O Dallas Cowboys está esperando que menos signifique mais para o linebacker Jaylon Smith.

Com Sean Lee e Anthony Hitchens juntos e saudáveis pela primeira vez nessa temporada, Smith viu seus snaps caírem, jogando 32 de 75 jogadas contra o San Francisco 49ers. Nos primeiros cinco jogos da temporada, Smith jogou pelo menos 64% dos snaps em cada jogo, incluindo todos os snaps (69) na derrota para o Los Angeles Rams.

Contra o 49ers, Smith foi creditado pelos técnicos com sete tackles, ele teve o primeiro sack de sua carreira, o que também o levou a forçar um fumble.

 “Apenas jogadas físicas” disse o treinador Jason Garrett. “Ele estava ao redor da bola, saindo dos blocos, fazendo contato com o corredor. Ele também jogou com um grande espírito.”

Smith disse que é “diferente” não jogar tanto, mas o plano dos Cowboys para ele era o utilizar lentamente após ele perder sua temporada de calouro com uma séria lesão no joelho que incluiu um dano no nervo. Embora a regeneração de seu nervo tenha sido melhor do que alguns pensaram que poderia ser ele ainda estava lidando com uma longa ausência do futebol.

Sem Hitchens pelos primeiros quatro jogos por causa de uma fratura tibial e Lee perdendo dois jogos com uma lesão na coxa, os Cowboys precisaram utilizar Smith mais do que esperavam.

“Atacando um novo papel”, disse Smith. “Mas meu trabalho é sempre que eu entrar para fazer a diferença e fazer uma jogada, ser muito impactante para a nossa defesa. E é algo que eu aceito”.

Smith fez rotação com Hitchens em diferentes momentos contra San Francisco. Os Cowboys tiraram Lee do jogo no quarto período por uma lesão no quadríceps, mas eles não acreditam que isso afete sua disponibilidade para o jogo de domingo contra o Washington Redskins.

“É um ótimo sentimento quando você tem a chance de aprender por trás de alguns caras que estiveram nessas situações e fizeram bem”, disse Smith. “E é algo que eu adiciono uma pequena peça também, podendo contribuir em um alto nível.”

Carlos Ramalho

Carlos Ramalho

Colaborador em Blue Star Brasil
Sofreu do famoso amor à primeira vista com a NFL em 2010 e se encantou com os Cowboys no mesmo ano. Desde então, segue fielmente o Time da América!
Carlos Ramalho