É hora de virar a página. Após a derrota para o Los Angeles Rams na última rodada, o Dallas Cowboys enfrenta o Green Bay Packers e precisa de foco total para sair com a vitória. O jogo marca o reencontro das duas equipes que se enfrentaram nos playoffs da temporada passada.

 

Informações Gerais

 

⚪ ✭ (2-2) Dallas Cowboys vs Green Bay Packers (3-1) 🧀

 

  • 🏟 Local: AT&T Stadium, Arlington, Texas
  • 🗓 Data: 08/10 (Domingo)
  • ⏰ Horário: 17h25 (Horário de Brasília)
  • 📺 Transmissão: ESPN, GamePass

 

Retrospecto

O Dallas Cowboys segue oscilando na temporada. Após vencer fora de casa contra o Arizona Cardinals, o time voltou a tropeçar, dessa vez em casa para o Los Angeles Rams. Já o Green Bay Packers vem de duas vitórias consecutivas em casa, sendo a última contra o rival Chicago Bears.

 

Podcast

O podcast dessa semana analisa justamente a oscilação do Dallas Cowboys. É comum o time ter essa mudança de comportamento nesse começo de temporada? Como ele deve se comportar para esse jogo contra o Packers?. Ouça-o clicando aqui.

 

Fique de Olho
  • DE David Irving

De volta após quatro jogos de suspensão, o jogador tem uma missão mais do que fundamental para a partida: pressionar Aaron Rodgers. Mais do que isso, Irving precisa gerar pressão suficiente para evitar que a linha ofensiva do Packers dobre a marcação em DeMarcus Lawrence, que vem se destacando na temporada. Seu desempenho pode ser decisivo para a atuação do quarterback adversário.

  • RB Ezekiel Elliott

Mais do que nunca, o Dallas Cowboys precisa do seu running back. Com o forte do Packers sendo principalmento seu quarterback, a melhor maneira de pará-lo será deixando o jogador fora de campo. Para que isso aconteça, o ataque de Dallas precisa se manter em campo e isso só será possível se Zeke conseguir mover as correntes. O jogador tem um bom histórico contra Green Bay e esperamos que isso se repita no domingo.

  • CB Kevin King

O calouro do Green Bay Packers será responsável por marcar ninguém menos que Dez Bryant. Se nos playoffs o Dallas Cowboys buscou explorar o matchup entre Dez e o então jogador do Packers Ladarius Gunter, o time precisa fazer o mesmo, dessa vez com o calouro de GB. O atleticismo de Dez dá a ele uma vantagem inicial no matchup, mas não podemos subestimar a qualidade do calouro do Packers.

  • QB Aaron Rodgers

É simplesmente impossível falar de um jogo contra o Green Bay Packers sem citar Aaron Rodgers. Sem sombra de dúvidas, o camisa 12 é o jogador mais perigoso do time de Wisconsin e é a arma a ser parada. Com dúvidas no jogo terrestre, o jogo deverá ser ainda mais centralizado em Rodgers, o que torna ainda mais importante limitar seu desempenho. Mantê-lo pressionado e evitar que ele saia do pocket para resolver as jogadas com as próprias pernas são alguns dos fatores que a defesa de Dallas precisa fazer para evitar que Rodgers tenha outra boa partida no AT&T Stadium.

 

O que esperar?

Dallas Cowboys e Green Bay Packers já se tornou aquele tipo de jogo que todos aguardam acontecer quando a temporada começa. Por conta de como a tabela da NFL é montada, os times basicamente se enfrentam todos os anos. Para não dizerem que estou mentindo, a última vez que os times não se enfrentaram em uma temporada (incluindo playoffs) foi na temporada de 2012, cinco anos atrás.

Para o jogo de 2017, há um sentimento de revanche por parte dos torcedores de Dallas. Isso se dá porque a partida acontece contra o mesmo adversário e no mesmo palco da eliminação do Cowboys da temporada passada, em um jogo ao mesmo tempo emocionante e traumatizante para os torcedores do Time da América.

Ao contrário da equipe da temporada passada, o Dallas Cowboys está oscilando mais do que deveria e ainda precisa provar para a NFL e para si mesmo que é um dos melhores times da liga. Para que isso aconteça, o time precisa se impor contra a forte equipe do Packers. Em outubro de 2016, Ezekiel Elliott correu para 157 jardas em 28 carregadas em pleno Lambeau Field, e o Dallas Cowboys precisa de outro jogo bom de seu running back para vencer a partida. Com Zeke voltando a correr bem, Dak estará menos pressionado para conectar seus passes e, acima de tudo, deixará a principal arma do Packers fora de campo: Aaron Rodgers.

Desde que se tornou titular na liga, todos os outros 31 times da NFL tentam em vão arrumar uma maneira de pará-lo completamente. De fato, o melhor que o Dallas Cowboys pode fazer com Aaron Rodgers é limitar ao máximo o seu jogo. Para que isso aconteça, é necessário deixá-lo o menor tempo possível em campo. Provavelmente sem Ty Montgomery, RB titular, a defesa terá um trabalho a menos para se preocupar, já que os reservas Jamaal Williams e Aaron Jones não possuem (ou não deveriam possuir) qualidade técnica suficiente para causar estragos, ainda que Sean Lee não jogue. Sem uma grande ameaça no jogo terrestre, a maior missão do jogo realmente ficará em pressionar Aaron Rodgers para evitar conexões longas, principalmente com seu alvo preferido: Jordy Nelson.

Para finalizar, é necessário que o time forçe turnovers. Já são duas partidas consecutivas sem nenhum e isso fará a diferença em um jogo contra uma equipe forte como a do Packers. Como vimos no jogo contra o Rams, um simples turnover é capaz de mudar o momento do jogo e trazer reações inesperadas. Com o retorno de Chidobe Awuzie e Nolan Carroll, a secundária estará completa, o que pode facilitar a chance de turnovers acontecerem.

 

Desfalques

Dallas Cowboys

  • Com uma fratura no pé, Charles Tapper foi colocado na lista de lesionado e ficará 10 semanas fora dos gramados;
  • Sem treinar durante toda a semana, o LB Sean Lee (coxa) e o DT Stephen Paea (joelho) estão listados como questionáveis, mas não devem jogar. O OT Tyron Smith (costas) está na mesma situação, mas Jerry Jones garantiu que o jogador vai para a partida;
  • O CB Anthony Brown (tornozelo), o CB Nolan Carroll (concussão) e o OT La’el Collins (tornozelo) treinaram a semana inteira e, apesar de estarem como questionável para o jogo, devem jogar.

Green Bay Packers

  • O LB Joe Thomas está fora da partida;
  • O RB Ty Montgomery está listado como duvidoso, enquanto titulares como o OT Bryan Bulaga, OT David Bakhtiari, WR Davante Adams e DT Mike Daniels estão listados como questionáveis.

 

Curiosidades
  • Dallas Cowboys e Green Bay Packers são dois dos times mais tradicionais da conferência nacional (NFC) e são acostumados a protagonizarem grandes jogos, incluindo jogos de playoffs;
  • Apesar de ter liderado o histórico de vitórias por muito tempo, o Dallas Cowboys hoje está atrás no confronto histórico contra o Green Bay Packers: 17 vitórias e 18 derrotas;
  • Na pós-temporada, os times se enfrentaram oito vezes, incluindo duas finais da antiga NFL. Na década de 90, os times se enfrentaram três vezes nos playoffs, uma época que os dois times somaram 4 conquistas de Super Bowl — três do Cowboys;
  • O retrospecto recente não é tão bom para Dallas: foram seis vitórias do Packers nas últimas sete partidas entre as equipes;

 

Uma vitória do Dallas Cowboys…
  • Daria ao time um recorde de 3-2 pela 16ª vez na história da franquia e pela primeira vez desde a temporada de 2009;
  • Ampliaria o recorde do time contra times da NFC para 3-1;
  • Encerraria uma sequência de duas derrotas consecutivas para o Green Bay Packers em casa;
  • Marcaria a primeira vitória sobre o Packers em casa desde 2007

 

🖥 Assista o Jogo!

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.