Morris Claiborne treinou pela primeira vez na última semana desde o fim de outubro, o que deixou o dono e gerente geral do Cowboys, Jerry Jones, bem esperançoso. Jones antecipou o retorno do cornerback veterano para o jogo de playoffs contra o Green Bay Packers.

“Ele vai estar um pouco enferrujado por conta do tempo fora”, disse Jones na terça-feira para a rádio 105,3 The Fan. “Mas alguma das coisas que ele faz você não pode ensinar. E não vieram necessariamente pela experiência. Esses são seus dons naturais, e nós vamos nos beneficiar deles.”

“Nós certamente sabemos que ele está jogando no seu nível mais alto de sua carreira antes desse contratempo, a sua lesão. Eu espero que ele consiga retomar do momento que ele parou. Isso é provavelmente bem otimista, mas certamente estaremos melhor com ele lá no campo do que estaríamos se ele estivesse só assistindo o jogo.”

Claiborne, que perdeu os últimos nove jogos da temporada regular com uma lesão na virilha, está entre vários jogadores de defesa do Cowboys que devem voltar no domingo.

defensive tackle Terrell McClain (tornozelo), o defensive end Tyrone Crawford (ombro/coxa), o defensive end DeMarcus Lawrence (costas) e o defensive tackle Cedric Thornton (tornozelo) também voltaram a treinar durante a parte aberta para a mídia nessa última semana. Lawrence e Thornton perderam os últimos três jogos da temporada.

O Cowboys vem tentando lidar com a lesão nas costas de Lawrence. Ele jogou 13 snaps no dia 11 de dezembro contra o New York Giants antes de não jogar nos três jogos restantes.

“Ele realmente está pronto como esteve toda a temporada e nós estamos vendo como ele lida com isso”, disse Jones.

Uma volta de Lawrence e Crawford daria para a defesa sua dupla de defensive ends titular pela primeira vez desde o meio de dezembro.

linebacker Justin Durant, que perdeu os últimos dois jogos com uma lesão no cotovelo, não treinou na parte aberta do treino semana passada. O Cowboys volta a treinar nessa quarta-feira.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.