Manda a má fase pra fora de Dallas! Com uma vitória categórica, o Dallas Cowboys despacha o rival Washington Redskins, que é “varrido” pelo segundo ano seguido pelo Time da América.

 

Informações Gerais
Time 1 2 3 4 OT Final
⚪ Dallas Cowboys (6-6) 0 17 0 21 0 38
🔴 Washington Redskins (5-7) 0 7 0 7 0 14

 

Pontuação

  • TD 🏈 DAL: Jason Witten (8 jardas | passe de Dak Prescott)
  • FG 🎯 DAL: Dan Bailey (24 jardas)
  • TD 🏈 DAL: Ryan Switzer (83 jardas | retorno de punt)
  • TD 🏈 WAS: Ryan Grant (20 jardas | passe de Kirk Cousins)
  • TD 🏈 DAL: Dez Bryant (13 jardas | passe de Dak Prescott)
  • TD 🏈 WAS: Josh Doctson (14 jardas | passe de Kirk Cousins)
  • TD 🏈 DAL: Alfred Morris (1 jarda | corrida)
  • TD 🏈 DAL: Rod Smith (1 jarda | corrida)

 

O Jogo

Ao contrário dos últimos jogos, a torcida do Dallas Cowboys já veio para esse jogo pessimista. Afinal, mesmo com linha ofensiva titular e Dan Bailey de volta, as três derrotas consecutivas ainda pesavam. O que o time demonstrou no primeiro quarto, para se falar a verdade, deu a entender de que o jogo poderia repetir o mesmo filme.

Com a bola, o ataque não conseguia produzir nada. Seja pelo chão, com Alfred Morris e Rod Smith, ou seja pelo ar com Dak Prescott passando a bola. As chamadas feitas pela comissão técnica no primeiro quarto, inclusive, foram terríveis. Com duas campanhas sem nenhum first down, o Cowboys deu a chance pro Redskins pontuar e eles até chegaram perto, indo até a linha de 15 jardas do campo de ataque. No entanto, um passe desviado acabou parando no colo de Jeff Heath, que interceptou Kirk Cousins. O ataque, que saiu sem produzir uma primeira descida novamente, voltou a campo depois do time de especialistas forçar um fumble no retorno de punt. E mesmo começando no campo de ataque, o ataque de Dallas continuou sem passar da linha amarela.

Era para tirar qualquer um do sério.

Foi só no segundo quarto que as coisas resolveram funcionar. Depois de conseguir uma primeira descida, pareceu que a porteira finalmente tinha aberto. A campanha conseguiu ser longa e o time foi terminá-la na end zone, com um belo passe de Dak Prescott para Jason Witten. A vantagem não demorou para aparecer, já que DeMarcus Lawrence logo tratou de forçar um fumble em cima de Kirk Cousins. Dan Bailey colocou a bola no meio do Y e aumentou a vantagem para 10 a 0.

Com a bola de volta, o ataque do Redskins não rendeu novamente e foi para o punt. No retorno, Ryan Switzer finalmente teve seu grande destaque e conseguiu correr as 83 jardas que separava ele da end zoneTouchdown e delírio nas arquibancadas, colocando 17 a 0 no placar. O Redskins ainda teve tempo de diminuir a vantagem para 17 a 7 antes do intervalo com um passe para TD para Ryan Grant.

O segundo tempo começou como um reflexo do primeiro. Enquanto o terceiro quarto teve poucas emoções, foi no último que o placar voltou a mudar. Na primeira jogada do quarto quarto, Dez Bryant fez uma linda recepção na end zone para se tornar o jogador com mais recepções para TD na história do Dallas Cowboys. Ah, para colocar 24 a 7 no placar também.

O Redskins parecia não desistir e logo diminuiu a vantagem em uma campanha de pouco mais de três minutos terminando em um touchdown para Josh Doctson.  O que eles precisavam era segurar o ataque de Dallas para ter tempo de reverter uma vantagem que agora era de 10 pontos.

Só precisavam avisar a estratégia com o Cowboys.

Nesse momento, o Dallas Cowboys aproveitou que a defesa do Redskins estava exausta e abusou das corridas de Alfred Morris, que foi o grande responsável pela campanha de mais de seis minutos e 75 jardas que só foi terminar na end zone com um TD dele, é claro. O 31 a 14 no placar matava o jogo.

Desesperado, o Redskins foi para o tudo ou nada e acabou com o nada. Arriscando uma quarta descida no próprio campo, Cousins viu seu passe ser desviado e cair nas mãos de Anthony Brown, que o interceptou. O Cowboys ainda aproveitou para pontuar de novo, dessa vez com uma corrida de Rod Smith. O 38 a 14 fechou o caixão do Redskins, que colocou os reservas em campo por mera formalidade para esperar o relógio da partida chegar ao final.

 

 

 

Melhores Momentos

Todos os direitos do vídeo para a NFL

 

Números
Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys Washington Redskins
 Jardas Aéreas 102 251
 Jardas Terrestres 182 56
 Jardas Totais 284 307
 First Downs 21 15
Turnovers Sofridos 0 4
 Faltas (jardas) 3 (25) 7 (43)
 Tempo de posse 32:28 27:32

 

Individuais
  • Passando

DAL: Dak Prescott: 11/222, 102 jardas, 2 TD,  0 INT. Rating: 93,4

WAS: Kirk Cousins: 26/37, 251 jardas, 2 TD, 2 INT. Rating: 84,4

  • Correndo

DAL: Alfred Morris: 27 att, 127 jardas, TD
DAL: Rod Smith: 10 att, 27 jardas, TD
DAL: Dak Prescott: 5 att, 28 jardas

WAS: Samaje Perine: 12 att, 38 jardas
WAS: Byron Marshall: 4 att, 12 jardas
WAS: Kirk Cousins: 3 att, 6 jardas, fumble

  • Recebendo

DAL: Dez Bryant: 5 rec, 61 jardas, TD
DAL: Terrance Williams: 2 rec, 21 jardas
DAL: Cole Beasley: 2 rec, 14 jardas
DAL: Jason Witten: 1 rec, 8 jardas, TD

WAS: Ryan Grant: 5 rec, 76 jardas, TD
WAS: Jamison Crowder: 5 rec, 67 jardas
WAS: Samaje Perine: 3 rec, 31 jardas
WAS: Josh Doctson: 3 rec, 26 jardas

 

✅ Pontos Positivos

Foram 27 carregadas para o dono do jogo. Morris não tomou conhecimento do seu ex-time e simplesmente atropelou, correndo para 127 jardas e um touchdown.

  • CB Chidobe Awuzie

Jogando como titular pela primeira vez, Awuzie foi simplesmente espetacular. Foram três passes em sua direção durante o jogo e nenhuma recepção cedida. Tem como ser melhor que isso?

  • DT David Irving

Outra partida incrível de Irving. Foram quatro pressões no quarterback adversário, sendo uma delas um sack inacreditável e um passe desviado que resultou em uma interceptação.

 

⛔ Pontos Negativos

Ativamos o modo empolgou e não colocamos nenhum ponto negativo na nossa enquete pós-jogo. Todos foram surpreendentemente bem para estarem listados como pontos negativos.

  • QB Dak Prescott

Podem achar que é implicância minha o jogador estar aqui, mas permita-me explicar. Dak começou o jogo muito mal e foi ajudado por circunstâncias da defesa forçando turnovers e do time de especialistas anotando touchdown. Com a lesão na mão, a situação se tornou ainda mais desfavorável. Por sorte, o jogo não exigiu muito dele, mas ainda não foi uma atuação de encher os olhos do jogador. Só entrou nos pontos negativos por falta de opções.

 

Próximo Jogo

O Dallas Cowboys volta a jogar somente no domingo da semana que vem e contra outro rival de divisão: o New York Giants. O jogo será às 16h no horário de Brasília e ainda não temos confirmação de transmissão da partida. O tempo real do jogo, é claro, você só encontra no nosso Twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.