É o Dia de Ação de Graças! No tradicional feriado dos Estados Unidos, o Dallas Cowboys entra em campo para espantar a fase ruim e voltar ao trilho das vitórias. O Los Angeles Chargers, no entanto, fará de tudo para evitar isso.

 

Informações Gerais

 

⚪ ✭ (5-5) Dallas Cowboys vs Los Angeles Chargers (4-6)  ⚡

 

  • 🏟 Local: AT&T Stadium, Arlington, Texas
  • 🗓 Data: 23/11 (Quinta-feira)
  • ⏰ Horário: 19h30 (Horário de Brasília)
  • 📺 Transmissão: ESPN, GamePass

 

Retrospecto

O Dallas Cowboys chega para o jogo em uma sequência ruim. São duas derrotas seguidas, com a última para o rival Philadelphia Eagles. Já o Los Angeles Chargers vem de uma vitória convincente em casa sobre o Buffalo Bills.

 

Podcast

Infelizmente, o podcast precisará dar uma pausa. Tivemos problemas de edição e o episódio dessa semana não conseguirá sair. Pedimos desculpas a todos os nossos ouvintes.

 

Fique de Olho
  • LB Anthony Hitchens

Com Sean Lee novamente fora, Hitchens vira novamente peça chave para a defesa. Mesmo estando questionável para a partida, o jogador se disse pronto para jogar e precisará parar o jogo terrestre do Chargers. Com Melvin Gordon tendo uma boa temporada e o reserva Austin Ekeler indo muito bem quando entra em campo, seu trabalho precisará ser ainda melhor do que foi no último domingo, quando a defesa desmoronou na segunda etapa.

  • RT La’el Collins

Com a quase certeza de retorno de Tyron Smith, Dak Prescott poderá respirar aliviado. Ainda assim, o Chargers conta com duas grandes ameaças para o pass rush: Joey Bosa e Melvin Ingram. Isso significa que a pressão não virá só do lado de Smith, então Collins precisará fazer seu papel para dar tempo o suficiente para que Prescott faça seu trabalho.

  • WR Keenan Allen

Melhor alvo do QB Phillip Rivers, Allen será o alvo a ser marcado pela secundária do Dallas Cowboys. Com Anthony Brown tendo uma temporada ruim e Jourdan Lewis cometendo erros de calouros, será necessário fazer mais do que foi feito contra o WR Alshon Jeffery e o WR Julio Jones nas últimas semanas.

  • DE Joey Bosa

Selecionado uma escolha antes do Dallas Cowboys anunciar Ezekiel Elliott, Bosa é simplesmente uma máquina de sacks. Com uma média de praticamente um sack por partida desde que estreou, Bosa é um perigo para o Dallas Cowboys mesmo com Tyron Smith em campo. Será necessário muito trabalho da linha ofensiva para tirá-lo ao máximo do jogo.

 

O que esperar?

Um ano atrás, o Dallas Cowboys chegava para o jogo do Dia de Ação de Graças com o melhor recorde da NFL e podendo se consolidar com a melhor campanha da NFC. Hoje, a história é bem diferente.

Enfrentando o Los Angeles Chargers, o Dallas Cowboys faz uma partida de praticamente vida ou morte para precisar se manter na briga pela pós-temporada. Para essa partida, no entanto, haverá boas notícias para o torcedor do Time da América.

Enfrentando Joey Bosa e Melvin Ingram, possivelmente a dupla de pass rushers mais ameaçadora da NFL nesse momento, poderíamos esperar mais uma atuação desastrosa da linha ofensiva se não fosse o possível retorno de Tyron Smith. Com ele de volta, será possível manter Dak Prescott por mais tempo no pocket e trabalhar melhor as jogadas, fazendo o ataque render mais do que vimos nas últimas semanas. Isso ainda será fundamental ao olharmos para a secundária de Los Angeles, que conta com ótima temporada de Casey Hayward, Trevor Williams e do calouro Desmond King: com mais tempo para lançar, Dak terá mais tempo para ver seus recebedores conseguirem uma separação e assim lançar bolas em janelas favoráveis.

No outro lado da bola, possivelmente teremos a maior preocupação do Dallas Cowboys. A ausência de Sean Lee será de grande preocupação para o time, que vem tendo muitas dificuldades para parar o jogo terrestre. Enfrentando Melvin Gordon e Austin Ekeler, será necessário atenção redobrada no segundo tempo, onde o setor defensivo costuma cair de rendimento. Com o desempenho deles reduzido, será menos complicado diminuir a presença do WR Keenan Allen em campo, principalmente na red zone. Além disso, os outros wide receivers do Chargers também podem trazer problemas para o time, ainda mais levando em conta da queda de desempenho de Anthony Brown e as oscilações de Jourdan Lewis no ano. Apesar de pouco destaque até aqui, o WR Mike Williams é uma das armas que podem fazer a diferença para LA.

 

Desfalques

Dallas Cowboys

  • Com uma lesão na coxa, o LB Sean Lee está fora da partida. Ezekiel Elliott, suspenso também não joga;
  • O LT Tyron Smith (costas/virilha), o K Dan Bailey (virilha), o OT La’el Collins (costas), o LB Anthony Hitchens (virilha) e o DT Maliek Collins (pé) estão listados como questionáveis para a partida.

 

Los Angeles Chargers

  • O WR MIke Williams, o WR Travis Benjamin, o DT Cory Liuget, o OT Russell Okung, entre outros, são questionáveis para a partida

 

Curiosidades
  • Dallas Cowboys e Los Angeles Chargers estão longe de fazerem uma grande rivalidade na NFL. Isso se dá pelo fato dos times serem de conferências diferentes;
  • Justamente por isso, apenas três equipes enfrentaram menos o Dallas Cowboys que o Los Angeles Chargers: o Houston Texans (quatro), o Baltimore Ravens (cinco) e o Jacksonville Jaguars (seis);
  • Foram apenas 10 partidas entre as duas equipes na história. O retrospecto, é claro, favorece o Time da América: são 6 vitórias contra 4 derrotas para o Chargers;
  • Das 10 partidas entre as equipes, quatro foram disputadas em Dallas apenas. O retrospecto em casa, no entanto, não é bom: são duas vitórias para cada time;
  • O retrospecto recente também não é favorável ao Cowboys: os dois últimos jogos foram vencidos pelo Chargers;.

 

 

Uma vitória do Dallas Cowboys…
  • Encerraria uma sequência de duas derrotas seguidas do time na temporada;
  • Encerraria uma sequência de duas derrotas seguidas contra o Chargers;
  • Ampliaria o recorde contra a AFC Oeste para 2-1 na temporada e 24-22 na história;
  • Ampliaria o recorde no Dia de Ação de Graças para 31-18-1, além de 1-0 contra o Chargers nesse dia.

 

🖥 Assista o Jogo!

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.