Mais do que a vitória do Dallas Cowboys sobre o Pittsburgh Steelers por 35 a 30, o que mais tomou conta dos torcedores foi a montanha russa de emoções nos últimos dois minutos de jogo.

Neste gráfico elaborado pelo site Pro-Football Reference, é possível ver claramente como a troca de lideranças ao fim da partida conseguiu ser mostrada na chance de vitória de cada time.

probabilidade-vitoria-pit
Se a imagem estiver pequena, clique nela para ampliá-la

Como você pode ver, o jogo tendeu para a vitória do Pittsburgh Steelers em praticamente todos os três primeiros quartos. Com o touchdown de Dez Bryant, a probabilidade do Cowboys vencer começou a se tornar evidente.

Apesar de um pico no último quarto por conta do TD de Le’Veon Bell, o Dallas Cowboys chegou a ter 97% de chances de vitória antes do two minute warning. E isso não era para menos: o Cowboys poderia correr três vezes, queimar os pedidos de tempo do Steelers, ganhar a primeira descida e deixar o relógio chegar até um segundo para então chutar o field goal curto para vencer o jogo. Mas não foi isso que aconteceu.

Com o TD de Ezekiel Elliott já na primeira jogada depois do two minute warning, o Steelers teve tempo suficiente para tentar uma pontuação para ganhar o jogo — e foi isso que aconteceu. Com o touchdown de Antonio Brown, o Steelers assumiu a liderança do placar e deu ao time da casa 99,41% de chance de vitória. Isto é: o Dallas Cowboys só tinha 0,59% de chance de sair do jogo vitorioso.

Precisando de um field goal e tendo 42 segundos e três pedidos de tempo, o Dallas Cowboys conseguiu fazer valer os 0,59% de chance e venceu o jogo com o touchdown de Ezekiel Elliott.

Nada tão sofrido que um torcedor do Dallas Cowboys não possa aguentar, não é verdade?

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.