Aparentemente DeMarco Murray teve bastante interesse nos playoffs desse ano quando se tratou de Dallas Cowboys.

Quando o time enfrentou o Green Bay Packers na rodada divisional desse ano, o ex-running back do Cowboys admitiu ter torcido bastante para a vitória de Dallas.

“Sinceramente, estava torcendo para o Cowboys vencer”, disse Murray no fim de semana do Super Bowl. “Sou um grande amigo dele. Romo é meu amigo, Witten é meu amigo. Obviamente Romo não estava lá, mas não foi uma quebra ruim de relação, foi negócio.

“Eu estava com eles semana passada, toda a comissão técnica no Pro Bowl, foi ótimo ver (o coordenador ofensivo) Scott Linehan, (o técnico de running backs) Gary Brown.”

Murray ajudou a liderar o Cowboys para um recorde de 12-4 ao estabelecer um recorde da franquia para mais jardas terrestres em uma temporada com 1.845, além de 13 touchdowns. O ano terminou com o time perdendo para o Packers de uma maneira controversa, que acabou sendo o último jogo de Murray por Dallas.

Embora os dois lados tenham se separado, o RB veterano disse que não tem mágoas.

“Eu estava torcendo por eles”, disse Murray. “Se eu tivesse saído mal do time, eu provavelmente não me importaria. Eu não saí mal do Eagles ambém — eu tenho bastante respeito pelo general manager e o dono Jeffrey Lurie”.

Depois de um ano terrível em Philadelphia, Murray foi trocado para o Titans e teve uma temporada boa o suficiente para ser chamado ao Pro Bowl.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.