Muito de como o Draft de 2016 do Dallas Cowboys será classificado vai depender do que o time terá da escolha de segunda rodada, Jaylon Smith, que está se recuperando de uma séria lesão no joelho e não deve jogar essa temporada.

O Cowboys gostou de tudo que viu de Smith, exceto a lesão. Mas o time queria mais do que Smith na segunda rodada.

O Cowboys pretendia selecionar o defensive end Emmanuel Ogbah, de Oklahoma State, com a terceira escolha geral da segunda rodada e então voltar para a segunda rodada e selecionar Smith novamente.

O vice-presidente executivo Stephen Jones foi questionado no sábado se ele realmente queria Ogbah na secunda rodada do Draft.

“Sim, mas isso não significa que nós não tentamos acertar ao selecionar Smith”, disse Jones.

Os planos mudaram, no entanto, quando Ogbah se tornou o primeiro jogador selecionado na segunda rodada, quando o Cleveland Browns o escolhou duas posições a frente do Cowboys.

Para piorar, o Tennessee Titans escolheu outro jogador de interesse do Dallas Cowboys logo após o Browns: Kevin Dodd, defensive end de Clemson, um ds 29 jogadores que o visitou o CT Valley Ranch antes do Draft. Isso colocou o Cowboys no relógio com os dois melhores defensive ends indisponíveis, o que acabou levando o time a escolher Smith.

Mas o Cowboys realmente queria fazer uma dupla escolha na segunda rodada, com Ogbah e Smith.

Ao invés disso, o Cowboys foi resolver seu problema no pass rush apenas na quarta rodada, quando selecionou o defensive end Charles Tapper no começo da quarta rodada.

Apenas o tempo irá dizer qual jogador da Bedlam Rivalry, Ogbah ou Tapper, valerá a escolha.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.