A pergunta tem sido feita há algumas semanas, mas só agora o cornerback Orlando Scandrick é capaz de responder. Após a bye week, o jogador estará pronto para entrar em campo?

“Sim. Eu estou me sentindo 100%”, respondeu ele.

A temporada não começou muito bem para Scandrick. Apesar dele ter trabalhado o suficiente para participar do Training Camp e iniciar a temporada com força total, o atleta lesionou um tendão na derrota contra os Giants, na Semana 1. Ele tentou participar da partida na Semana 2, mas só agravou o problema.

“Eu só precisava de tempo”, disse ele. “Eu tentei atuar, apesar de existir algo que talvez fosse pior do que todos pensavam.”

Desde então, Scandrick agiu com calma para retornar aos gramados. Ele tem aumentado gradativamente a sua participação nos treinos, pensando no jogo contra os Eagles como um possível retorno. Quando perguntado se ele teria condições de jogo, caso o Dallas Cowboys entrasse em campo na Semana 7, ele disse que sim.

É provável que no treino da próxima quarta-feira o cornerback terá participação total, o primeiro em seis semanas nessas condições.

“Eu não sei se este era o plano desde o início (voltar na Semana 8), mas de duas semanas para cá, passou a ser”, disse ele. “Encontramos algo que tem funcionado e tentamos, e funcionou muito bem para mim.”

Além dele, Morris Claiborne é outro que voltou a treinar após a concussão sofrida na partida contra Green Bay. Claiborne e Anthony Brown impressionaram positivamente durante a ausência de Scandrick, e é provável que o Dallas Cowboys tenha um bom corpo de defensive backs para proteger a deseja do time contra os passes de Carson Wentz no próximo Sunday Night Football.

Scandrick revelou que está muito feliz por poder ajudar voltar a contribuir com time na temporada.

“É mais fácil assistir quando ganhamos, e quando percebemos o sucesso até aqui”, declarou. “Eu só quero voltar e contribuir com este sucesso.”

Márcio Silveira
Sigam-me

Márcio Silveira

Colaborador em Blue Star Brasil
Torcedor do Dallas Cowboys desde 2011, quando passou a acompanhar a NFL. Sonha em ver o time no Super Bowl cada vez que a temporada começa.
Márcio Silveira
Sigam-me