Chegou a hora da revanche. Entalado na garganta desde a eliminação da pós-temporada de 2014, o Dallas Cowboys volta ao Lambeau Field para enfrentar o Green Bay Packers.

Informações Gerais
(4-1) Dallas Cowboys @ Green Bay Packers (3-1)
  • Local: Lambeau Field, Green Bay, Wisconsin
  • Data: 16/10 (Domingo)
  • Horário: 18h25 (Horário de Brasília)
  • Transmissão: ESPN, GamePass
  • Tempo Real: Twitter
  • Links da Partida: CLIQUE AQUI

 

Retrospecto

Em Dallas, o Cowboys ampliou sua série de vitórias ao vencer o Cincinnati Bengals por 28 a 14 e passou a liderar a divisão. Depois de sua semana de descanso, o Packers venceu o New York Giants em casa no último Sunday Night Football.

 

Podcast

O podcast de número 48 conta com uma presença ilustre de Marcus Rovere, do Cheeseheads Brasil. Nessa edição, discutimos a grande vitória sobre o Bengals e o que esperar do grande jogo em Green Bay! Ouça-o clicando aqui.

 

Fique de Olho
  • Tyron Smith

Após perder dois jogos por conta de uma lesão nas costas, Smith voltou a campo na semana passada na partida contra Cincinnati e ajudou o ataque a ter um grande sucesso correndo com a bola, conseguindo 180 jardas terrestres na partida, e ainda cedendo apenas 1 sack para o temido front 7 dos Bengals. Nessa semana, Smith enfrentará um dos bons pass rushers da NFL, Clay Matthews, e precisa fazer uma grande partida, mesmo tendo perdido tempo de treino durante a semana por conta de sua lesão.

  • Byron Jones

Com um ataque com muitas armas no jogo aéreo, Aaron Rodgers distribui a bola para diversos recebedores durante o jogo. Com isso, Byron Jones precisa estar atento na cobertura de passe, fazendo a marcação por zona no meio do campo, que foi um dos principais problemas quando Dallas viajou a Green Bay nos playoffs da temporada de 2014. Jones tem feito boas partidas, mas ainda não conseguiu uma interceptação em sua carreira. Quem sabe a primeira não será contra um dos melhores quarterbacks de todos os tempos.

  • DeMarcus Lawrence

A volta de Lawrence de suspensão melhorou muito a linha defensiva de Dallas, que gerou pressão constantemente em Andy Dalton na semana passada, e conseguiu 4  sacks no quarterback do Bengals. O camisa 90 não foi responsável por nenhum dos sacks, mas chegou muito perto ao menos duas vezes de derrubar Dalton. Sua presença libera outros jogadores para conseguir pressão, já que ele chama a atenção da linha ofensiva adversária. Lawrence precisa de uma grande partida para não deixar Rodgers confortável no pocket, e pode conseguir seus primeiros sacks da temporada.

  • Jordy Nelson

Após perder toda a temporada de 2015 por conta de uma lesão no joelho, Jordy Nelson está de volta ao ataque do Packers. O alvo favorito de Rodgers já tem 21 recepções na temporada para 244 jardas e 5 touchdowns, liderando a NFL nesse quesito. Depois de fazer um bom trabalho contra A.J. Green na semana passada, os cornerbacks de Dallas tem mais uma difícil missão nesse domingo enfrentando Nelson.

  • Nick Perry

Quando se pensa em pass rushers na equipe do Packers, o nome de Clay Matthews é sempre o primeiro que vem a mente. Porém, o melhor pass rusher de Green Bay na temporada tem sido Nick Perry, que já acumula 4,5 sacks na temporada, sendo essa a melhor marca que conseguiu em um ano desde que entrou na NFL. O breakout de Perry começou nos playoffs do ano passado, quando conseguiu 3 sacks, e vem se mantendo nessa temporada. Mais uma tarefa complicada para o right tackle Doug Free.

 

O que esperar

O jogo mais difícil do Cowboys até então na temporada. Jogar no Lambeau Field nunca é fácil, Dallas não vence no estádio mais tradicional da NFL desde 2008, tendo 4 derrotas seguidas, incluindo playoffs. A equipe do Packers busca sua quarta vitória em cinco jogos no ano, e tem contado principalmente com a forte defesa para conseguir seus triunfos.

Aaron Rodgers tem tido um ano abaixo de sua média. O quarterback com maior rating na história da NFL, conseguiu uma marca acima de 100 em apenas um jogo no ano, e seu rating na temporada é de apenas 87,7. Seu percentual de passes completos é de apenas 56,1%, após ter completado mais de 60% de seus passes em todas as temporada como titular em sua carreira. Rodgers esse ano conta com a volta do seu alvo favorito, Jordy Nelson, que melhora todo o ataque aéreo e faz com que jogadores como Randall Cobb e Davante Adams tenham bons números, após uma temporada muito fraca de ambos em 2015. A linha ofensiva do Packers vem sendo uma das melhores da liga, mesmo com a saída do all-pro guard Josh Sitton, cortado antes do início da temporada.

A defesa de Dallas precisa pressionar Rodgers para ter sucesso. A falta de pass rush foi o principal determinante para a derrota do time nos playoffs de 2014, quando não conseguiu afetar o quarterback de Green Bay, que estava com os movimentos limitados por conta de uma lesão. A volta de DeMarcus Lawrence ajudou muito a linha defensiva, e jogadores como Terrell McClain, Tyrone Crawford e Benson Mayowa vem evoluindo e tendo uma boa temporada. A secundária terá mais uma grande tarefa, não enfrentando um wide receiver tão bom quanto A.J. Green, mas tendo que lidar com muitos mais alvos perigosos que o ataque do Bengals apresentava. Morris Claiborne e Brandon Carr vem jogando muito bem, assim como o calouro Anthony Brown, e o trio precisa de uma boa atuação para dificultar o jogo aéreo dos Packers.

O principal matchup será o jogo terrestre de Dallas contra a defesa do Packers, que é de longe a melhor da NFL contra o jogo corrido, cedendo apenas 42,8 jardas por partida, 25 a menos que o segundo melhor colocado. Todos os adversários do Packers até então na temporada estão entre os 10 piores times correndo com a bola na NFL, e este será o primeiro grande teste para essa defesa, enfrentando o ataque com mais jardas terrestres por partida da liga. Ezekiel Elliott vem de uma sequência de 3 jogos com mais de 130 jardas, e fez sua melhor partida na carreira na semana passada, quando acumulou 134 jardas em apenas 15 corridas, e 2 touchdowns. Dallas mais uma vez tentará estabelecer o jogo terrestre, e a possível volta de Dez Bryant pode facilitar isso, já que Green Bay terá que tomar cuidado com o jogo aéreo do time. Caso o jogo corrido não funcione, Dak Prescott terá que fazer um grande jogo para carregar o ataque a mais uma vitória.

 

Desfalques

Dallas Cowboys

  • Ainda se recuperando da lesão nas costas, o QB Tony Romo está fora da partida. O CB Orlando Scandrick ainda se recupera de uma lesão na coxa e também já foi descartado do jogo, assim como o OT Chaz Green (pé);
  • Sem treinar durante toda a semana, Lance Dunbar (joelho) e Kyle Wilber (pescoço) estão listados como questionável e não devem jogar. Dez Bryant (joelho) treinou, mas também não deve participar;
  • O CB Morris Claiborne (tornozelo), o K Dan Bailey (costas), o DT David Irving (concussão), o TE Jason Witten (peito), o WR Terrance Williams (ombro) e o LT Tyron Smith (costas) também estão questionáveis, mas possuem uma chance maior de jogar por terem treinado ao longo da semana.

 

Green Bay Packers

  • O CB Sam Shields (concussão), o TE Jared Cook (tornozelo) e o S Chris Banjo (coxa) estão fora da partida;
  • Os RBs Eddie Lacy (pé) e James Starks (joelho) e o CB Damarious Randall (virilha) estão listados como questionáveis e podem não jogar.

 

Curiosidades
  • Dallas Cowboys e Green Bay Packers são dois dos times mais tradicionais da conferência nacional (NFC) e são acostumados a protagonizarem grandes jogos, incluindo jogos de playoffs;
  • Apesar de ter liderado o histórico de vitórias por muito tempo, o Dallas Cowboys tem, hoje, um retrospecto negativo contra o Green Bay Packers: 16 vitórias e 17 derrotas;
  • Na pós-temporada, os times se enfrentaram sete vezes, incluindo duas finais da antiga NFL. Na década de 90, os times se enfrentaram três vezes nos playoffs, uma época que os dois times somaram 4 conquistas de Super Bowl — três do Cowboys;
  • O retrospecto recente não é nada bom para Dallas: foram cinco vitórias do Packers nos últimos cinco jogos, incluindo o jogo dos playoffs de 2014. A última vitória do Cowboys foi em 2008;
  • Fora de casa, o Cowboys também tem problemas enfrentando Green Bay: são apenas 4 vitórias nos 15 jogos disputados no estado de Wisconsin;

 

Uma vitória do Dallas Cowboys…
  • Daria ao time o recorde de 5-1 na temporada pela 14ª vez na história e a primeira desde 2014;
  • Aumentaria a série positiva para cinco vitórias seguidas, maior desde 2014;
  • Marcaria a primeira vez que o time perdeu o 1º jogo e venceu os próximos cinco desde 2014;
  • Encerraria a sequência de cinco derrotas seguidas para o Packers.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.