Cowboys e já pressionou os quarterbacks adversários 10 vezes esse ano. Ele pode conseguir o primeiro sack da carreira no próximo domingo.

J.J. Watt

Watt é o melhor jogador de defesa da NFL e ele simplesmente faz tudo. Watt lidera a liga em pressões nos quarterbacks adversários, já conseguiu 2 sacks na temporada, desviou 3 passes e na semana passada retornou uma interceptação para touchdown. Para Dallas vencer o jogo, será necessário que Zack Martin e Doug Free façam uma boa partida e consigam conter o defensive end do Texans.

DeAndre Hopkins

Com Andre Johnson sofrendo com lesões, Hopkins tem sido o principal alvo de Ryan Fitzpatrick na temporada. O segundo-anista é ótimo em rotas verticais e tem habilidade para fazer grandes jogadas. Hopkins é o líder do Houston em jardas, com 291, e touchdowns, com 3. Orlando Scandrick deve ser o principal responsável por marcar Hopkins, e precisará ser muito físico para não permitir longos avanços do recebedor do Texans.

Anthony Hitchens

Com a lesão de Bruce Carter, Hitchens deve assumir uma vaga no grupo de linebackers do Cowboys. Como Houston é um time que joga pouco com 3 recebedores, Dallas deverá usar muito sua formação base (4-3) e Hitchens deve ficar em campo nessas situações. O calouro jogou muito bem na partida contra Saint Louis e precisa repetir a boa atuação para ganhar a confiança dos técnicos e substituir bem Carter, que vinha jogando muito bem.

 

Desfalques

Dallas

  • Bruce Carter e Morris Claiborne não vão jogar.
  • Henry Melton está listado como questionável.
  • Anthony Spencer está listado como provável.

Houston

  • A.J Bouye, Jadeveon Clowney, Daryl Morris e Eddie Pleasant estão fora.
  • Tim Jamison e Andre Johnson estão listados como questionável.

 

O que esperar

Podemos esperar a defesa de Houston preparada para parar o jogo terrestre de Dallas. Os linebackers farão de tudo para não deixar Murray ter outra grande partida e o safety D.J swearinger deve se posicionar muito no box para ajudar a parar as corridas. Com isso, Dallas deve utilizar bastante o play action e Dez Bryant e Terrance Williams devem receber marcação individual grande parte do jogo. A linha ofensiva do Cowboys deverá dobrar J.J Watt em quase todas as jogadas e Houston pode se aproveitar disso e mandar blitz para cima de Tony Romo, que com dois jogadores de linha bloqueando Watt, pode levar alguns sacks dos linebackers. Ofensivamente, Houston deve tentar estabelecer o jogo terrestre e deixar Ryan Fitzpatrick em situações fáceis para conversões de terceiras descidas. Tudo que o ataque do Texans não quer é ver Fitzpatrick em uma terceira para muitas jardas tendo que forçar passes para seus recebedores. Se isso acontecer, a defesa do Cowboys pode conseguir algumas interceptações na partida.

Curiosidades

Por ter apenas 12 anos de existência, o Texans é a equipe que o Dallas Cowboys menos enfrentou em sua história. Nas únicas três partidas entre as equipes, duas vitórias para Dallas. A única vitória do Houston Texans foi no primeiro confronto entre as equipes e, curiosamente, o primeiro de temporada regular da história do Texans.

A rivalidade entre os dois, no entanto, não fica entre os times, e sim entre as cidades. O Dallas Cowboys já enfrentou 11 vezes uma equipe de Houston, com 7 vitórias e 4 derrotas. Durante as décadas de 70 e 80, o Cowboys acumulou grandes vitórias, incluindo um 52 a 10 em 1979 e um 37 a 7 em 1982, todas contra o Houston Oilers (hoje Tennessee Titans).

Oilers/Titans a parte, o confronto que merece destaque hoje é um recente: 2006.

Terrell OwensNa primeira vez que as equipes jogaram em Dallas, o Cowboys começou a partida tomando um susto quando o Texans colocou a bola na linha de 1 jarda em seu primeiro drive. A defesa até conseguiu fazer o Texans chutar apenas o field goal, mas o ataque do Cowboys estava mal: foram três three-and-outs seguidos, nenhum firstdown no primeiro quarto. No segundo, o empate veio após o field goal de 22 jardas de Vanderjagt. Com 47 segundos no relógio, David Carr, quarterback do Texans, conseguiu um brom drive e fez o Texans ir pro intervalo com 6 a 3 no placar.

No segundo tempo, o Cowboys acordou: foram dois touchdowns de Drew Bledsoe para Terrell Owens e um de Marion Barber. Do lado do Texans, duas interceptações e um fumble.

34 a 6, e nenhum motivo da partida ser histórica, correto? Errado. Faltando 4 minutos para o fim da partida, Tony Romo entrou em campo e anotou seu primeiro touchdown da carreira: passe de 2 jardas para Terrell Owens. O tempo passou e hoje, oito anos depois, Romo é o quarterback com maior número de touchdowns da história do Dallas Cowboys, com 251.

 

Uma vitória do Cowboys daria…

  • Um recorde de 4-1 pela primeira vez desde 2008, e pela 15ª vez na história da franquia;
  • Uma série de quatro vitórias consecutivas pela primeira vez desde 2011;
  • A segunda vitória e segunda consecutiva jogando em casa;
  • O recorde de 3-1 sobre o Houston Texans;
  • Um recorde de 21-16 contra equipes de AFC South e 92-70 contra equipes da AFC.

 

Transmissão

A partida acontecerá às 14h, no horário de Brasília. A partida não terá transmissão nos canais brasileiros, mas terá cobertura completa do nosso twitter. O Blue Star Brasil sugere também que você vote cedo para não perder nenhum momento do jogo!

 

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.