NFL aprova nova política de drogas e Scandrick está livre pra jogar

NFL aprova nova política de drogas e Scandrick está livre pra jogar

284

(foto: Ronald Martinez/Getty Images)

 

Na noite de sexta-feira, o Dallas Cowboys recebeu uma surpresa inesperada. A Associação de Jogadores da NFL (NFLPA, em inglês), concordou em ter outra política anti-drogas na liga, reduzindo algumas exigências e restrições para drogas que não aumentam o desempenho, o que diminuiria as suspensões de certos jogadores, tal como Orlando Scandrick.

Essa nova política, que faria o Scandrick ficar elegível para o jogo do domingo, deixou o torcedor do Cowboys animado por pouco tempo. A NFL se pronunciou logo depois desacelerando a situação, ao dizer que ainda tem várias pendências a serem resolvidas. Dessa forma, o Scandrick permanece no “limbo”.

Scandrick foi suspenso por quatro jogos em agosto por violar essa política (veja aqui) e desde então vem treinando separado do resto da equipe. Ao ser perguntado sobre a situação, Orlando não hesitou em responder.

“É claro que torço para voltar a jogar logo, mas não depende só de mim”, disse. “Estou preparado para jogar, caso pudesse. Se não puder, estarei pronto para jogar no próximo jogo”.

“A única coisa que eu posso dizer a vocês é que estou muito, muito aliviado”, disse Scandrick sobre a possível redução da sua suspensão. “Eu quero dizer obrigado a todos que me apoiaram. Quero agradecer a todos da organização, a família Jones, ao técnico Jason Garrett, aos meus companheiros de equipe e todos os fãs da Cowboys Nation que estiveram ao meu lado”.

Scandrick, que está treinando em Los Angeles com um preparador físico, disse que já tem uma passagem comprada para Nashville, local da partida. Na sexta-feira, Jason Garrett abriu as portas para o cornerback jogar no domingo, mesmo ele não tendo treinado com a equipe nas últimas duas semanas. Para que jogue, Scandrick teria que estar inscrito no roster até às 16h de sábado, no horário local.

“Eu acho que devemos olhar a todas as opções”, disse Garrett. “Certamente, Orlando sendo um veterano que conhece nosso sistema, já jogou muito nessa liga, você vai tentar dar a ele o máximo de consideração possível. Nós vamos esperar e ver o que acontece ao desenrolar do próximo dia. Obviamente, nós temos todo o time preparado e pronto para jogar. Nós tentaremos fazer nossa melhor decisão”.

O desfalque do Scandrick ainda é mais sentido ao ver seus números. O cornerback vem de sua melhor temporada com duas interceptações e teve um training camp sólido. Dos quatro jogos da pré-temporada, Scandrick participou de três deles, com Garrett querendo dar a ele mais tempo de jogo já sabendo da sua suspensão para a temporada regular.

Sem Scandrick, o Cowboys começou a partida contra o San Francisco 49ers com Brandon Carr e Morris Claiborne de titulares, e Sterling Moore jogando como slot cornerback.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.