Em St. Louis, Cowboys vai atrás da primeira sequência de vitórias

Em St. Louis, Cowboys vai atrás da primeira sequência de vitórias

360

(foto: Ronald Martinez/Getty Images)

 

Após um começo de temporada ruim contra o 49ers e de uma “redenção” contra o Titans, o Cowboys busca sua segunda vitória consecutiva em seu segundo jogo fora de casa. O adversário é conhecido: o St. Louis Rams. As duas equipes se enfrentaram duas vezes nos últimos três anos, ambas em Dallas e com vitória do Cowboys. Dessa vez o palco será o Edward Jones Dome, casa do Rams desde que a franquia se mudou para St. Louis.

Fique de Olho

 

  • Bruce Carter

Com Rolando McClain provavelmente fora da partida, Carter será o principal linebacker do Cowboys para enfrentar o Rams. O número 54 vem atuando como strong side linebacker e tem tido boas atuações nesse início de temporada. Carter tem 7 tackles, sack e um passe defendido em 2 jogos. Jogando ao lado de jogadores inexperientes como Anthony Hitchens e Kyle Wilber, Carter precisa ter um bom jogo para Dallas parar o jogo terrestre de Saint Louis.

  • Dan Bailey

Mister Automatic. Bailey não erra um Field Goal desde a semana 3 do ano passado, em um jogo exatamente contra o St. Louis Rams. São 26 acertos consecutivos para o kicker do Cowboys. Se Bailey acertar mais dois chutes sem errar, irá ultrapassar a marca de Chris Boniol, e terá a maior sequência sem erros da história do Cowboys.

  • DeMarco Murray

Em dois jogos contra a equipe de Saint Louis, Murray tem 428 jardas corridas e 2 touchdowns anotados, com uma média de 8,3 jardas por corrida. Na partida da semana 7 de 2011 entre as duas equipes, Murray correu para 253 jardas, a maior marca da história da franquia (citado no podcast). Nessa temporada, o Running Back de Dallas lidera a NFL com 285 jardas, 44 a mais que o segundo colocado, Arian Foster, que correu 4 vezes com a bola a mais que Murray. Se Murray repetir as boas atuações que tem na carreira contra Saint Louis, Dallas tem tudo para vencer.

  • Aaron Donald e Robert Quinn

Esses são os dois principais jogadores dos Rams pressionando os quarterbacks adversários. Apesar de nenhum dos dois ter anotado um sack em dois jogos nessa temporada, Quinn já derrubou os quarterbacks adversários 6 vezes, e Donald tem 3 tackles para perda de jardas. Tyron Smith e Zack Martin serão os responsáveis por bloquear esses jogadores, e deixá-los longe de Tony Romo será fundamental para a vitória de Dallas.

  • Henry Melton

Melton teve uma boa atuação na semana passada, conseguindo seu primeiro sack por Dallas e ainda desviou o passe que resultou na interceptação de Rolando McClain. Essa semana, o camisa 69 deve se alinhar na frente do center Scott Wells e do Right Guard Davin Joseph, que são os pontos fracos da linha ofensiva do Rams. Melton pode ter um grande jogo nesse domingo.

Desfalques

 

  • Dallas Cowboys

– Davon Coleman, Justin Durant e Anthony Spencer estão fora.
– Dez Bryant, Lawar Edwards, Gavin Escobar e Joseph Randle tem a participação dada como questionável. Bryant afirmou em uma entrevista que vai jogar.
– Rolando McClain não deve jogar, já que não treinou durante toda semana.
– Tony Romo não treinou na quarta-feira, porém não preocupa e vai jogar.

  • St. Louis

– Trumaine Johnson, Barrett Jones e Brandon McGee estão fora.
– Shaun Hill, Tavon Austin e Corey Harker estão listados como questionável.

O que esperar

Podemos esperar o ataque de Dallas tentando estabelecer o jogo terrestre desde o início, como fez contra Tennessee, utilizando a linha ofensiva para neutralizar os linebackers e a linha defensiva de Saint Louis. Ainda não sabemos quem será o quarterback titular do Rams, porém tanto Shaun Hill como Austin Davis não são grandes jogadores, e quem jogar não deve forçar muitos passes e tentará proteger a bola ao máximo. Saint Louis tem alguns bons recebedores, como Brian Quick, Tavon Austin e Jared Cook. A secundária de Dallas precisa fazer um bom trabalho marcando esses jogadores para não permitir grandes avanços do ataque do Rams. Ainda, podemos esperar que a defesa de Saint Louis jogue com muitos jogadores próximos a linha de scrimmage, para tentar parar o jogo terrestre de Dallas. Com isso, Dez Bryant, Terrance Williams e Jason Witten ficarão em alguns momentos com marcação individual e podem tirar proveito disso.

 

Curiosidades

Billy Cundiff
Billy Cundiff (direita). O kicker deu a vitória sobre o Rams em 2002

 

Dallas Cowboys e St. Louis Rams não são duas equipes que possuem uma grande rivalidade, mas já fizeram grandes e emocionantes jogos. De 31 jogos disputados, o Cowboys tem uma pequena vantagem: 16 vitórias contra 15 do Rams. O auge se deu entre a década de 70 e 80, quando as equipes se enfrentaram oito vezes em 13 anos nos playoffs. Das oito partidas, tudo igual: quatro vitórias para cada lado, sem nenhum empate.

O retrospecto recente, no entanto, é totalmente favorável ao Dallas Cowboys. São três vitórias nos últimos quatro jogos, com o Cowboys ganhando as últimas duas. Nessas duas partidas, destaque para o melhor jogador de Dallas até aqui: DeMarco Murray. Somado, Murray tem 51 corridas, 428 jardas (8,3 jardas por corrida!) e dois touchdowns. O resultado dessas atuações não poderia ser outro: duas vitórias tranquilas para o Cowboys (34 a 7 e 31 a 7).

O destaque recente, entretanto, foi no ínicio do século. Em 2002, Billy Cundiff acertou um field goal no último segundo para dar a vitória para o Dallas Cowboys por 13 a 10. Cundiff, calouro na época, assumiu a posição de titular apenas algumas semanas antes do jogo, durante o training camp. Já o St. Louis Rams era o atual campeão da NFC, tendo perdido o Super Bowl para o New England Patriots. Com Kurt Warner machucado, o ótimo ataque do Rams parou na defesa de Dallas, liderada por Darren Woodson. No fim do jogo, o quarterback Quincy Carter liderou a equipe no drive que deu a Billy Cundiff o field goal decisivo.

 

Transmissão

O jogo será às 14h no horário de Brasília, em St. Louis. O jogo, novamente, não terá transmissão da ESPN e do Esporte Interativo (que ainda não transmitiu nenhum jogo do Dallas). O Blue Star Brasil fará o tempo real do jogo no twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.