Os Cowboys fizeram a sua proposta para sediar o draft da NFL da temporada de 2018.

Se isso vier a acontecer, dependerá, em grande parte, do que acontecerá em Austin entre os meses de Junho e Agosto.

Os executivos da NFL não têm nenhum interesse em organizar um evento no estado do Texas. A liga não quer entrar nos méritos ideológicos que envolverá a decisão que o estado do Texas tomará nos próximos meses. A liga acha melhor trabalhar nos bastidores do que antagonizar publicamente na atual etapa do processo.  Segundo algumas fontes ligadas a NFL, a decisão que será tomada nesta audiência sobre quais os banheiros as pessoas terão permissão de usar afeta a oportunidade dos Cowboys de sediarem o draft. 

Há vários outros fatores e outras cidades que estão na disputa de sediar o evento. Mas, quando a NFL anunciar a sede do draft de 2018, a decisão da lei já estará tomada e todos deverão saber quais serões  os direitos dos transexuais de usarem seus devidos banheiros.

“Nós esperamos decidir sobre a próxima sede do draft de 2018 no final do verão, (Início de Outono)”, disse Brian McCarthy, vice presidente de comunicação da NFL.

O momento em que a NFL decidir a localização do evento não está ligado ao cronograma legislativo do estado do Texas, que começa sua sessão especial em 18 de Julho. Nos últimos três, anos a liga decidiu quando seria o próximo draft em Agosto, Setembro e Outubro, respectivamente.  Neste caso em especifico, o tempo está a favor da liga permitindo que o problema se desenrole e não é preciso se envolver na polêmica que se tornou um debate público bastante fervoroso nos EUA.

Recapitulando a polêmica.

Uma proposta de que as pessoas usassem o banheiro que corresponda com o sexo em sua certidão de nascimento estava em andamento antes da sessão legislativa regularizadora do estado. E as potenciais consequências que a comunidade empresarial e as ligas esportivas tornaram-se evidentes em um tema de conversa sobre o Super Bowl realizado em Houston.

Nos dias que antecederam o jogo em Houston, a NFL emitiu uma nota de lançamento sobre inclusão e como suas políticas proíbem a descriminação. Poucos dias após a partida do início de Fevereiro, quando perguntado especificamente sobre a polêmica envolvendo o “bathroom bill”, McCarthy emitiu esta nota de esclarecimento em nome da liga:

“Se uma proposta discriminatória e inconsistente com os nossos valores se tornasse lei aqui no Texas, isso certamente seria algo a se ponderar sobre futuros eventos realizados aqui.”

A pergunta foi feita relacionada ao estado que hospedava o atual Super Bowl, e foi assim que a resposta de McCarthy foi usada. A manchete da matéria era de que o Texas corria perigo de perder futuramente próximos eventos da NFL se caso a lei fosse aprovada.

Mas a declaração diz “eventos futuros”. Não determinou em exclusividade aos Super Bowls.

draft, como o Super Bowl, são grandes eventos compensatórios de se fazer nas grandes cidades.

Não será nenhuma surpresa se alguns políticos do estado do Texas estiverem com algum comitê fazendo vista grossa sobre o assunto em Nova Iorque. O governador do estado do Texas, Greg Abbott, sugeriu que a NFL precisava se concentrar mais no futebol e tirar o foco da política.

Você provavelmente não irá ver a NFL responder a este comentário do governador, isto seria muito ruim para os negócios da liga.

E isso não significa que haja algum equívoco na posição da liga.

Não há nenhum comentário que diga alguma vantagem a favor dos Cowboys neste momento também. O problema foi resolvido a última há quatro meses por Jerry Jones no combine em Indianápolis.

“Sempre que as questões sociais impactarem e atrapalharem no que estamos fazendo com o AT&T e com a nossa equipe, isto chamará a minha atenção, disse Jones na época. “Espero que isso seja resolvido em uma análise profunda, em última estância, para que não atrapalhe o que estamos fazendo em nossos eventos.”

“Isso é a melhor coisa que eu faço”.

O Cowboys não é a única equipe a querer sediar o draft de 2018. Outras 22 equipes e cidades já manifestaram interesse de sediar o evento. Das 22 equipes interessadas, estavam presentes 16 representantes, incluindo Canton, OhioO site do Hall da Fama da NFL esteve presente no evento do draft realizado na Philadelphia este ano para analisar como o evento foi realizado.

Os Cowboys lideram a corrida para ser a sede ano que vem. Sua proposta é a única dividida em duas partes, organizando um grande evento nos dois primeiros dias de draft no AT&T Stadium e depois realizaria um o terceiro dia no novo centro de treinamento da equipe, o The Star. O clube acredita que esta seria a melhor maneira de mostrar o evento localmente, mas este tipo de organização viria com um custo adicional para a NFL.

O vice-presidente executivo, Stephen Jones, permitiu que a liga conhecesse quais são as preferências dos Cowboys para a realização do evento, mas esses pedidos não fariam que o possível acordo acabasse.

“Estamos dispostos a trabalhar com eles”, comentou Stephen Jones quando foi perguntado de como os Cowboys iriam lidar se caso a NFL quiser realizar o draft da próxima temporada na cidade de Dallas. “Vamos trabalhar com o que eles preferirem.”

“Mas uma coisa que eu preciso comentar que a NFL faz um ótimo trabalho ouvindo nossas sugestões. Eles possuem mente aberta em relação aos nossos pontos de vista”.

Este é um dos muitos fatores que são considerados pela liga. Mas, no final das contas, a decisão da NFL sobre o local do draft da próxima temporada ser em Dallas só será tomada se a equipe dos Cowboys conseguir organizar o evento em dois locais diferentes. E também da decisão que envolve o uso dos banheiros no estado do Texas.

Todos os funcionários da NFL e dos Cowboys já estão cientes de todos estes fatores.

Marcus Vinicius Tavares

Marcus Vinicius Tavares

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce para os Cowboys desde 1995 e acompanha fielmente o time desde 2005. Curte o bom e velho rock and roll e tem como a comida favorita: Hamburger! Trocar idéia e beber uma gelada são seus passatempos prediletos.
Marcus Vinicius Tavares