Derrota difícil de digerir. Com a ausência de Tyron Smith e Ezekiel Elliott, o time não foi o mesmo e ainda contou com a lesão de Sean Lee no começo da partida. No fim, derrota pesada por 27 a 7.

 

Informações Gerais
Time 1 2 3 4 OT Final
⚪ Dallas Cowboys (5-4) 7 0 0 0 0 7
🔴 Atlanta Falcons (5-4) 3 7 7 10 0 27

 

Pontuação

  • TD 🏈 DAL: Dak Prescott (11 jardas | corrida)
  • FG 🎯 ATL: Matt Bryant (50 jardas)
  • TD 🏈 ATL: Tevin Coleman (1 jarda | corrida)
  • TD 🏈 ATL: Justin Hardy (3 jardas | passe de Matt Ryan)
  • TD 🏈 ATL: Austin Hooper (1 jarda | passe de Matt Ryan)
  • FG 🎯 ATL: Matt Bryant (29 jardas)

 

O Jogo

Se você olhar para o resultado final da partida, mal pode acreditar que o começo dela começou com vantagem para o Dallas Cowboys. Na primeira posse de bola do Atlanta Falcons, o time não só teve a infelicidade de tirar o RB DeVonta Freeman do jogo com uma concussão, como também interceptou o QB Matt Ryan em seu primeiro passe. Na campanha seguinte, Dak Prescott correu para a end zone para abrir o placar.

Enquanto o Atlanta Falcons somente diminuiu a vantagem na campanha seguinte com um field goal, a maior perda do time aconteceu no momento: Sean Lee havia se machucado. Como já vimos nas últimas partidas sem ele, isso abriu margem para o jogo terrestre do time adversário encaixar. Mesmo sem o titular, o reserva Tevin Coleman fez o serviço e entrou na end zone para virar o placar para o time da casa. O Dallas Cowboys até teve a chance de virar o jogo, mas Dak Prescott sofreu um sackfumble de Adrian Clayborn na última campanha. Nesse momento, já era o terceiro sack de Clayborn em cima de Dak na partida, todos vindos pelo lado cego da linha ofensiva, protegido por Chaz Green que estava substituindo Tyron Smith, lesionado.

No segundo tempo, o Falcons voltou com o mesmo embalo do fim do primeiro e aumentou a vantagem para 17 a 7 com outro TD, dessa vez em passe para o WR Justin Hardy. Assim como no jogo contra o Chiefs, o Cowboys precisava dar uma resposta imediata e ela chegou a vir. O time chegou até a linha de 20 do campo de ataque, mas o kicker Mike Nugent errou o field goal e deu fim a campanha de Dallas.

Com o FG errado, o Falcons se aproveitou da boa posição de campo e da fragilidade da defesa para pontuar novamente. Com as corridas entrando facilmente, não houve dificuldades para se chegar na end zone de novo, dessa vez em passe para o TE Austin Hooper. Como se não bastasse, Atlanta ainda abriu 27 a 7 depois de um field goal após mais uma campanha do seu ataque.

Dak Prescott, que já havia sofrido cinco sacks de Clayborn — todos passando por Green — viu seu LT mudar para o reserva Byron Bell, que também fez pouca coisa. Na campanha de ataque de Dallas seguinte, Bell cedeu um sack em uma quarta descida para matar as chances do time. Na próxima campanha, Clayborn conseguiu seu sexto sack do jogo passando por Bell, sendo que novamente forçou um fumble em cima de Prescott. Foi o maior número de sacks cedidos por um só jogador na história do Dallas Cowboys.

A partir desse momento, restavam poucos minutos para o fim do jogo e ele já estava decidido. Bastou ao Falcons gastar o relógio e matar a partida de vez, para encerrar o desastre do Cowboys nesse domingo.

 

Melhores Momentos

Todos os direitos do vídeo para a NFL

 

Números
Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys Atlanta Falcons
 Jardas Aéreas 176 215
 Jardas Terrestres 107 132
 Jardas Totais 283 347
 First Downs 18 22
Turnovers Sofridos 2 1
 Faltas (jardas) 5 (65) 8 (52)
 Tempo de posse 31:17 28:43

 

Individuais
  • Passando

DAL: Dak Prescott: 20/30, 176 jardas, 0 TD,  0 INT. Rating: 82,1

ATL: Matt Ryan: 22/29, 215 jardas, 2 TD, 1 INT. Rating: 104,8

  • Correndo

DAL: Alfred Morris: 11 att, 53 jardas
DAL: Dak Prescott: 6 att, 42 jardas, TD, 2 fumbles
DAL: Rod Smith: 3 att, 14 jardas

ATL: Tevin Coleman: 20 att, 83 jardas, TD
ATL: Terron Ward: 9 att, 23 jardas
ATL: Taylor Gabriel: 1 att, 15 jardas

  • Recebendo

DAL: Jason Witten: 7 rec, 59 jardas
DAL: Dez Bryant: 4 rec, 39 jardas
DAL: Brice Butler: 1 rec, 30 jardas
DAL: Cole Beasley: 2 rec, 23 jardas

ATL: Taylor Gabriel: 3 rec, 58 jardas
ATL: Julio Jones: 6 rec, 57 jardas
ATL: Austin Hooper: 6 rec, 49 jardas, TD
ATL: Justin Hardy: 2 rec, 7 jardas, TD

 

✅ Pontos Positivos

Mesmo sendo constantemente pressionado, Dak conseguiu fazer o ataque funcionar durante toda a partida. O que ele fez dado o tempo curto que ele teve para lançar a bola merece ser destacado. Não teve culpa nos dois turnovers que sofreu.

  • LB Anthony Hitchens

Sem Sean Lee por boa parte do jogo, sobrou para Hitchens um protagnosimo maior e ele acabou correspondendo. Com 10 tackles na partida, Hitchens foi um dos poucos a se salvarem dentre os jogadores de defesa.

  • S Xavier Woods

Calouro, Woods conseguiu sua primeira interceptação da carreira no primeiro quarto, que garantiu o único touchdown do time na partida. Além do mais, o jogador teve um papel fundamental no time de especialistas.

 

⛔ Pontos Negativos

Sem dúvidas, uma das piores atuações de um jogador do Dallas Cowboys nos últimos tempos. Chaz Green foi simplesmente DOMINADO por Adrian Clayborn, cedendo cinco sacks. Foi a primeira vez na história que um único jogador conseguiu cinco sacks contra o Cowboys em uma partida. Podemos falar sem dúvidas que Green foi o maior responsável pela derrota com sua atuação terrível.

  • OT Byron Bell

Green conseguiu ir tão mal que seu reserva entrou no meio do último quarto para tentar ser “menos pior”. E Byron Bell ainda conseguiu ceder dois sacks em Dak no período que esteve em campo. Trágico.

  • K Mike Nugent

Acabou com a chance de reação do time ao errar um chute de 38 jardas. Sim, um chute de 38 jardas sem vento e sem mudanças climáticas, já que o estádio era coberto.

 

Próximo Jogo

O Dallas Cowboys agora fará um clássico quase de vida ou morte contra o Philadelphia Eagles. O jogo será às 23h25 no horário de Brasília no famoso Sunday Night Footbal e terá transmissão da ESPN. O tempo real do jogo, é claro, você só encontra no nosso Twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.