O ponto de virada da vitória do Dallas Cowboys por 38-14 contra o Washington Redskins na quinta-feira foi o retorno de um punt de 83 jardas do Ryan Switzer para touchdown.

O recebedor novato foi decisivo com o corte no campo depois do punt de Tress Way. Ele quebrou um tackle, saltou sobre outro e usou algum bom bloqueio para correr ao primeiro retorno dos Cowboys para um touchdown desde 2013. Foi o primeiro retorno para um touchdown por um novato de Dallas desde 2010.

Com uma liderança de 17-0, os Cowboys tiveram algum espaço para respirar, algo que não aconteceu nessa sequencia de três derrotas consecutivas sem Ezekiel Elliott.

A habilidade de retornar punts foi o motivo dos Cowboys selecionarem Switzer na quarta rodada do draft. Na universidade da Carolina do Norte, ele retornou sete punts para touchdowns, incluindo uma quebra de recorde da NCAA com cinco retornos em 2013.

Mas o que Jerry Jones pegou, foi as jogadas que levaram ao touchdown de Switzer.

Na primeira jogada de Washington na linha de 25, a escolha de primeira rodada, Taco Charlton fez um sack em Kirk Cousins para uma perda de 7 jardas e forçou um fumble, derrotando o right tackle Ty Nsekhe. Na terceira descida, Cousins foi tirado do pocket indo para a esquerda, onde Xavier Woods, novato de sexta rodada, o acertou com um hit. A escolha de terceira rodada, Jourdan Lewis, estava em uma cobertura apertada sobre Maurice Harris para não deixar o passe ser completo, com isso houve o punt e o retorno para touchdown do Switzer.

“Há várias coisas sobre o jogo e nós fizemos isso com os jovens jogadores na secundária”, disse Jones. “Você olha para lá e você vê que uma vez Charlton estava lá fora e mesmo assim nós tivemos quatro ou cinco das nossas escolhas no campo … Agora, se você estiver no meu pé, isso deve fazer você sorrir sobre o futuro.”

A escolha de segunda rodada, Chidobe Awuzie, foi titular pela primeira vez na carreira contra os Redskins. Ele foi creditado com três tackles e três passes bloqueados, depois de perder seis dos primeiros 11 jogos da temporada com uma lesão na coxa.

“Você deve se aproximar cada vez mais para você poder fazer as jogadas”, disse Awuzie. Eu sinto que é a coisa mais importante, tendo essa mentalidade, quando precisa, você faz as jogadas. Esperemos que esses passes bloqueados se transformem em interceptações e fumbles, assim podemos continuar ganhando.”

A turma de novatos deste ano não foi tão dinâmica quanto o ano passado, quando Ezekiel Elliott, Dak Prescott, Maliek Collins e Anthony Brown desempenharam papéis vitais na campanha de 13-3, mas o sucesso que Elliott e Prescott tiveram em 2016 seria difícil para qualquer novato fazer igual.

Charlton tem apenas dois sacks na temporada e muitos questionam se ele valeu a 28ª escolha geral. Awuzie estava machucado durante a maior parte da temporada. Lewis está bem, mas ele perdeu sua vaga como terceiro cornerback com Woods jogando na posição de nickel contra os Redskins e Orlando Scandrick se alinhando nas laterais. Switzer tinha mostrado sinais de vida nos retornos, mas o seu retorno mais longo antes do touchdown era de 21 jardas. A escolha de sétima rodada, Noah Brown, jogou consistente como bloqueador quando precisava, mas tem apenas três recepções para 25 jardas.

“Eu me sinto mais confortável lá atrás. Eu apenas sinto que o jogo está desacelerando para mim”, disse Switzer, que tem duas recepções para 9 jardas. “Eu sinto que estou fazendo boas decisões. Eu sinto que os caras na minha frente estão fazendo um belo trabalho de bloqueio. Estamos começando a fazer barulho nas jogadas de retorno. Espero que possamos continuar a avançar.”

Os Cowboys precisarão de produção semelhante de seus novatos nos últimos quatro jogos.

“É por isso que eles nos escolheram”, disse Awuzie. “Eu sinto que todos nós temos essa mentalidade que podemos superar. Nós temos alguns jogadores jovens. Basta colocar-nos no campo em qualquer lugar e vamos fazer algumas jogadas. Sinto que as pessoas estão começando a ver isso.”

Vinicius Iori

Vinicius Iori

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce, ama e sofre com o Cowboys desde 2006 e sonha em assistir um jogo no AT&T Stadium.
Vinicius Iori