O técnico do Dallas Cowboys, Jason Garrett tentou colocar um fim em qualquer rumor sobre os motivos do corte do pass rusher Damontre Moore na quarta-feira.

Garrett disse que foi uma decisão sobre futebol americano e que a decisão não tinha nada a ver com o fato de Moore ter levantado o seu punho durante o hino ou sobre qualquer conduta extracampo do jogador. Garrett respondeu negativamente às duas perguntas sobre o motivo do corte.

O tópico surgiu após o dono Jerry Jones anunciar mais cedo nesse mês a política do time de ficar de pé durante o hino e “respeitar a bandeira”. Jones disse que jogadores que não seguissem essas regras seriam colocados no banco de reservas.

As ações de Moore, no entanto, não foram consideradas desrespeitosas à bandeira.

“Nós achamos que a melhor decisão para o nosso time era cortar Damontre Moore, “disse Garrett.

Os Cowboys precisavam cortar um jogador do elenco principal após assinar recentemente com o kicker Mike Nugent, e Moore era o nome que não se encaixava nesse elenco.

O time gosta da profundidade que tem na posição de defensive end, e dará mais oportunidades ao rookie Taco Charlton a partir de agora. Moore e Benson Mayowa estavam inativos no jogo de domingo contra o San Francisco 49ers, e os Cowboys investiram mais em Mayowa do que em Moore.

Ademais, Moore não oferece a flexibilidade de jogar no interior da linha defensiva como David Irving e Tyrone Crawford fazem.

Rafael Loureiro

Rafael Loureiro

Colaborador em Blue Star Brasil
Calouro, vindo de Santa Maria-RS, 18 anos, 6' 157 lbs e escolheu não correr o 40 yard dash. Viciado em NFL e apaixonado pelo Dallas Cowboys, agora compõe a equipe do Blue Star Brasil.
Rafael Loureiro