O Dallas Cowboys perdeu seu terceiro jogo consecutivo no Dia de Ação de Graças, sendo derrotados por 92 a 22 durante essa sequência de três jogos.

Esses maus resultados complicaram a situação do técnico Jason Garrett e levantaram questionamentos sobre a continuidade dos respeitados coordenadores, Rod Marinelli e Scott Linehan.

E de acordo com o colunista do canal NFL Network, Ian Rapoport, existem jogadores no elenco frustrados com algumas decisões, ou falta delas, tomadas durante essa sequência negativa.

“O dono Jerry Jones foi franco em seu apoio a Jason Garrett e seus coordenadores,” disse Rapoport. “No entanto, dentro do vestiário, a história é um pouco diferente. Fui informado que há uma crescente frustração dos jogadores dos Cowboys sobre sua comissão técnica. E ela se baseia em duas coisas. A primeira, a falta de ajustes que eram claramente necessários nas últimas semanas. O desastre com Chaz Green como tackle enquanto Tyron Smith estava fora é somente um exemplo (onde) a equipe não o ajudou e não alterou seu plano de jogo quando era claro que ele precisava de ajuda.  Essa certamente foi uma questão que deixou os jogadores descontentes. A segunda coisa mostra como simples são os Cowboys. Uma pessoa me contou que Philip Rivers, dentro de campo na quinta a noite, estava decifrando as blitzes dos Cowboys antes delas ocorrerem dentro de campo. Não é um bom sinal para os Cowboys. E, obviamente, uma grande pela frente nessa quinta-feira (contra os Redskins) onde eles precisam realmente voltar a jogar bem.”

Lesões como a de Tyron Smith, Sean Lee, etc., e a suspensão de Ezekiel Elliott exacerbaram os problemas no elenco, tanto na defesa como no ataque. Não chega a ser uma surpresa que os jogadores se frustem com as dificuldades enfrentadas durante essa sequência de derrotas. A questão é se a gestão da franquia fará quaisquer mudanças se as derrotas continuarem.

Eduardo Zamarian

Eduardo Zamarian

Colaborador em Blue Star Brasil
Gosto de ver todos os esportes, mas acompanhar o Dallas Cowboys e o Corinthians é obrigação diária. E também todo dia é dia de rock,bebê.
Eduardo Zamarian