Jery Jones pediu para todos “se acalmarem” sobre Tony Romo, mas a lenda do Dallas Cowboys Darren Woodson não quer saber.

O membro do Ring of Honor do Dallas Cowboys quer que o mundo entenda que manter Romo na próxima temporada seria um erro monumental, que poderia causar um problema no ambiente do time no vestiário.

“Se (Romo estiver) no elenco ano que vem, o vestiário seria uma bagunça”, disse o três vezes campeão do Super Bowl no programa Mike and Mike. “Tony Romo quer jogar e ser titular”.

E Woodson tem razão no que diz.

Apesar de Romo ter enfrentando um carrossel de emoções em 2016, ele disse em coletiva de imprensa que ainda havia um fogo dentro de si querendo competir. Depois dessa temporada de Dak Prescott, é bem improvável que o Cowboys dê uma chance para Romo ser titular no time.

Isso poderia estremecer a relação entre o time e Romo, além de trazer um clima ruim para o vestiário.

Independente do desenrolar da história, está claro que Romo não quer se aposentar, mas não quer ficar sentado no banco. Ele provou na Semana 17 contra o Philadelphia Eagles que ele ainda pode jogar em alto nível, e há times da NFL que certamente amariam ter o jogador como titular se seu salário puder ser reestruturado.

Da parte de Woodson, ele estaria apertando mãos e seguindo um outro caminho que seja melhor para ele.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.