Foi anunciado nesta terça-feira que o running back do Dallas Cowboys, Ezekiel Elliott, não será acusado de nenhuma denúncia de violência doméstica.

A promotoria da cidade de Columbus, Ohio, diz que há detalhes inconsistentes sobre o que a ex-namorada do jogador alega terem sido cinco incidentes isolados de 17 a 22 de Julho. Desta forma, os promotores sentiram que não havia evidências suficientes para montar um caso contra o running back dos Cowboys.

Nesta terça-feira o assessor jurídico do jogador, Frank Salzano, divulgou um comunicado sobre a notícia:

“Durante as últimas seis semanas, meu escritório, juntamente com um advogado local, trabalhamos juntos e com cooperação com a promotoria de Ohio, fornecendo um grande número de evidências de que o Sr. Elliott é claramente inocente. Em nome do Sr. Elliott e sua família, gostaríamos de expressar a nossa satisfação com a decisão da procuradoria de Ohio de não apresentar acusações contra o Sr. Elliott. Estamos satisfeitos que o gabinete do Procurador tenha revisto completamente todas as provas e tomou a decisão correta. Sr. Elliott está ansioso para deixar o ocorrido no passado, e continuar se focando em coisas positivas, dentro e fora de campo.

O procurador da cidade também afirmou que a cooperação de Elliott no caso ajudou plenamente ao longo da investigação. Certamente a notícia foi muito bem recebida pelo jogador, que deve se sentir mais aliviado e concentrado para a sua temporada de estréia na NFL. As alegações, juntamente com o incidente da loja de maconha, esta em comparação com a acusação anterior, tem menor gravidade, tornou a vida do novato jogador difícil fora de campo. As alegações de violência doméstica eram questões muito mais graves e poderiam ter levado a consequências piores.

Elliott ficou com um comportamento bastante minucioso desde 22 de Julho, quando sua ex-namorada, Tiffany Thompson, apresentou dois relatórios da polícia acusando o jogador de abuso. O relatório afirmou que Elliott havia agredido a namorada enquanto estava sentada em um carro estacionado, embora quatro testemunhas, dois dos quais estavam no carro, afirmam que nada disto aconteceu.

Elliott agora deve ser capaz de se concentrar exclusivamente em sua carreira de futebol. O pai do jogador twitou sobre a notícia.

Tradução: “Meu filho foi legitimado! A verdade prevaleceu! Se ele tivesse violado um dos nossos valores fundamentais, eu, pessoalmente, teria acusado ele! #Justiça

De acordo com várias reportagens, o incidente ainda permanece sob análise da NFL. Na política de conduta pessoal da Liga, um jogador não precisa ser formalmente acusado para ser submetido a atos disciplinares da NFL.

Marcus Vinicius Tavares

Marcus Vinicius Tavares

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce para os Cowboys desde 1995 e acompanha fielmente o time desde 2005. Curte o bom e velho rock and roll e tem como a comida favorita: Hamburger! Trocar idéia e beber uma gelada são seus passatempos prediletos.
Marcus Vinicius Tavares