A sequência de vitórias acaba de aumentar! O Dallas Cowboys tomou um susto no começo da partida, mas com grande atuação de Ezekiel Elliott e Morris Claiborne, o time conseguiu reverter o placar e vencer o jogo por 24 a 17.

 

Informaões Gerais
Time 1 2 3 4 OT Final
 Dallas Cowboys 0 14 07 03 0 24
 San Francisco 49ers 07 07 03 0 0 17

 
Pontuação

  • 🏈 SF Touchdown – Jeremy Kerley (33 jardas | passe de Blaine Gabbert)
  • 🏈 SF Touchdown – Carlos Hyde (1 jarda | corrida)
  • 🏈 DAL: Touchdown – Terrance Williams (20 jardas | passe de Dak Prescott)
  • 🏈 DAL: Touchdown – Brice Butler (4 jardas | passe de Dak Prescott)
  • 🎯 SF: Field Goal – Phil Dawson (36 jardas)
  • 🏈 DAL: Touchdown – Ezekiel Elliott (1 jarda | corrida)
  • 🎯 DAL: Field Goal – Dan Bailey (22 jardas)

 

O Jogo

Assim como os últimos jogos, o Dallas Cowboys começou o jogo atacando e impondo a sua estratégia. Com corridas e passes curtos, o time chegou até a zona de ataque e poderia ter aberto o placar, mas, inacreditavelmente, Dan Bailey errou o field goal de 47 jardas. Por outro lado, o 49ers começou mostrando que faria valer seu fator casa ao anotar um touchdown de 33 jardas para o WR Jeremy Kerley já de cara. Enquanto o ataque do Cowboys não funcionou e precisou ir ao punt, a defesa viu o 49ers ampliar a vantagem para 14 a 0 no começo do segundo quarto com uma corrida de uma jarda de Carlos Hyde.

A partir daí, o Dallas Cowboys parece ter acordado pro jogo. Depois de um punt pra cada lado, o ataque de Dallas voltou a funcionar graças a uma falta pessoal do 49ers que salvou a campanha. Dak Prescott aproveitou o lance e achou Terrance Williams em um passe de 20 jardas para tirar o zero do placar do Cowboys. Com a defesa tirando o ataque do 49ers sem nenhum first down, o Cowboys conseguiu empatar a partida com 12 segundos antes do intervalo em um passe preciso de Prescott para Brice Butler.

Claiborne com a INT crucial para a vitória
Claiborne com a INT crucial para a vitória

O segundo tempo começou muito bem para o time da casa. Em poucas jogadas, o 49ers chegou ao campo de ataque e parecia que ia entrar na end zone novamente, até que uma falta matou a campanha e forçou o time a sair com um field goal e assumir uma vantagem de 17 a 14. Após um par de punts, o Dallas Cowboys mostrou porque está com duas vitórias consecutivas. Em uma campanha dominante, principalmente por corridas de Ezekiel Elliott, o Cowboys assumiu a liderança do placar quando o próprio Zeke entrou na end zone correndo uma jarda pelo meio.

Para aproveitar o momento, a defesa apareceu. Em um passe longo de Blaine Gabbert, Morris Claiborne conseguiu uma interceptação para consolidar sua grande partida. Pra variar, o ataque fez o que sabe fazer de melhor: correr, avançar o campo e gastar o relógio. O ataque chegou até a linha de uma jarda, mas não conseguiu anotar o touchdown. Com o FG de Bailey, a vantagem do Cowboys subiu para 24 a 17.

Restando quatro minutos, o 49ers chegou até o campo de ataque, mas a defesa apareceu após o two minute warning. Apesar de Gabbert completar o passe na quarta descida, Claiborne evitou a conversão. O 49ers ainda teria outra chance de empatar a partida, mas o ataque foi competente o suficiente para conseguir a primeira descida e matar o jogo.

 

Melhores Momentos

Todos os direitos do vídeo reservados para a NFL.

 

Números
Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys San Francisco 49ers
 Jardas Aéreas 245 196
 Jardas Terrestres 194 106
 Jardas Totais 439 302
 First Downs 26 14
 Turnovers Sofridos 0 1
 Faltas (jardas) 6 (45) 5 (32)
 Tempo de posse 36:27 23:33

 

Individuais
  • Passando

DAL: Dak Prescott: 23/32, 245 jardas, 2 TD, 0 INT. Rating: 114,7

SF: Blaine Gabbert: 16/23, 196 jardas, 1 TD, 1 INT. Rating: 91,9

  • Correndo

DALEzekiel Elliott: 23 att, 138 jardas, TD
DALAlfred Morris: 7 att, 34 jardas
DALDak Prescott: 5 att, 3 jardas

SF: Carlos Hyde: 15 att, 74 jardas, TD
SF: Blaine Gabbert: 12 att, 27 jardas

SF: Shaun Draughn: 2 att, 5 jardas

  • Recebendo

DAL: Cole Beasley: 3 rec, 66 jardas
DALJason Witten: 7 rec, 47 jardas
DALTerrance Williams: 4 rec, 44 jardas, TD
DALBrice Butler: 5 rec, 41 jardas, TD

SF: Jeremy Kerley: 6 rec, 88 jardas, TD
SF: Garrett Celek: 5 rec, 79 jardas
SF: Quinton Patton: 1 rec, 13 jardas
SF: Aaron Burbridge: 1 rec, 5 jardas

 

Pontos Positivos
  • CB Morris Claiborne

Repitam comigo: nunca critiquei! Uma partida digna do cornerback que menos cedeu passes em sua direção de toda a NFL. Além de ter uma ótima partida na marcação, Mo conseguiu uma interceptação em momento crucial da partida. Seu tackle para evitar a conversão da quarta descida foi a cereja do bolo de uma de suas melhores partidas da carreira.

Zeke vem se mostrando cada vez mais a vontade na NFL. Foram mais de vinte carregadas de novo e dessa vez com um fator especial: ótimas corridas para mais de 20 jardas. Dessa vez o TD veio para fechar suas 138 jardas com chave de ouro.

  • QB Dak Prescott

Prescott não teve um jogo tão bom quanto os últimos, mas ainda assim foi muito sólido — pra você ver como ele anda jogando. Apesar de errar alguns passes que poderiam ter sido completos, Dak mostrou uma frieza impressionante para controlar o jogo e conseguir a virada no segundo tempo.

 

Pontos Negativos
  • Linha defensiva

Tirando o sack de Tyrone Crawford e uma pressão de Jack Crawford na fatídica quarta descida que selou o jogo, a linha defensiva foi praticamente nula. DeMarcus Lawrence volta no próximo jogo, mas só sua ausência não explica o jogo tão ruim da unidade.

  • TE Geoff Swaim

Você provavelmente só ouviu o número dele duas vezes no jogo… nas duas vezes que ele cometeu uma falta no ataque. Pra um jogador que estava aparecendo no começo da temporada, esse não foi um bom jogo para Swaim.

 

Próximo Jogo

O Dallas Cowboys volta para o AT&T Stadium para uma das partidas mais difíceis da temporada, contra o Cincinnati Bengals. O jogo será no dia 9 de outubro (domingo) às 17h25, provavelmente sem transmissão no Brasil. A cobertura em tempo real, é claro, será feita no nosso Twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.