Decolou! Cowboys atropela o Saints e encosta na liderança da divisão

Decolou! Cowboys atropela o Saints e encosta na liderança da divisão

440

(foto: www.dallascowboys.com)

 

Um resultado que nem o mais otimista dos torcedores poderia acreditar. Jogando contra o New Orleans Saints, equipe que não perdia em Dallas desde 1991, o Cowboys não sentiu o peso de jogar em horário nobre e praticamente definiu o resultado no primeiro tempo, terminando o jogo em 38 a 17. A defesa, maior preocupação para a partida, forçou três turnovers cruciais para a partida. Romo, praticamente impecável, lançou para três touchdowns. DeMarco Murray, dessa vez sem fumbles, conseguiu seu quarto jogo consecutivo com mais de 100 jardas e um touchdown.

 

O Jogo

Vencendo o coin toss, o Dallas Cowboys escolheu atacar primeiro e mostrou ao torcedor que foi ao estádio que a partida seria diferente de 2013. Conseguindo duas conversões de terceira descida, o que o Cowboys não conseguiu nenhuma vez contra o Saints no ano passado, o primeiro drive da equipe terminou em um passe de seis jardas para Terrance Williams que, no fundo da endzone, abriu a contagem: 7 a 0. Defendendo, o Cowboys cedeu apenas 25 jardas ao Saints, forçando o punt.

No segundo quarto, a sorte começou a bater na porta do Cowboys: após chegar ao campo de ataque, o Saints viu seu drive ir por água abaixo após o kicker Shayne Graham errar o field goal de 41 jardas. Do outro lado, Dan Bailey acertou um de 51 jardas e colocou a vantagem em duas posses de bola: 10 a 0.  No ataque seguinte, Brees forçou dois passes seguidos. Um deles Jimmy Graham teve recepção e conseguiu oito jardas, mas no segundo, Bruce Carter consegue um desvio e Justin Durant completa a interceptação. Sem perdoar, o Cowboys anota mais um touchdown em apenas duas jogadas: passe para Dunbar, que ganha 24 jardas, e corrida de 15 jardas de DeMarco Murray.

Forçando um three-and-out rápido, o Cowboys, com 2:34 no relógio e três tempos pra pedir, castigou o Saints mais uma vez. Mais um passe para Terrance Williams, mais um touchdown. Depois do extra point, 24 a 0 e fim do segundo quarto.

Com uma desvantagem de três posses de bola, o Saints pareceu ter acordado, mas nem tanto. Saindo apenas com um field goal na sua primeira campanha, o Cowboys voltou a anotar um touchdown: grande corrida de 28 jardas de DeMarco Murray, quebrando tackles e aplicando belos cortes, terminando só dentro da endzone: 31 a 3. O Saints, já no campo de ataque, contou com a sorte após as zebras darem como passe incompleto um fumble do Marques Colston. O destino, no entanto, foi irônico: na continuação da campanha, Jimmy Graham sofre o fumble e J.J. Wilcox recupera. No retorno, Wilcox sofre também o fumble, recuperado pelo Brandon Carr.

O último quarto ficou marcado pela tensão. Rápido, o Saints conseguiu marcar dois touchdowns e forçar dois three-and-out seguidos ao ataque do Cowboys. Com oito minutos no relógio e 31 a 17 no placar, um empate não parecia mais tão distante… até a jogada da partida acontecer. Ao forçar uma quarta descida, o Saints tentou um fake punt para continuar em campo, mas o special teams do Cowboys conseguiu derrubar o punter e forçar o turnover on downs.

Com a bola, o Cowboys selou a vitória: drive longo terminando em um touchdown do Dez Bryant que deu números finais a partida: 38 a 17. O Saints até tentou um touchdown de consolação, mas um fumble de Cadet  – que seria retornado para a endzone se as zebras não tivessem dado passe incompleto antes – acabou com a partida.

 

Números

  • Passando

DAL – Tony Romo: 22/29, 262 jardas, 3 TD. Rating: 155,87

NO – Drew Brees: 32/44, 340 jardas 2 TD, INT. Rating: 118,75

  • Correndo

DAL – DeMarco Murray: 24 att, 149 jardas, 2 TD

DAL – Joseph Randle: 4 att, 22 jardas

NO – Khiry Robinso: 8 att, 87 jardas

NO – Pierre Thomas: 2 att, 8 jardas

  • Recebendo

DAL – Terrance Williams: 6 rec, 77 jardas, 2 TD

DAL – Jason Witten: 5 rec, 61 jardas

DAL – Dez Bryant: 3 rec, 44 jardas, TD

NO – Jimmy Graham: 8 rec, 86 jardas, TD

NO – Travaris Cadet: 6 rec, 59 jardas

NO – Marques Colston: 5 rec, 50 jardas

 

 

Pontos Positivos

  • DeMarco Murray

Atuação impecável do camisa 29. Foram 149 jardas para ele, que se tornou apenas o quarto jogador da história da NFL a conseguir pelo menos 100 jardas e um touchdown, empatando com Emmitt Smith, o maior running back da história do Dallas Cowboys. Murray, dessa vez, teve algo a mais para ser comemorado: não sofreu fumbles. Depois de largar a bola três vezes nos últimos três jogos, Murray passou a cuidar melhor dela e não esteve nem perto de sofrer um fumble na partida. Destaque para seu último touchdown, onde passou como quis no meio da defesa do Saints.

  • Terrance Williams

Uma noite para ficar na memória do quase-calouro. Com marcação dupla em Dez Bryant quase que o tempo inteiro, T-Will ficou encarregado de ser o alvo do Tony Romo na partida e cumpriu o papel muito bem. Com dois belos touchdowns, Williams foi o fator decisivo do Cowboys ter ido pro vestiário com uma vantagem de 24 a 0.

  • Comissão Técnica

Uma das responsáveis pelo desastre da defesa na última temporada, o coaching staff parece ter entrado nos eixos. Foi o terceiro jogo seguido em que o Cowboys teve mais jogadas de corrida do que jogadas de passe. E adivinhem só? Terceira vitória seguida.

 

 

Pontos Negativos

  • Zebras

Poderiam ter influenciado diretamente no resultado da partida, mas felizmente não aconteceu. Foram dois fumbles da equipe de New Orleans em que os juízes deram passe incompleto. Desses dois, apenas um foi revisado e confirmado como fumble. Além disso, os juízes não viram um punt do Chris Jones bater no telão do estádio. Como já foi feito em outras ocasiões, o punt deveria ser feito novamente.

  • Lesões

Se a defesa ainda não passa confiança, as lesões só reforçam ainda mais esse sentimento. Morris Claiborne saiu com dores no joelho e possivelmente está fora da temporada. Bruce Carter também saiu de campo com dores (dessa vez no quadríceps) e não voltou mais.

 

Próximo Jogo

Depois de ter feito duas partidas consecutivas fora de casa, chegou a vez de fazer duas partidas seguidas em casa. Depois do Saints, o Cowboys recebe em casa seu conterrâneo, o Houston Texans, que, assim como Dallas, está com recorde de 3-1 na temporada. Na sua última partida, vitória apertada por 23 a 17 contra o Buffalo Bills, em casa. O jogo será no próximo domingo, às 14h horário de Brasília.

 

 

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.