Embalado pela sequência de vitórias consecutivas, o Dallas Cowboys volta a jogar fora de casa, dessa vez na costa oeste. O adversário é um dos maiores rivais da história recente do Cowboys: o San Francisco 49ers.

 

Informações Gerais
(2-1) Dallas Cowboys @ San Francisco 49ers (1-2)
  • Local: Levi’s Stadium, Santa Clara, California
  • Data: 02/10 (Domingo)
  • Horário: 17h25 (Horário de Brasília)
  • Transmissão: ESPN, GamePass
  • Tempo Real: Twitter

 

Retrospecto

Em seu primeiro jogo de horário nobre, o Dallas Cowboys não tomou conhecimento e venceu o Chicago Bears de forma tranquila. Já a equipe do 49ers vem ao contrário: venceu seu primeiro jogo da temporada, mas desde então está sem vencer, com derrotas para o Carolina Panthers e Seattle Seahawks.

 

Podcast

O podcast de número 46 chega com mais conteúdo e falando sobre a semana do Dallas Cowboys. Da lesão de La’el Collins até a lesão de Dez Bryant e a análise do jogo com o Bears e com o 49ers. Ouça-o clicando aqui.

 

Plano de Jogo

Plano de JogoTrês jogadas analisadas, duas delas na vitória contra o Chicago Bears e uma específica para a nossa partida contra o 49ers. Já é o suficiente para você clicar aqui e assistir o nosso plano de jogo?

 

 

Fique de Olho
  • WR Brice Butler

Com Dez Bryant provavelmente fora da partida com uma lesão no joelho, Brice Butler será o wide receiver titular do Cowboys no lado oposto de Terrance Williams na partida contra San Francisco. Butler e Dak Prescott mostraram grande sintonia na pré-temporada, com conexões em passes longos e também dentro da red zone. O ataque de Dallas vai precisar da ameaça de passes verticais para aliviar a pressão do jogo terrestre, e Butler pode fazer esse papel.

  • DE Ryan Davis

 A defesa do Cowboys não conseguiu nenhum sack na partida contra Chicago após ter dois em cada uma das duas primeiras semanas da temporada. Ryan Davis foi contratado após a partida contra o Giants e fez sua estreia na semana passada diante do Bears, jogando apenas 8 snaps. Mesmo em poucas jogadas, Davis conseguiu uma pressão em Brian Hoyer, e mostrou alguns pass rush moves. Com mais tempo em campo, melhores resultados podem vir para o camisa 75.

  • OG Ronald Leary

Após ter lidado com uma lesão durante a pré-temporada e ter ficado inativo nas duas primeiras semanas, Leary fará apenas seu quinto jogo como titular desde o início da temporada de 2015. Titular absoluto como left guard entre 2013-2014, Leary perdeu espaço com a chegada de La’el Collins. Com a lesão do então titular, o camisa 65 tentará provar que ainda pode ser titular e mostrar que valeu a pena tê-lo mantido no elenco, mesmo com propostas para trocá-lo na offseason.

  • RB Carlos Hyde

No novo ataque de Chip Kelly, Carlos Hyde tem sido o principal jogador ofensivo do 49ers na temporada. Já são 58 corridas em 2016 para o running back formado em Ohio State, com 225 jardas conquistadas e 4 touchdowns. Hyde tem potencial para conseguir longos avanços, e com um ataque aéreo fraco, a equipe de San Francisco depende de seu running back para anotar pontos.

  • LB Navorro Bowman

Um dos poucos remanescentes da temida defesa dos Niners na era Jim Harbaugh, Navorro Bowman é uma máquina de tackles, ja tendo conseguido 28 na temporada, além de 1 interceptação, um fumble forçado e 2 passes desviados. Bowman é o líder técnico e mental da defesa de San Francisco, e é um dos melhores linebackers de toda NFL.

 

O que esperar

Os dois últimos confrontos entre as equipes acabaram de maneiras totalmente opostas: em 2011, Tony Romo foi o herói do dia, tendo recuperado o Cowboys de uma diferença de 10 pontos no quarto período após deixar o campo por alguns drives com fraturas na costela, e achando Jesse Holley em um passe longo na prorrogação para colocar Dan Bailey em posição de chutar o field goal da vitória. Já em 2014, Romo foi o vilão, tendo lançado 3 interceptações, uma delas na end zone, e tirando qualquer chance de vitória de Dallas na partida.

No confronto do próximo domingo, o ‘protagonista’ das últimas duas partidas assistirá da sideline o calouro Dak Prescott fazer sua quarta partida como titular na NFL. Cada vez mais adaptado ao ataque e melhor a cada semana, Prescott terá o desafio de atuar sem seu melhor recebedor, Dez Bryant, que provavelmente ficará fora da partida por uma lesão no joelho, e também o principal jogador de linha ofensiva, Tyron Smith, que se recupera de uma lesão nas costas. Com isso, o camisa 4 deve buscar ainda mais seu alvo favorito, Cole Beasley, que pode ter uma das melhores partidas de sua carreira, e também Brice Butler, que deve assumir a vaga de Dez e com quem Prescott já demonstrou ter boa sintonia na pré-temporada. Com a possibilidade de chuva em Santa Clara, Dallas deve ainda mais tentar estabelecer o jogo terrestre, e pode surpreender com play actions, bootlegs e corridas de Prescott. Não fique surpreso caso Lucky Whitehead apareça mais que nas primeiras semanas no plano de jogo.

O ataque do 49ers é liderado pelo veterano Blaine Gabbert. e é o terceiro pior em jardas aéreas da NFL, com apenas 175 por partida. Gabbert tem aproveitamento de apenas 55% em seus passes, e um rating baixo de 68. Sua média de 5.5 jardas por tentativa de passe é a pior da NFL entre quarterbacks titulares, e Gabbert sofreu 3 interceptações nos últimos dois jogos. O jogador selecionado na primeira rodada do draft de 2011 tem tido, porém, algum sucesso correndo com a bola, já tendo 75 jardas e 1 touchdown terrestre. Os principais alvos do ataque do 49ers são Jeremy Kerley e Quitton Patton, sendo Torrey Smith a ameaça em passes longos. O tight end Vance McDonald tem 2 touchdowns em 5 recepções na temporada. O ataque de no-huddle de Chip Kelly dependerá muito do jogo terrestre, principalmente de Carlos Hyde, para tirar pressão de Blaine Gabbert.

A defesa do Cowboys não conseguiu nenhum sack na semana passada, e terá uma difícil missão essa semana. A linha ofensiva de San Francisco, liderada pelo all-pro left tackle Joe Staley, cedeu apenas dois sacks no ano, e com Gabbert se livrando rapidamente da bola, será difícil pressioná-lo. Com um tempo curto entre uma jogada e outra no ataque do 49ers, as substituições serão limitadas, e o cansaço pode ser um fator. O grupo de linebackers, liderado por Sean Lee, precisa de uma boa atuação para conter o ataque terrestre do Niners, e também os passes curtos e intermediários, com a dificuldade de Gabbert em lançar a bola em profundidade.

A defesa do 49ers é liderada por Navorro Bowman e também o safety Eric Reid, um dos melhores ‘centerfielders’ de toda NFL. O principal pass rusher do time é o veterano Ahmad Brooks, que já tem dois sacks na temporada, e a linha defensiva conta com jovens muito atléticos, como Arik Armstead e DeForrest Buckner, que podem causar grande impacto, principalmente contra o jogo terrestre de Dallas.

 

Desfalques

Dallas Cowboys

  • Ainda se recuperando da lesão nas costas, o QB Tony Romo está fora da partida. O OG La’el Collins (dedão) não treinou e também não joga;
  • Com uma lesão no joelho, Dez Bryant está listado como questionável, mas não deve jogar. Tyron Smith também não treinou durante a semana e também está como questionável, mas aparentemente pode não jogar;
  • O DE Jack Crawford (ombro), o OT Doug Free (quadríceps), o LB Mark Nzeocha (aquiles), o CB Orlando Scandrick (coxa) e o SS Jeff Heath (joelho) também estão questionáveis, mas possuem uma chance maior de jogar por terem treinado ao longo da semana.

 

San Francisco 49ers

  • O CB Jimmie Ward (quadríceps) está fora da partida;
  • Os TEs Vance McDonald e Garrett Celek estão como questionáveis;

 

Curiosidades
  • Dallas Cowboys e San Francisco 49ers é, discutivelmente, a maior rivalidade da história da NFL entre times de divisões diferentes. São 10 Super Bowls em disputa quando as duas equipes se enfrentam, maior número entre times da NFC;
  • Ao total, seis das 14 finais de conferência que o Cowboys jogou foi contra o 49ers, maior número da história da franquia. A vantagem é do Dallas Cowboys, que venceu quatro deles.
  • O San Francisco 49ers é também o time que o Dallas Cowboys mais enfrentou na pós-temporada junto com o Rams: sete vezes no total;
  • O restrospecto histórico demonstra muito equilíbrio. Dos 34 jogos entre eles, o 49ers venceu 17 e o Cowboys 16. O duelo também contou com um dos seis empates da história do Dallas Cowboys;
  • Apesar de ter perdido a última partida contra o 49ers (relembre-a clicando aqui), o restrospecto recente é favorável para Dallas. Nos últimos quatro jogos, o Time da América saiu vencedor em três deles;
  • O 49ers foi a maior vítima da história do Dallas Cowboys. Os 59 pontos marcados contra San Francisco em 1980 foi o maior número da história do Dallas Cowboys.

 

Uma vitória do Dallas Cowboys…
  • Daria ao time o recorde de 3-1 na temporada pela 22ª vez na história e a primeira desde 2014;
  • Aumentaria a série positiva para três vitórias seguidas, maior desde 2014;
  • Marcaria a primeira vez que o time perdeu o 1º jogo e venceu os próximos três desde 2014;
  • Empataria a série histórica contra o San Francisco 49ers em 17-17-1.

 

 

Leonardo Sangiorge

Acompanha a NFL desde 2009. Desde então, torce para o Cowboys e sofre com o time a cada jogo. Escritor das colunas Two Minute Drill e Matchups, além de participante do PodCast. Valeu?