OPINIÃO – Hora do Desespero?

OPINIÃO – Hora do Desespero?

360

(foto: dallascowboys.com)

 

por: Rafael Yamamoto

 

Os Cowboys perderam dois jogos seguidos. Que merda. Semana passada, uma derrota para quebrar qualquer coração – ou costas – contra os Redskins no Monday Night Football. Ontem, uma derrota contra o melhor time da – duvide que eu diga – NFL.

Os Cardinals dominaram os Cowboys como os Chiefs dominaram os Patriots. Ou como os Patriots dominaram os Broncos. Ou como os Broncos dominaram os Cardinals. E, no final das contas, é uma derrota que já era, de alguma forma, esperada.

A realidade é que a NFL é assim mesmo. Nenhum time será perfeito. Todos os times perderão, e serão dominados, em algum ponto da temporada – menos os Dolphins de 1972. Todos os times, até agora, já perderam e já foram dominados. Até mesmo aqueles que achávamos invencíveis já caíram — e feio. Não é legal perder, eu sei. Ainda mais duas vezes seguidas. Mas, na NFL, isso acontece bastante. Se você quer um consolo, agradeça seu coração por ele ter escolhido os Cowboys e não os Raiders.

De qualquer forma, com essa derrota, tudo ficou claro: a temporada dos Cowboys irá tão longe quanto as costas do Romo aguentar.

Eu estava errado. Talvez, cego pela vontade de uma vitória e iludido pela boa performance contra os Redskins, achei que Brandon Weeden daria conta. Achei que os Cowboys conseguiriam correr contra a ótima defesa dos Cardinals, mas a perda de Doug Free e Ron Leary foram sentidas. Logicamente, não tão sentidas como a saudades que tivemos do Romo. Só que o quarterback reserva não só não deu conta, como também estragou o jogo. A defesa não jogou mal, segurou o máximo que pode. Mais um consolo? A temporada está longe de perdida.

Os Cowboys ainda estão em segundo lugar na NFC East e apenas meio jogo atrás dos Eagles. Se a temporada acabasse hoje, iriamos aos playoffs pelo Wild Card.
Os 49ers perderam no último segundo contra os Rams – aquele que ganhamos na Week 3 — e, agora, estão 4-4. Por outro lado, os Seahawks ganharam dos Raiders e estão 5-3, assim como Green Bay que usufruiu de sua Bye Week. Hoje, Cowboys e Seahawks iriam para os playoffs e Green Bay ficaria de fora.

E as lesões não estão assombrando só os Cowboys. Os Eagles ficarão sem Nick Foles de 4 a 6 semanas. Isso significa que, talvez, ele perca o primeiro jogo contra os Cowboys, no Thanksgiving, semana 13.

Então, calma, torcedor. O mundo ainda (!) não esta caindo. Não se desespere ainda (!). Quando você pode pensar em perder a cabeça? Se uma inexplicável derrota contra os Jaguars em Londres acontecer.

Mas a esperança é que, como outros quarterbacks que já sofreram a lesão de Romo, depois de uma semana, Tony jogue. A esposa de Jerry Jones já foi até relegada, pelo próprio marido, à classe econômica para que o quarterback possa sentar na primeira classe e suas costas tenha uma viagem confortável.

E, se existe um Deus lá em cima, que Ele permita que os Cowboys saem com a sétima vitória da temporada. Ao contrário, não sei se meu quarto aguenta mais uma derrota seguida.

 

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.