Na raça, Cowboys vira no último minuto e derruba o Giants em...

Na raça, Cowboys vira no último minuto e derruba o Giants em NY

705

(foto: dallascowboys.com)

Uma vitória digna de um Sunday Night Football. Perdendo por 11 pontos, com direito a um touchdown milagroso de Odell Beckham Jr., o Cowboys não se deixou abater e foi buscar a reação. Quando o Giants retomou a liderança, apenas três minutos e 80 jardas separavam Tony Romo da vitória. Seguro, a campanha terminou num touchdown para Dez Bryant, seu segundo da noite, virando o jogo e selando a vitória em 31 a 28.

O Jogo

Começando no ataque, o Dallas Cowboys mal teve tempo de ficar em campo, saindo sem ganhar uma primeira descida. Ao contrário, viu o Giants anotar o primeiro touchdown do jogo com uma campanha de 7 minutos, terminando num passe de três jardas para Odell Beckham, que comemorou com o X do Dez Bryant. Tentando a reação, o Cowboys consegue chegar na redzone, mas para por aí. Com o field goal de 38 jardas de Dan Bailey, a vantagem diminuiu para 7 a 3.

A primeira jogada do segundo quarto foi inacreditável. Passe longo do Eli para Odell que se livra com facilidade da marcação de Brandon Carr e faz a “recepção do ano”: touchdown, 14 a 3. Com o placar em duas posses de bola, o ataque de Dallas reagiu. Em uma campanha de nove jogadas, com cinco de corridas do Murray, o Cowboys achou seu primeiro touchdown da noite após um shovel pass de Romo para Witten: 14 a 10.

E na terceira campanha do ataque de NY, terceiro touchdown. Depois dos juízes reverem uma jogada de fumble (claríssima, por sinal) e não darem o turnover, o Giants precisou apenas de uma corrida de duas jardas de Williams para colocar a vantagem em duas posses de bola novamente.

Se foi mal no primeiro tempo, no segundo a defesa mostrou porque vem se destacando na temporada. Com duas campanhas de NY terminando sem nenhum firstdown, Romo aproveitou e diminuiu a vantagem após um passe curto para Beasley, que correu mais de 40 jardas para a endzone. Mesmo deixando Eli chegar até a redzone de Dallas, a defesa aproveitou um passe ruim e conseguiu a única interceptação do jogo, dessa vez com Barry Church. Quatro jogadas depois, o touchdown da virada: Romo acha Dez Bryant livre que só tem o trabalho de quebrar um tackle na entrada da endzone para virar o placar para 24 a 21.

Se o jogo caminhava para a tranquilidade, ela se foi no último quarto. Gastando 6 minutos do relógio, o Giants achou seu touchdown da virada com três minutos restantes para o fim do jogo. Romo, com muito tempo no pocket por conta do ótimo trabalho da linha ofensiva, teve calma em achar bons passes até chegar na linha de 13 jardas do ataque, onde teve 9 (nove!) segundos dentro do pocket para encontrar Dez Bryant na endzonetouchdown, 31 a 28, e comemoração a lá Odell Beckham, se “vingando” do começo do jogo.

Mesmo com um minuto no relógio e três tempos para pedir, Eli não conseguiu um mísero firstdown sequer. Na quarta descida, tackle crucial de Rolando McClain em cima da linha para impedir o avanço, forçar o turnover on downs e selar a vitória texana em Nova York pela segunda vez consecutiva.

Números

  • Passando

DAL – Tony Romo: 18/26, 275 jardas, 4 TDs, 0 INTs – Rating 143.4

NYG – Eli Manning: 29/40, 338 jardas, 3 TDs, 1 INT – Rating 112.3

  • Correndo

DAL – Demarco Murray: 24 att, 121 jardas

NYG – Rashad Jennings: 19 att, 52 jardas
NYG – Andre Williams: 10 att, 35 jardas, 1 TD

  • Recebendo

DAL – Dez Bryant: 7 rec, 86 jardas, 2 TDs
DAL – Cole Beasley: 2 rec, 66 jardas, 1 TD
DAL – Jason Witten: 4 rec, 30 jardas, 1 TD

NYG – Odell Beckham Jr: 10 rec, 146 jardas, 2 TDs
NYG – Rashad Jennings: 8 rec, 68 jardas
NYG – Ruben Randle – 3 rec, 36 jardas

Pontos positivos

Tony Romo

Após a semana de bye, Romo mostrou que está saudável novamente. O quarterback do Cowboys completou 69% de seus passes para 275 jardas com 4 touchdowns e nenhuma interceptação. Romo ainda liderou o drive para a vitória do Cowboys no fim da partida, sendo essa a 27ª vez que ele consegue uma campanha para ganhar um jogo em que Dallas estava perdendo ou o jogo estava empatado, maior marca da NFL desde 2006.

Cole Beasley

Na primeira partida contra o Giants, Gavin Escobar foi o alvo secundário que teve grande participação na partida. No último domingo, Cole Beasley foi quem teve esse papel. Beasley recebeu apenas 2 passes, porém os dois foram muito importantes. O primeiro deles, Beasley recebeu o passe em uma terceira descida, quebrou tackles e anotou um touchdown de 45 jardas. No segundo, ele recebeu novamente um passe curto de Romo e conseguiu um ganho de 21 jardas no drive final da partida. Algumas jogadas depois, Bryant anotou o touchdown da vitória.

Rolando McClain

A bye week parece realmente ter vindo em um bom momento para Dallas. Após algumas semanas jogando abaixo do esperado e lidando com algumas contusões, McClain voltou após não jogar nenhum snap há duas semanas em Londres e teve uma grande partida. Ele liderou o time em tackles com 11, sendo um deles na quarta descida que garantiu a vitória para o Cowboys.

Dez Bryant

O camisa 88 mostrou no fim da partida quem era o melhor recebedor em campo. Bryant recebeu 7 passes para 86 jardas e 2 touchdowns, sendo um deles o da vitória do Cowboys. Dez chegou a 10 TDs na temporada pelo terceiro ano consecutivo e vai se aproximando das 1.000 jardas na temporada.

Pontos Negativos

Secundária

Os defensive backs do Cowboys simplesmente não tiveram resposta para os recebedores dos Giants, principalmente Odell Beckham Jr. O calouro do Giants tem tudo para ser um dos principais recebedores da liga, porém uma atuação como a que ele teve é bem preocupante para a defesa de Dallas. Apenas no segundo tempo quando Marinelli dobrou Beckham em muitas situações a defesa do Cowboys conseguiu ter sucesso, porém se Dallas estava atrás 11 pontos no intervalo da partida, muito se deve a ineficácia dos cornerbacks na marcação dos recebedores do Giants.

Linha Defensiva

A linha defensiva do Cowboys melhorou muito no fim da primeira etapa e durante todo o segundo tempo, porém a atuação nos primeiros 25 minutos da partida foram preocupantes. Henry Melton pouco jogou no primeiro tempo e com isso Dallas não conseguiu pressionar Eli Manning, que não foi sackado nenhuma vez nas primeiras 3 campanhas do Giants e todas resultaram em touchdowns. Na quinta-feira contra o Eagles, a linha defensiva precisa jogar bem os 60 minutos da partida para Dallas ter sucesso.

Próximo Jogo

A próxima partida será já no meio de semana, no famoso jogo do Dia de Ação de Graças, o thanksgiving. O adversário da vez será o Philadelphia Eagles, rival direto pelo título da NFC East e por uma vaga nos playoffs. O jogo será às 19h30 no horário de Brasília e terá transmissão da ESPN e tempo real do nosso twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.