Jerry Jones adora contar a história de como o dinheiro foi se esvaindo quando ele comprou o Dallas Cowboys em 1989. O time foi perdendo US$1 milhão por mês.

Agora, os Cowboys valem US$4 bilhões, se transformando na mais valiosa equipe esportiva dentre todos os esportes, de acordo com a Revista Forbes. O time inglês de futebol Manchester United liderou o ranking em 2011 e 2012, enquanto o Real Madrid reinou nos últimos anos, segundo a revista.

“Eu poderia dizer que eu trocaria isto por alguns first downs“, disse Jones ao jornal Star-Telegram sobre a classificação do seu time no topo na lista da Forbes.

Em 1989, Jones gastou US$70 milhões pela franquia e US$30 milhões pelo arrendamento do Texas Stadium, além de adquirir outros US$30 milhões em dívidas atrasadas. Ele gastou do próprio bolso a quantia de US$77 milhões.

Agora, graças à marca Cowboys e à habilidade de marketing de J.J., o time é uma máquina de fazer dinheiro.

“Eu não entrei na NFL para fazer fortuna”, disse Jones. “Eu tinha algum dinheiro, e resolvi gastá-lo para entrar na NFL. Eu o gastei completamente para entrar.”

Jones disse que entrou na liga para ganhar Super Bowls e permanece “desapontado” porque os Cowboys não conquistaram mais que cinco títulos e já não levantam um Troféu Vince Lombardi desde quando a temporada de 1995 acabou.

Márcio Silveira
Sigam-me

Márcio Silveira

Colaborador em Blue Star Brasil
Torcedor do Dallas Cowboys desde 2011, quando passou a acompanhar a NFL. Sonha em ver o time no Super Bowl cada vez que a temporada começa.
Márcio Silveira
Sigam-me