Dez Bryant e Josh Norman pareciam ter encontrado um respeito mutuo durante o jogo da semana 2. Isso se provou ter sido de curto prazo depois do jogo dessa quinta-feira. Pode-se dizer que eles não se sentaram a mesma mesa para o jantar de Thanksgiving.

Bryant criticou muito Norman, dizendo que o cornerback dos Redskins deveria reembolsar o time nos US$75 milhões gastos no contrato assinado durante a off-season. Ano passado como jogador do Carolina Panthers, Norman fez comentários similares sobre Bryant, dizendo que os Cowboys deveriam recuperar os US$ 70 milhões pagos a ele.

“Washington precisa recuperar o dinheiro dado a Josh Norman de volta,” disse Bryant após a vitória do Dallas Cowboys por 31-26.

“Não fui eu que tornei pessoal. Ele fez virar isso pessoal,” falou Bryant. “Eu somente estava indo a campo e fazer meu trabalho, e foi exatamente isso que fiz. Ele queria trombar. Ele conseguiu fazer que eu o atacasse ainda mais. Honestamente, eu acho que ele é muito mole. Ele fala muito.”

Norman teve uma visão diferente das coisas, e não ficou feliz quando Bryant se aproximou dele depois do jogo. Norman disse que ele estava tentando parabenizar o quarterback novato dos Cowboys, Dak Prescott, e se desculpar com o cornerback Orlando Scandrick por qualquer problema que tenha ocorrido durante o jogo, quando Bryant “esbarrou” nele.

“Eu não sou o tipo de cara que recua quando vê um desafio a sua frente, eu não sou assim. Não é isso que vai conseguir de mim,” falou Norman. “Apenas não pare alguém após o jogo terminado como se ninguém estivesse procurando por você ou tendo uma conversa com você. (…) Eu não faço jogo sujo e isso foi jogo sujo da parte dele.”

Bryant e Norman também tiveram problemas dentro de campo. Bryant fez uma recepção de 13 jardas sobre Norman no começo do quarto período, que colocou os Cowboys na linha de 6 jardas no campo de ataque. Logo em seguida, houve uma discussão acalorada mas nenhum deles foi penalizado

Bryant também fez um gesto animado depois de fazer uma recepção de 10 jardas sobre Norman, que gerou um first down e na continuação da campanha virou o segundo touchdown dos Cowboys no primeiro tempo. Bryant terminou com o jogo com cinco recepções para 72 jardas, e não teve restrições em avaliar a performance de Norman.

“Esse cara é mole,” disse Bryant. “Ele é muito mole. Ele deveria ser jogador que bloqueia os cantos, mas ele não consegue nem mesmo jogar mano a mano. Ele ficou frustrado. Se você quer brincar com fogo, é melhor saber como lidar com ele.

“Ele fez holdings a noite inteira. Quanto ele está recebendo? 70? 75? Pegue de volta Washington. Pegue de volta.”

As polêmicas envolvendo Bryant/Norman começaram no jogo do Thanksgiving do ano passado, quando Norman fez esses mesmos comentários sobre o contrato de Bryant. Bryant fez duas recepções para 26 jardas naquele jogo, e Norman ficou irritado quando Bryant se recusou a trocar camisas com ele depois do jogo. Na semana anterior, Bryant e o cornerback do Miami Dolphins, Brent Grimes, trocaram camisas.

Bryant é conhecido por sua “paixão” e suas atitudes impetuosas dentro de campo, mas tem aparentado estar mais amadurecido. Se essa discussão pós-jogo tivesse ocorrido alguns anos atrás, Bryant falou: “Eu teria batido nele ali mesmo no campo.” Ao invés disso, tudo somente ficou em conversas mais acaloradas e troca de provocações e xingamentos. Isso mostra que o amadurecimento de Bryant tem aumentado.

“Obviamente Norman é um bom jogador e eu penso que Dez abraçou esses desafios e manteve sua compostura e ele fez grandes recepções para nós em momentos importantes” disse o tight end Jason Witten. “Sua rota em corrida e a maneira como ele a executa é uma das melhores na liga, se não é a melhor. Mas sua habilidade ao lidar com todas as outras coisas, mostra muito como ele é e o crescimento que ele tem tido como jogador.

“As pessoas têm tentado provocá-lo e ele não tem caído na provocação.”

Naturalmente, os defensive backs dos Cowboys estão acostumados com as provocações de Bryant no dia-a-dia e não ficaram surpresos ao ouvir os comentários dele.

“Faz parte da natureza do jogo. É um esporte violento,” falou o cornerback Brandon Carr. “Você tem agressão. Você ouvir falar coisas para você. Definitivamente, Dez é um cara que fala muito, mas também joga muito. Ele é um macho alfa. Ele vai deixar você saber o quanto ele está ganhando de você a cada semana e ele vai para o campo mostrar ao mundo que ele é o melhor em campo.”

Eduardo Zamarian

Eduardo Zamarian

Colaborador em Blue Star Brasil
Gosto de ver todos os esportes, mas acompanhar o Dallas Cowboys e o Corinthians é obrigação diária. E também todo dia é dia de rock,bebê.
Eduardo Zamarian