A posição de running back não é um dos focos do Dallas Cowboys para o NFL Scouting Combine. Ao menos não quanto foi ano passado, quando o time esteve de olho em Ezekiel Elliott.

O Cowboys selecionou Elliott com a quarta escolha geral e ele liderou a liga em jardas terrestres, causando uma renovação na posição de running back que está dando frutos no Combine desse ano.

Todos os melhores prospectos da posição, como Dalvin Cook de Florida State e Leonard Fournette de LSU, estão agradecendo Elliott por ele ter feito a liga valorizar a posição de RB de novo.

Enquanto o Cowboys pode estar de olho em prospectos de fim de draft, os running backs que o time está preocupado são os veteranos que serão reservas de Elliott da próxima temporada.

Com Darren McFadden e Lance Dunbar sendo free agents, o Cowboys terá que fazer alterações no elenco para ter os dois de volta.

E a primeira seria tirar Alfred Morris do elenco.

O Cowboys tentará trocar Morris e seus 1,2 milhões de dólares de salário por considerar que o jogador não se encaixa muito bem como reserva de Elliott, de acordo com uma fonte. Morris, que também não é uma boa opção em terceiras descidas, precisa de mais carregadas para ser efetivo e produtivo.

McFadden mostrou no fim da última temporada que ele se encaixa melhor para jogar atrás de Elliott. O jogador está aberto a voltar ao Cowboys, mas também atraiu interesse de outros dois times, de acordo com uma fonte.

O Cowboys também quer Dunbar de volta para cumprir o mesmo papel que ele teve nas últimas temporadas enquanto esteve saudável.

O Cowboys também está mudando Rod Smith de volta para a posição de running back e não mais fullback, na esperança de que o jogador possa ser o terceiro running back do time e um bom jogador no time de especialistas.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.