Não importa o que aconteça com o Tony Romo, isso terá um grande impacto no seu companheiro de quarterback dos Cowboys, Dak Prescott. Se Romo ficar, Prescott terá um excelente reserva. Se ele sair, ele será um potencial obstáculo para os Cowboys ganhar o título na próxima temporada.

Mas acima de tudo, Prescott diz que ele deseja somente que Romo seja feliz. Então, o que ele pensa que Romo deveria fazer?

“Qualquer coisa que o faça feliz,” disse Prescott nessa sexta-feira para o programa Good Morning Football no canal NFL Network. “Se ele quiser continuar jogando, ele ainda pode jogar por alguns anos, então gostaria que ele fosse para Denver ou outro bom time, um time que demonstre que, ao adicioná-lo, fico muito melhor com ele.

No entanto, se Romo resolver partir, Prescott admite que as coisas ficarão, pelo menos, um pouco estranhas.

“Para mim, ele é um Cowboy.  Será difícil ver esse cara usando um uniforme diferente.”

Prescott também falou sobre outros assuntos em sua entrevista:

Seus planos para o Super Bowl:

“Eu apenas estou curtindo, aproveitando esse final de semana em Houston. Me divertindo, curtindo com os companheiros de time que estão aqui, encontrando outros caras e somente me divertindo na maior parte do tempo, absorver tudo isso aqui. Eu sei que somente de estar no estádio ressalta algo dentro de você, te faz ficar um pouco bravo e te faz querer ir trabalhar com muito mais vontade. Eu vou aproveitar essa semana e depois vou voltar ao trabalho o quanto antes. …Ontem, eu fui no estádio e olhei para o gramado e isso me incendiou. Eu estou pronto voltar.”

Quem deve ser o MVP?

Um dos dois caras que estará jogando o Super Bowl nesse domingo. Tom (Brady) ou Matt (Ryan). A posição de quarterback é baseada em suas vitórias. E se você está jogando no último jogo da temporada, eles devem dar o prêmio de MVP para um desses caras a cada e todo ano. Tom Brady teve um dos melhores anos de sua carreira. Mas Matt Ryan está tão bem nesse momento. Ele tem Julio Jones, ele tem feito lançamentos para todas as direções. Então, definitivamente, um desses caras.

Quem é favorito no domingo?

“Se eu tiver que escolher um favorito, eu diria que é o Tom Brady. Ele já esteve aqui antes, ele quebrou o recorde de aparições no Super Bowl. Tom Brady é Tom Brady. É difícil para mim escolher um vencedor tendo do outro lado o Matt Ryan e os Falcons estando tão bem como eles estão. Mas tendo que escolher um favorito, quem tem uma vantagem, é o cara que já esteve nessa situação antes.”

Reflexões sobre a derrota para Green Bay:

“Eu penso que, a longo prazo, essa derrota irá me ajudar a crescer pelo resto da minha carreira e me ajudará a ficar cada vez melhor. Por melhor que fosse ser um quarterback novato ganhando o Super Bowl com o ano que tivemos, eu acho que a derrota irá me ajudar mais do que a vitória, simplesmente pelo fato da motivação que terei nos próximos anos. Conhecendo o ótimo time que tivemos, com uma campanha de 13 vitórias e 3 derrotas, conhecendo a química que tivemos e chegar tão perto do nosso objetivo, te mostra o quanto é difícil ganhar nessa liga.”

Opinião sobre o coordenador ofensivo, Scott Linehan:

“Ele foi fundamental. Definitivamente, eu não teria tido o ano que tive se não fosse pelo técnico Linehan. Nós trocamos mensagens de textos, ele é um grande cara. Sou muito agradecido, muito, muito, muito a ele. E eu sei que ele batalhou para me escolheram no draft, então ele me apoia, ele é meu suporte. Eu estou lá no campo a cada semana e tentando jogar por ele, e eu sei que ele chamará as jogadas que mostrarão meus pontos fortes. Muito agradecido a ele.”

Eduardo Zamarian

Eduardo Zamarian

Colaborador em Blue Star Brasil
Gosto de ver todos os esportes, mas acompanhar o Dallas Cowboys e o Corinthians é obrigação diária. E também todo dia é dia de rock,bebê.
Eduardo Zamarian