Jerry Jones e Dez Bryant comentam lance polêmico: “Foi uma recepção”

Jerry Jones e Dez Bryant comentam lance polêmico: “Foi uma recepção”

842
Foto: DallasCowboys.com

Mesmo tendo sido derrotado para o Green Bay Packers, o Dallas Cowboys não sairá da página de notícias da NFL. O motivo? A polêmica decisão dos juízes na recepção de Dez Bryant em uma quarta descida no fim da partida.

Em uma quarta descida para duas jardas, com cerca de quatro minutos no relógio, Tony Romo lançou para Dez Bryant que, em marcação individual, conseguiu a recepção na linha de uma jarda. Com o Packers desafiando a jogada, os juízes reviram o lance e voltaram atrás na decisão, dando passe incompleto.

“Com a cobertura que me deram, sim. Eu sabia que (a bola) estava vindo”, disse Dez.

De acordo com Nick Eatman, não houve ninguém no vestiário do Dallas Cowboys que acreditasse que Dez Bryant não havia conseguido a recepção.

“Eu não entendo nem porque isso foi um desafio”, disse um atordoado Bryant após a partida.

Jerry Jones, dono e general manager do time, também comentou o lance.

“Eu achei que foi uma recepção”, disse Jones. “Francamente, eu não achei em nenhum momento em que a jogada seria revisada”.

Ao ser revisada, o juiz principal, Gene Steratore, considerou que Bryant não manteve a posse da bola durante todo o processo da recepção. A decisão relembrou a infame “Calvin Johnson Rule”, quando o recebedor do Detroit Lions teve seu touchdown anulado por circunstâncias similares no ano de 2010.

“Nós consideramos que pelo nosso julgamento sobre o processo inteiro da recepção, e pelo momento que ele (Dez Bryant) cai e a bola encosta no chão, ela fica solta quando toca no chão, o que faz com que o passe seja incompleto”, disse Steratore.

Com o passe incompleto, o Dallas Cowboys viu o Packers avançar com a bola e zerar o relógio, sem dar a Dallas outra chance de pontuar novamente.

“Perder dessa forma – nós tínhamos que perder desse jeito?” disse Dez.

Com o final melancólico, o fim de temporada do Cowboys também soou irônico, visto que na partida contra o Detroit Lions, a jogada polêmica da partida favoreceu o time de Dallas.

“Em todos os momentos em que existe interpretação nas regras, isso vai acontecer”, disse Jones. “O julgamento no campo, nós temos um princípio que prevalece que precisa de uma forte evidência para uma jogada voltar atrás. Eu não vi isso naquela jogada”.

Voltando ao passado, o vice presidente executivo do Dallas Cowboys, Stephen Jones, votou a favor da Calvin Johnson Rule. Jones disse que embora ache que Bryant provou o suficiente de que houve a recepção, ele acredita que o lance estava aberto para a interpretação.

“É um lance interpretativo. Eu diria que é uma chamada dura”, disse Stephen Jones. “É uma (chamada) que gastamos horas e horas e horas tentando entender essa jogada Megatron. Exxistem outras (jogadas) que demandam muito nosso tempo, mas essa é a nossa primeira”.

Ainda falando com a imprensa, Dez Bryant foi questionado se, em algum momento de sua carreira, houve uma recepção parecida com a do fatídico lance e que não foi dado passe incompleto.

“Muitas vezes. Muitas, muitas, muitas vezes. Eu te garanto que posso te dar vários clipes – touchdowns, também”, disse.

Recepção ou não, o Dallas Cowboys está eliminado dos playoffs. Com o fim de temporada, resta ao time apenas o debate do lance.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.