Imagine a audiência televisiva de um time que de 1996 até 2015 venceu apenas quatro jogos a mais do que perdeu, teve seis técnicos diferentes, se classificou oito vezes a pós temporada, com três vitórias nas primeiras rodadas dos playoffs, sendo que apenas duas vieram desde a virada do século.

Um desastre nos pontos percentuais de audiência? Não se estivermos falando da franquia de Dallas, a menina dos olhos da audiência da NFL.

Jerry Jones conseguiu isso devida a fama do Time da América e suas vitórias no Super Bowl nas temporadas de 1992, 1993 e 1995 e agora com Dak Prescott e Ezekiel Elliot, os calouros sensação, que estão liderando o time em recorde de 12-2. Esse time de 2016 está explodindo em audiência, ao mesmo tempo em que a audiência da liga cai mais  toda semana.

Cinco dois seis jogos mais assistidos nessa temporada envolveram o Dallas Cowboys. Esse foi um dos motivos para a NBC ter colocado o jogo contra o Buccaneers no Sunday Night Football.

O time se tornou o primeiro time da NFL a jogar três jogos consecutivos em horários nobre, sendo três seguidos na NBC, que possui os direitos de transmissão do Thursday Night Football e Sunday Night Football. Tudo começou no jogo contra o Minnesota Vikings, que teve 23.5 milhões de expectadores, a maior audiência de um jogo numa quinta feira à noite, desde 2006.

Fred Gaudelli, produtor executivo do Sunday Night Football e Thursday Night Footbal da NBC disse que uma das coisas que sempre se pode esperar do time é que sempre haverá alguma coisa interessante acontecendo ao redor, e que ele nunca será entediante. “É como um ótimo roteiro para um drama televisivo, você nunca sabe onde e como as coisas irão acontecer, mas você sabe que acontecerão”, disse.

“Jerry Jones fez um ótimo trabalho mantendo o time relevante, independente do recorde. Vitórias maiúsculas, derrotas sofridas. A América nunca se cansa.”

Contra Tampa Bay Buccaneers, o jogo bateu 15,3 pontos de audiência em média nos 56 maiores mercados dos Estados Unidos. Já apenas na região de Dallas-Fort Worth o jogo teve uma média de 40,6 pontos de audiência, o que significa que 40,6% dos televisores da região estavam sintonizados na partida. Isso daria aproximadamente 1,1 milhão de televisões sintonizadas no jogo na região de Dallas, atrás apenas do jogo de semana passada contra o Giants, que teve 1,15 milhões de televisores sintonizados no jogo na região de Dallas-Fort Worth.

 

Falando de semana passada, a derrota para o New York Giants contou com 26,5 milhões de espectadores, de acordo com a NBC Sports, fazendo do jogo o mais assistido em horário nobre na semana 14, em 27 anos.

O jogo de ação de graças contra Washington teve 35,1 milhões de pessoas assistindo ao jogo, fazendo dele o jogo de temporada regular mais assistido da história do Fox Sports e também o jogo de temporada regular mais assistido desde Cowboys e Chiefs, no jogo de ação de graças de 1995.

O emocionante jogo da semana 10 contra Pittsburgh teve 17,8 pontos percentuais em jogos do segundo horário que adentram a noite, fazendo-o ser o com mais audiência nesse quesito, superando o jogo contra os Packers. O jogo da semana 11 contra o Cleveland Browns, um jogo no período da tarde, elevou drasticamente a audiência para os jogos simultâneos em um mesmo canal, nessa temporada.

O Time da América jogou em sete dos jogos mais assistidos da temporada até a semana 14, incluindo a bye week. Cinco vezes jogaram no segundo jogo mais assistido e uma vez no terceiro jogo mais assistido.  Fazendo o time ter jogado no TOP 3 de jogos mais assistidos por treze vezes na temporada, até a semana 14.

E com o declínio nas taxas de de audiência da liga, os jogos da franquia por duas vezes foram mensurados como únicos jogos daquelas semanas a terem atraído mais expectadores do que a mesma semana na temporada passada.

Tradução: “O jogo contra Washington no dia de ação de graças registrou 35.1 milhões de telespectadores, fazendo-o assim o jogo de temporada regular mais assistido da história do Fox Sports.”

Como os Yankees no beisebol, as pessoas amam odiá-lo, assim como amam poder amá-lo.” Disse Gaudelli. “Quando você olhar o sucesso do Sunday Night Football na NBC, olhe quantas vezes o Dallas Cowboys estiveram jogando lá.”

O jogo contra Tampa Bay marcou a aparição de número 38 da história do Cowboys no Sunday Night Football.

Mesmo que boa parte dos últimos 20 anos o time estivesse jogando de forma medíocre dentro de campo com os bolsos de Tony Romo cada vez mais cheios, que regularmente acabavam em falhas. Embora os resultados não fossem satisfatórios, os torcedores continuaram a acreditar em Jerry Jones.

Dan Wann, um psicólogo esportivo em Murray State, que faz pesquisas sobre programas na psicologia dos fãs de esporte, em particular as consequências de identificação com um time esportivo, disse que é surpreendente a quantidade de fãs do time no sudoeste do Kentucky. Sua noiva nasceu no Norte de Dayton, Ohio e estudou em Ohio State, porém ela já era fã do time antes mesmo de Elliot ir para lá. Além disso,  Dan disse que o time continua a crescer. Se você era fã do time 20 anos atrás e agora tem filhos, você agora está criando torcedores do time.

Desde a última aparição do time no Super Bowl em 1995, Packers, Patriots e Steelers juntos venceram oito vezes, sendo que três foram apenas nas últimas sete temporadas.

Mesmo com campanha de 4-12 na temporada passada, o Cowboys jogu em três do jogos mais assistidos da temporada regular.

Jerry Jones dá crédito ainda ao inovador Tex Schramm, por ter criado esse espírito no time. Ele disse que ele fortificou a marca.

“Ele entendia isso” Disse Jones sobre a habilidade de Schramm em promover a franquia na mídia escrita e através dos primórdios na televisão. “Entretanto,  tem outra maneira muito importante de se fazer isso, e é através do marketing e interesse através da afinidade com o time, relacionada a produtos ou serviços. Bom, nós com certeza fortificamos essa atividade e com isso aumentamos o interesse, ganhando também mais torcedores.

A prova está nos números: Em 2005, vindo de um temporada 6-10 e um recorde de 31-49 nas cinco temporadas anteriores, o time mesmo assim jogou em 3 do TOP 10 de jogos mais assistidos daquela temporada.

Em 2008, um Cowboys 9-7 jogou no jogo mais assistido da temporada com 25,7 milhões de telespectadores, o Sunday Night Football mais assistido até aquela época, com 23,1 milhões de telespectadores, e o evento mais assistido da TV a cabo até aquele momento, com 18,6 milhões.

E em 2013, a terceira temporada seguida com 8-8, sendo que a última temporada com recorde positivo sendo quatro anos atrás, os jogos o time ainda figuraram entre 8 dos 50 eventos esportivos mais assistidos daquele ano.

Segundo Scruggs, Jones tem feito um excelente trabalhar em sempre ter jogadores e técnicos que sempre geram opiniões e interesse sobre, seja das pessoas em geral, dos torcedores e até mesmo da imprensa. Ele ainda acredita que isso ajuda a ter tantos ex-jogadores do time trabalhando com transmissões da NFL hoje em dia.

Talvez os jogadores aposentados que foram trabalhar com a transmissão dos jogos tenham ajudado a crescer essa base de fãs, que muitos nasceram ou se formaram na faculdade desde a última final de conferência do time.

Agora, 21 anos desde que Jerry Jones ergueu o Lombardi Trophy, o fervor por um time rejuvenescido pode ser melhor do que jamais foi.

“Nós temos uma ótima história e estou orgulhoso que isto esteja resultando nos números que temos conseguido” disse Jerry.

Desde o jogo eletrizante contra Green Bay na semana 6, que foi mostrado em 86% dos mercados consumidores e contou com 28 milhões de pessoas assistindo, fez do jogo o mais assistido da temporada naquele momento. A partir disso, os jogos do time estão cada vez mais melhorando suas audiências de uma semana pra outra.

“Não que eles tenham sido os Browns durante todos esses anos, mas eles estiveram perto o suficiente do sucesso provavelmente, para poder manter seus torcedores interessados” disse Wann. “Agora eles estão ganhando, tem jogadores jovens que as pessoas se identificam, então temos um bom enredo lá”, Wann ainda disse que mesmo se você não for um grande fã do time, os dois novatos são um bom entretenimento.

Túlio Moraes
Chega mais

Túlio Moraes

Colaborador em Blue Star Brasil
Uma pessoa que acredita que torcer para algum time representa sofrimento, paixão e devoção. Por isso torce para Cowboys e Botafogo. Ah, é Túlio por causa do Túlio Maravilha sim.
Túlio Moraes
Chega mais