Jerry Jones é eleito o executivo do ano pela PFWA

Jerry Jones é eleito o executivo do ano pela PFWA

553
Foto: Tim Heitman/USA TODAY Sports

O sucesso do Dallas Cowboys nessa temporada não se deu apenas em campo, com jogadores e técnicos. Agora Jerry Jones é quem recebe o mérito – e não no lado dos negócios da franquia.

Pela primeira vez, Jerry Jones foi eleito como o Executivo do Ano da NFL pelo Pro Football Writers of America na última quinta-feira. É a primeira vez que Jones ganhou tal premiação.

Muito criticado no passado, Jerry Jones tem se mostrado outra pessoa nos últimos anos, em especial o ano de 2014. Com um recorde de 12-4 na temporada e o retorno aos playoffs pela primeira vez desde 2009, o time deve muito de seu crédito para Jones.

Já na pré-temporada, Jerry Jones fez mudanças drásticas no time. Para obter espaço para salários, DeMarcus Ware, ídolo do time, e Miles Austin foram dispensados. Além disso, JJ não ofereceu um contrato milionário para Jason Hatcher, que foi ao Pro Bowl em 2013, e trouxe jogadores de baixo custo, como Jeremy Mincey, Henry Melton e Terrell McClain. Por fim, Jerry convenceu Rolando McClain de sair de sua aposentadoria e voltar aos gramados pelo Dallas Cowboys, recebendo o jogador do Baltimore Ravens e a escolha de sétima rodada da franquia em 2015 por uma escolha de sexta rodada do Dallas Cowboys em 2015.

Também em jogadores desconhecidos, Jerry Jones trouxe C.J. Spillman e Jack Crawford, que tiveram boas participações no grupo.

Mas as melhores escolhas de Jones não foram na free agency, e sim meses depois, no draft. Com a décima sexta escolha geral, o Dallas Cowboys selecionou o guard Zack Martin, mesmo Jones cogitando escolher o quarterback Johnny Manziel.

Participando de todos os jogos da temporada, Martin foi nomeado ao Pro Bowl e foi o primeiro calouro do Dallas Cowboys a ser nomeado um All-Pro desde 1969. Sendo o terceiro jogador de linha ofensiva selecionado na primeira rodada desde 2011, Martin se juntou a Tyron Smith e Travis Frederick para formar uma das melhores linhas ofensivas da liga e, por conseguinte, um dos melhores ataques da última temporada.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.