Melhorar o pass rush tem sido uma das prioridades do Dallas Cowboys nos últimos anos.

Será que podemos dizer que isso já não é um problema?

O pass rush dos Cowboys foi de uma incerteza para discutivelmente uma das forças do time nos sete primeiros jogos da temporada.

O Dallas Cowboys é o quinto time com mais sacks na temporada, com 25, e se continuar nesse ritmo o time alcançará a marca de 57 sacks no ano.

Esse é um time que não ultrapassa a marca de 40 sacks por temporada desde 2011.

“Obviamente impactar o quarterback é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para jogar bem defensivamente.” Disse o técnico Jason Garrett. “Quando os quarterbacks estão em um ambiente confortável eles conseguem machucar as defesas, então o que você deve tentar fazer é deixá-los desconfortáveis.”

“Eu acho que nossos jogadores têm conseguido fazer isso consistentemente, e isso nos ajuda muito defensivamente. Não apenas conseguimos pressionar o quarterback, mas conseguimos sacks e particularmente no jogo de domingo nós conseguimos causar turnovers, que é a coisa mais importante que você pode fazer defensivamente.”

O ressurgimento do pass rush dos Cowboys começa com DeMarcus Lawrence. Ele finalmente está saudável e lidera a liga em sacks, com 10,5.

Essa já é a maior marca de sua carreira e o coloca como o primeiro jogador dos Cowboys a alcançar a marca de 10 sacks ou mais em uma temporada desde que Jason Hatcher teve 11 em 2013.

Lawrence teve um sack no domingo, e ainda não teve um jogo sem conseguir um sack nessa temporada. Seus colegas de equipe têm se aproveitado de sua produção também.

“Nós somos um bando de animais selvagens, nos alimentando de uma coisa. Nos alimentando com quarterbacks,” disse Lawrence. “Depois que você acerta um quarterback várias vezes ele começa a te olhar sabendo que vai ser acertado de novo.”

Kirk Cousins, do Washington Redskins, foi a presa desse bando no domingo. Além de Lawrence, David Irving teve dois sacks e Tyrone Crawford teve um.

Esse é o mesmo quarterback que lançou 53 passes no encontro contra Dallas no ano passado, e não foi derrubado nenhuma vez.

Claro, os Redskins estavam sem três jogadores titulares de linha ofensiva, mas o Cowboys ainda tinha que tirar vantagem dessa linha deteriorada, algo que não aconteceu nos anos anteriores.

“Nós estamos jogando juntos,” disse David Irving, que tem 5 sacks em três jogos desde que retornou da sua suspensão de quatro jogos no começo do ano. “Nós somos novos, especialmente na linha defensiva, e nós estamos ganhando experiência jogando juntos como um time.”

A prova está nos números.

Os Cowboys tiveram, 14 sacks em sete jogos e não alcançaram 25 sacks até a semana 14 no ano passado. O time terminou o ano com 36 sacks, mas estão no ritmo para ultrapassar essa marca durante a semana 10 dessa temporada.

O time teve 42 sacks em 2011, 36 em 2016, 31 em 2015, 28 em 2014, 34 em 2013 e 34 também em 2012.

Nenhum time alcançou a marca de 50 sacks na temporada passada.

Ninguém viu esse tipo de produção vindo de um time carente de pass rush nos últimos anos.

“Não importa o que estão falando de nós,” disse Crawford, que tem sacks em três jogos seguidos. “Eu já ouvi muita coisa de pessoas de fora por bastante tempo. Eu entendo que muitas pessoas, muitos fãs não entendem o que acontece aqui dentro e a irmandade que temos e o quão duro trabalhamos.”

“Nós definitivamente temos jogado bem nos últimos anos. A gente apenas não tinha encaixado, não conseguíamos sacks quando precisávamos. Eu sinto que esse ano nós estamos encaixando e conseguindo os sacks, então tem sido um grande ano.”

Rafael Loureiro

Rafael Loureiro

Colaborador em Blue Star Brasil
Calouro, vindo de Santa Maria-RS, 18 anos, 6' 157 lbs e escolheu não correr o 40 yard dash. Viciado em NFL e apaixonado pelo Dallas Cowboys, agora compõe a equipe do Blue Star Brasil.
Rafael Loureiro