Mais uma vez, o Dallas Cowboys deixou a vitória escapar. O Green Bay Packers, que já está se tornando um algoz do Time da América, não se intimidou com o touchdown de Dak Prescott com um minuto restando e conseguiu virar o jogo nos últimos segundos da partida, deixando a situação de Dallas ainda mais complicada.

Informações Gerais
Time 1 2 3 4 OT Final
⚪ Dallas Cowboys (2-3) 7 14 0 10 0 31
 🧀Green Bay Packers (4-1) 6 6 3 20 0 35

 

Pontuação

  • TD 🏈 DAL: Cole Beasley (2 jardas | passe de Dak Prescott)
  • TD 🏈 GB: Davante Adams (10 jardas | passe de Aaron Rodgers) | Ponto Extra errado
  • TD 🏈 DAL: Cole Beasley (5 jardas | passe de Dak Prescott)
  • TD 🏈 DAL: Dez Bryant (10 jardas | passe de Dak Prescott)
  • TD 🏈 GB: Aaron Jones (7 jardas | corrida) | Ponto Extra errado
  • FG 🎯 GB: Mason Crosby (22 jardas)
  • TD 🏈 GB: Jordy Nelson (10 jardas | passe de Aaron Rodgers) | Conversão de dois pontos falhada
  • FG 🎯 DAL: Dan Bailey (43 jardas)
  • TD 🏈 GB: Damarious Randall (21 jardas | retorno de interceptação)
  • TD 🏈 DAL: Dak Prescott (11 jardas | corrida)
  • TD 🏈 GB: Davante Adams (12 jardas | passe de Aaron Rodgers)

 

O Jogo

Assim como o jogo de semana passada, essa partida deu a entender de que seria tudo diferente. Já na primeira campanha, o Dallas Cowboys não só contou com ótimo passe de Dak Prescott para Brice Butler, como também grande participação de Ezekiel Elliott. O final só poderia ser na end zone, dessa vez com Cole Beasley. No entanto, o Green Bay Packers mostrou que não foi para Dallas a passeio e só não empatou a partida em um touchdown para Davante Adams por um erro de seu kicker no ponto extra.

Com o ataque pegando fogo, o Time da América logo desempatou o jogo. Em outra campanha longa, o time relembrou a equipe de 2016 alternando corridas e bons passes, terminando novamente em TD de Beasley. Com a defesa forçando o punt, o ataque logo voltou a campo e pontuou novamente, dessa vez em touchdown de Dez Bryant. Era 21 a 6 no placar no meio do segundo quarto.

Para não sair no prejuízo antes do intervalo, o Packers ainda conseguiu outro TD, dessa vez em corrida de Aaron Jones após campanha de mais de cinco minutos. O Cowboys até tentou arrumar uma pontuação antes do intervalo, mas acabou ficando por isso mesmo.

Como vem acontecendo em todos os jogos da temporada, o terceiro quarto foi de se esquecer. O ataque até tentou, mas acabou saindo sem pontuar, e o Packers dominou relógio. Na primeira campanha com a bola, um field goal, enquanto a segunda foi terminar apenas no último período com um touchdown de Jordy Nelson. Era a primeira vez que o time visitante liderava o placar, com 22 a 21.

Precisando pontuar, o ataque voltou a funcionar. Ezekiel Elliott continuou correndo bem e o time chegou até a linha de 25 até ser parado pela defesa adversária. Ainda assim, o FG de Dan Bailey nos colocou na frente novamente. Após a defesa forçar o punt do Packers, tudo se encaminhava para um fim mais tranquilo para Dallas.

Com um problema.

Na segunda jogada do ataque, Terrance Williams deixa escapar uma recepção curta e a bola acaba caindo no colo de Damarious Randall, que intercepta o passe e retorna para a end zone. Agora o trabalho do ataque era virar o jogo, e não apenas controlar o relógio.

Com 10 minutos restando, o Dallas Cowboys seguiu uma campanha que durou quase nove minutos do relógio. Nela, o time converteu não só terceiras descidas como também uma quarta descida fundamental de Ezekiel Elliott e foi terminar na end zone com Dak Prescott correndo 11 jardas. Era a virada do Time da América no fim da partida.

Perdendo por 31 a 28, o Green Bay Packers tinha 1 minuto e 13 segundos no relógio para virar a partida. Começando na linha de 25 jardas, o time foi conquistando território sem que a defesa de Dallas desse maiores dificuldades. No grande momento da campanha, a defesa não forçou um sack em cima de Rodgers, que correu para o first down em uma terceira descida. Duas jogadas depois, o quarterback lançou o passe que deu a vitória para o Green Bay Packers. O Dallas Cowboys até teve outra campanha, mas 11 segundos não eram o suficiente para uma outra reação.

 

Melhores Momentos

https://www.youtube.com/watch?v=2ytdOm28qCg
O vídeo só poderá ser assistido no YouTube

 

 

Números
Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys Green Bay Packers
 Jardas Aéreas 251 221
 Jardas Terrestres 163 160
 Jardas Totais 414 381
 First Downs 26 25
 Turnovers Sofridos 1 0
 Faltas (jardas) 7 (70) 6 (38)
 Tempo de posse 35:06 24:56

 

Individuais
  • Passando

DAL: Dak Prescott: 25/36, 251 jardas, 3 TD,  1 INT. Rating: 105,2

GB: Aaron Rodgers: 19/29, 221 jardas, 3 TD, 0 INT. Rating: 122,9

  • Correndo

DAL: Ezekiel Elliott: 29 att, 116 jardas
DAL: Dak Prescott: 4 att, 37 jardas, TD
DAL: Alfred Morris: 2 att, 10 jardas

GB: Aaron Jones: 19 att, 125 jardas, TD
GB: Aaron Rodgers: 4 att, 32 jardas
GB: Jamaal Williams: 1 att, 1 jarda

  • Recebendo

DAL: Jason Witten: 8 rec, 61 jardas
DAL: Brice Butler: 2 rec, 57 jardas
DAL: Dez Bryant: 5 rec, 52 jardas, TD
DAL: Cole Beasley: 4 rec, 23 jardas, 2 TD

GB: Davante Adams: 7 rec, 66 jardas, 2 TD
GB: Martellus Bennett: 3 rec, 53 jardas
GB: Randall Cobb: 4 rec, 19 jardas
GB: Jordy Nelson: 2 rec, 24 jardas, TD

 

✅ Pontos Positivos

Questionado algumas vezes, Dak teve um jogo quase que impecável. Preciso nos passes, Prescott voltou a acionar alvos como Dez Bryant, Jason Witten e Cole Beasley, ajudando o time a colocar mais de 30 pontos no placar novamente. Sua interceptação veio num lance que Terrance Williams deixou de segurar uma bola fácil, sendo impossível culpar o quarterback no lance.

  • RB Ezekiel Elliott

Mais uma vez, Elliott teve um grande jogo contra o Packers. Foram 29 corridas e 116 jardas conquistadas, sua maior marca na temporada. Para coroar, o jogador teve uma belíssima conversão de quarta descida que manteve o ataque vivo no último touchdown da equipe.

  • WR Cole Beasley

Apesar de ter somente quatro recepções, Beasley voltou a ser um fator na end zone. Foram dois touchdowns anotados, seus primeiros na temporada. Se em 2016 o jogador foi um grande fator no ataque do time, o torcedor espera que esse jogo tenha sido o que faltava para Beasley engrenar em 2017.

 

⛔ Pontos Negativos

De contrato renovado, T-Will pouco fez até agora na temporada. Para piorar, ele ainda prejudicou o time hoje. Uma recepção fácil que o camisa 83 poderia ter feito acabou se tornando uma interceptação retornada para touchdown, que acabou custando caro para o time no final.

  • LB Jaylon Smith

Outra vez, Jaylon Smith foi mal. Se no jogo passado seu problema foi “somente” a cobertura aérea, nesse jogo Smith pecou e muito no jogo terrestre. Será necessário calma com sua adaptação com o nível profissional, mas isso não pode blindá-lo de críticas.

  • CB Anthony Brown

Um dos destaques do time na temporada passada, Brown vem decepcionando até aqui. Em mais um jogo, Brown teve falhas que acabaram custando jardas para o time ou até pior: pontos. No primeiro TD do Packers, Brown perdeu na marcação para Davante Adams.

 

Próximo Jogo

O Dallas Cowboys agora descansa. A semana que vem é a bye week do time e servirá de folga para o restante da temporada. A próxima partida será apenas na outra semana, no dia 22 de outubro, contra o San Francisco 49ers.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.