Chegou o momento de reagir. Com três derrotas consecutivas, o Dallas Cowboys ficou para trás na corrida por uma vaga na pós-temporada e pode cair para terceiro na divisão com uma derrota nessa partida. Portanto, nada mais fundamental do que bater seu rival histórico.

 

Informações Gerais

 

⚪ ✭ (5-6) Dallas Cowboys vs Washington Redskins (5-6)  🔴

 

  • 🏟 Local: AT&T Stadium, Arlington, Texas
  • 🗓 Data: 30/11 (Quinta-feira)
  • ⏰ Horário: 23h30 (Horário de Brasília)
  • 📺 Transmissão: ESPN, GamePass

 

Retrospecto

O Dallas Cowboys chega para o jogo em uma terrível sequência. Já são três derrotas consecutivas, todas por mais de 20 pontos de desvantagem. O Washington Redskins vinha de duas derrotas seguidas, mas se recuperou na última rodada vencendo o rival New York Giants.

 

Podcast

Infelizmente, o podcast não pode ser gravado essa semana novamente. Nossos problemas de edição se mantiveram e por conta disso a edição dessa semana não pode ser feita. Pedimos desculpas a todos os nossos ouvintes.

 

Fique de Olho
  • WR Cole Beasley

Após um início ruim de temporada, Cole Beasley precisa voltar a ser o mesmo de 2016, ano em que liderou o Cowboys em recepções e jardas recebidas na temporada. Com um difícil matchup para Dez Bryant, enfrentando Josh Norman, e Terrance Williams oscilando nas últimas partidas, Beasley precisa ser o alvo de segurança de Dak Prescott, e ajudar Dallas a converter terceiras descidas na partida.

  • QB Dak Prescott

Se nos últimos jogos o ataque vem jogando de forma muito abaixo do esperado, muito se deve ao desempenho de Dak Prescott. Contra o Redskins, Prescott terá a oportunidade de voltar a jogar bem e colocar o time novamente nos trilhos.

  • CB Josh Norman

Com Norman em campo, a defesa de Washington se torna muito mais perigosa, pois ele tem a habilidade de anular o principal recebedor do adversário, e facilita o trabalho do resto da defesa. Norman tem um histórico positivo contra Dez Bryant, desde a sua época em Carolina, e tentará anular o camisa 88 do Cowboys mais uma vez.

  • QB Kirk Cousins

Enfrentando uma secundária jovem e com um bom retrospecto recente, Cousins pode se aproveitar da sua boa sintonia com seus recebedores e da atual pouca pressão da linha defensiva de Dallas para trazer perigo em jogadas aéreas.

 

O que esperar?

Apesar do Dallas Cowboys já ter vencido o Washington Redskins nessa temporada, é difícil usar aquela partida como parâmetro para o jogo dessa semana. Isso porque as duas equipes viviam momentos diferentes e com jogadores diferentes. Ezekiel Elliott, nosso destaque naquele jogo, por exemplo, não estará em campo.

Dessa forma, a partida trará elementos diferentes que podem decidi-la. A primeira gira em torno do quarterback Dak Prescott. Já são dois jogos terríveis do nosso signal caller e isso já foi o suficiente para questionarem sua capacidade e seu potencial. Apesar de responder na imprensa que era para continuar duvidando dele, sua resposta precisa vir dentro dos gramados. Ao demonstrar sua presença, a possibilidade de correr com a bola se torna muito mais fácil, já que a ameaça ao jogo aéreo se tornará real. Apesar de Dez Bryant poder ser marcado por Josh Norman por boa parte do jogo, Dak precisa explorar outros alvos, como Cole Beasley e Jason Witten.

Do lado da defesa, a linha defensiva precisa voltar a aparecer. DeMarcus Lawrence e David Irving, que fizeram a festa no jogo em Washington, podem se beneficiar de uma linha defensiva remendada para pressionar Kirk Cousins ou ao menos deixá-lo desconfortável dentro do pocket. Quanto maior for a pressão, menor será o tempo disponível para que ele force passes contra a secundária, que está tendo uma temporada abaixo da média. Entre o jogo terrestre, Jaylon Smith e Anthony Hitchens precisarão tomar cuidado com Samaje Perine, que vem de dois jogos seguidos com mais de 100 jardas terrestres.

Por fim, o jogo se torna uma última esperança para a temporada do Dallas Cowboys. Uma derrota significa cair para terceiro na divisão e ficar com um recorde de 5-7, enquanto o recorde do time com a última vaga no wild card poderia chegar em até 8-4. Considerando as desvantagens no confronto direto que o Cowboys tem contra os times que estão brigando pelos playoffs, como o Atlanta Falcons, Los Angeles Rams e até o Green Bay Packers, um derrota significa praticamente dar adeus para a temporada.

 

Desfalques

Dallas Cowboys

Veja aqui.

 

Washington Redskins

  • O DT Terrell McClain, o S Montae Nicholson, o TE Jordan Reed e o C Chase Roulier estão fora da partida

 

Curiosidades
  • Dallas Cowboys e Washington Redskins fazem uma das maiores rivalidades da NFL. A rivalidade começou antes mesmo do Cowboys ser fundado devido ao desentendimento do dono do Redskins com o futuro dono do Cowboys;
  • Em toda a história, Dallas e Washington se enfrentaram 115 vezes. É o segundo time que o Cowboys mais enfrentou em sua história perdendo apenas para o Philadelphia Eagles (117);
  • Das 115 partidas entre as equipes, o Cowboys venceu 69 delas, maior número de vitórias da história da franquia sobre um outro time. O confronto também teve 44 vitórias do Redskins e dois empates;
  • Apesar da vantagem no confronto direto, o Redskins tem vantagem quando o jogo vale um pouco mais. Na pós-temporada, os dois times se enfrentaram duas vezes disputando o título da conferência (1972 e 1982), com o Redskins vencendo os dois jogos;
  • Já o retrospecto recente dá vantagem para o Dallas Cowboys. Nos últimos 18 jogos, o Dallas Cowboys levou vantagem em 13 deles. Dos últimos nove jogos, foram sete vitórias. Atualmente, são três vitórias seguidas para o Time da América contra o Washington Redskins.

 

Uma vitória do Dallas Cowboys…
  • Encerraria uma sequência de três derrotas seguidas do time na temporada, sendo duas em casa;
  • Marcaria a 70ª vitória sobre o Washington Redskins, a maior sobre qualquer oponente;
  • Seria a 4ª consecutiva contra o Redskins, maior sequência desde as temporadas de 2003 e 2004;
  • Marcaria a 19ª “varrida” sobre o Redskins, sendo a segunda consecutiva;
  • Ampliaria o recorde dentro da NFC Leste para 3-1 e na NFC para 5-4.

 

🖥 Assista o Jogo!

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.