Era difícil de imaginar Maliek Collins como titular há duas semanas atrás.

Mas enquanto os Cowboys se preparam para enfrentar os Bears na semana três, não se surpreenda ao ver o novato defensive tackle alinhado como um dos titulares da linha defensiva da equipe em campo.

“Nós queremos obter a melhor combinação de jogadores em campo. Nós queremos ter certeza que estamos colocando cada jogador em sua determinada posição”, disse o técnico Jason Garrett.

Os Cowboys testaram essa formação no segundo tempo contra os Redskins no último domingo. Durante os minutos finais deste jogo, os treinadores colocaram Tyrone Crawford para left defensive end, permitindo Maliek Collins de jogar de defensive tackle ao lado de Terrell McClain.

“Maliek fez um bom trabalho no jogo”, disse Garrett. “Ele foi muito ativo durante a partida, não só pressionando o quarterback, mas ele também fez ótimas jogadas parando as corridas do time adversário, conseguia sair da linha scrimmage e fazer boas jogadas.”

Com os Cowboys sofrendo para pressionar o quarterback, parece que os técnicos voltarão a tentar essa formação no jogo contra os Bears no domingo, mas Collins não está garantido como titular.

“Eu sempre jogo quando meu número é chamado”, disse Collins.

É bastante notável, dada a trajetória do novato até agora na temporada. Collins quebrou o pé durante as atividades organizadas do time (OTAs), e ele perdeu grande parte do training camp. Normalmente quando um novato perde este período, que é quando ele se desenvolve para jogar na liga profissional, leva bastante tempo para ele se adaptar aos jogos da NFL.

Se isto tem sido um problema pra Collins, porém, ele não tem demonstrado isso dentro de campo.

“Eu sinto que enfrento a melhor linha ofensiva da liga todos os dias no treinamento”, disse Maliek Collins. “Então é só ver a velocidade que eles trabalham nos treinamentos diários, e realmente, sinto que eu vou estar preparado para os jogos.

Collins respondeu as perguntas dos jornalistas durante vários minutos. Mas ele não ofereceu muita informação quando o assunto era o seu salário. Isto é de acordo com a sua personalidade, e ele se dá muito bem com seus treinadores, especialmente se ele continuar jogando bem as partidas do time.

“Ele vem trabalhar todos os dias, não diz muita coisa, só vem trabalhar”, disse Garrett.

“Ele vem melhorando muito em um espaço curto de tempo e estamos animados com esse desenvolvimento do jogador”.

Marcus Vinicius Tavares

Marcus Vinicius Tavares

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce para os Cowboys desde 1995 e acompanha fielmente o time desde 2005. Curte o bom e velho rock and roll e tem como a comida favorita: Hamburger! Trocar idéia e beber uma gelada são seus passatempos prediletos.
Marcus Vinicius Tavares