RECAP | Análise 2014 – Linebackers

RECAP | Análise 2014 – Linebackers

810
Foto: Jake Roth / USA TODAY Sports

Depois de começar a analisar a defesa e falar da linha defensiva, chegou a vez de falar dos linebackers. Bastante oscilante, a posição alternou momentos bons e ruins nos últimos anos, muito influenciada pelas lesões de seus principais jogadores.

Tratando-se de lesões, o principal nome fica por conta de Sean Lee. Capitão e um dos líderes da equipe, o camisa 50 ficou de fora da temporada após uma lesão no joelho na pré-temporada. Para lidar com sua lesão, Rolando McClain chegou e deu sinais de que o seu bom football não está perdido. Enfim, chega de enrolação e “simbora” pras análises!

 

 

Justin Durant

Tom Pennington / Getty Images North America
  • Números:
    • Pass Rushing:
      • 20 Pass rush snaps
      • 0 Sacks
      • 1 Hit (5,0% por snap)
      • Hurries (25,0% por snap)
    • Jogo Terrestre:
      • 123 Run snaps
      • 22 tackles (17,88% por snap)
      • assists (5,69% por snap)
      • tackles errados (3,25% por snap)
      • 20 stops (16,3% por snap)
      • 8,3 tackles tentados por tackle errado
    • Jogo Aéreo:
      • 163 snaps
      • 28 passes em sua direção
      • 23 recepções (82,14%)
      • 213 jardas (7,6 jardas por recepção)
      • Touchdowns
      • 1 Interceptação
      • 107,29 NFL QB Rating em sua direção
      • 23 tackles tentados por tackle errado
  • Premiação Individual: Nenhuma
  • Salário em 2014: US$ 1.460.000,00
  • Situação ContratualFree Agent em 2015
  • Pontos Positivos: Sem Sean Lee, coube a Justin Durant exercer o papel de líder na defesa. E o #52 correspondeu. Nomeado como capitão mesmo não sendo unanimidade para torcedores e especialistas, Durant foi o nome da defesa nos jogos em que participou, liderando o time em tackles (61), forçando mais fumbles (2) que o resto do time e empatado com Rolando McClain em tackles para perda de jardas (4). Coroando sua atuação, Durant ainda teve uma interceptação em cima de Drew Brees.
  • Pontos Negativos: Lesões. Por melhor que tenha jogado, Durant só participou de seis partidas na temporada – menos que a metade do total. Nos três primeiros jogos, Durant participou apenas de um, o primeiro do ano. Contra o Titans e Rams, Justin ficou de fora por uma lesão na virilha. A pá de cal aconteceu no jogo contra o Washington Redskins, na semana 8: lesão no bíceps e cirurgia, acabando com suas chances de voltar aos gramados em 2014.
  • Fica para a próxima temporada? Talvez. Com o time tendo pouco orçamento para gastar em salários e ainda tendo Bruce Carter para renovar, talvez não haja espaço para ele em 2015. Apesar disso, suas chances são maiores de ficar em Dallas em relação ao Bruce Carter devido a sua lesão e sua idade mais avançada, o que diminuiria o número de times interessados.

 

 

Rolando McClain

Foto: Scott Boehm / AP Photo
  • Números:
    • Pass Rushing:
      • 41 Pass rush snaps
      • 0 Sacks
      • Hit (7,31% por snap)
      • Hurries (19,51% por snap)
    • Jogo Terrestre:
      • 261 Run snaps
      • 49 tackles (18,77% por snap)
      • assists (1,91% por snap)
      • 5 tackles errados (1,91% por snap)
      • 39 stops (14,9% por snap)
      • 11,8 tackles tentados por tackle errado
    • Jogo Aéreo:
      • 335 snaps
      • 37 passes em sua direção
      • 32 recepções (86,48%)
      • 275 jardas (7,4 jardas por recepção)
      • Touchdown
      • 2 Interceptações
      • 84,12 NFL QB Rating em sua direção
      • 8,2 tackles tentados por tackle errado
  • Premiação Individual:
    • 2º colocado no prêmio Comeback Player of The Year
  • Salário em 2014: US$ 700.000,00
  • Situação ContratualFree Agent em 2015
  • Pontos Positivos: Vindo ao Dallas Cowboys junto com uma escolha de sétima rodada em troca de uma escolha de sexta rodada, Rolando McClain recuperou parte de sua habilidade, vista pela última vez em 2009, quando ainda jogava na universidade de Alabama. Sem expectativas, McClain, que estava aposentado, foi do inferno ao céu: conquistou sua vaga no elenco principal no campo e se consolidou como um dos grandes nomes da defesa. Sua atuação na primeira metade da temporada, com duas interceptações nos primeiros seis jogos, mostrou que o #55 ainda tem (bastante) lenha para queimar.
  • Pontos Negativos: Sua inconsistência. Após ótima primeira metade da temporada, McClain caiu de rendimento. Na semana 8, contra Washington, McClain teve quatro tackles errados, número maior do que ele havia em toda temporada antes da partida. Além disso, lesões o tiraram não só de partidas da temporada regular, como de parte dos dois jogos da pós-temporada.
  • Fica para a próxima temporada? Talvez. Pela sua recuperação, é capaz que haja times interessados em McClain. Apesar disso, Rolando McClain é um jogador que confia pouco nas pessoas. Já tendo dito que considera o Dallas Cowboys a sua casa, é capaz de McClain aceitar um salário menor que o oferecido por outro time para se manter no Time da América.

 

 

Bruce Carter

Foto: Associated Press
  • Números:
    • Pass Rushing:
      • 23 Pass rush snaps
      • 1 Sack (4,34% por snap)
      • Hit 
      • Hurry (4,34% por snap)
    • Jogo Terrestre:
      • 245 Run snaps
      • 45 tackles (18,36% por snap)
      • assists (3,67% por snap)
      • tackles errados (2,85% por snap)
      • 27 stops (11,02% por snap)
      • 11,8 tackles tentados por tackle errado
    • Jogo Aéreo:
      • 345 snaps
      • 58 passes em sua direção
      • 43 recepções (82,14%)
      • 358 jardas (8,32 jardas por recepção)
      • Touchdowns
      • 5 Interceptações
      • 78,09 NFL QB Rating em sua direção
      • 6,35 tackles tentados por tackle errado
  • Premiação Individual: Nenhuma
  • Salário em 2014: US$ 1.644.645,00
  • Situação Contratual: Free Agent em 2015
  • Pontos Positivos: Bruce Carter, após péssima temporada em 2013, ressurgiu em 2014 como o homem dos turnovers da defesa. Suas cinco interceptações foram a maior da equipe, sendo uma delas retornada para touchdown, ajudando o time a conseguir a maior virada de sua história. Já as últimas três interceptações foram em jogos de divisão, sendo uma delas contra o Eagles em Philadelphia, selando a vitória de Dallas e encaminhando o título da NFC East.
  • Pontos Negativos: Bruce Carter, mesmo mostrando bons números no quesito turnover, é um jogador “montanha russa”. Tendo ótimos e péssimos momentos, Carter não consegue se firmar como titular absoluto no time, já que alterna entre jogos excelentes e jogos muito ruins.
  • Fica para a próxima temporada? Difícil. Por ser jovem e ter bons números, principalmente roubando a bola, Carter deverá receber propostas relativamente altas de outros times. Com o salary cap apertado, o Dallas Cowboys dificilmente deve cobrir alguma proposta muito alta de salário.

 

 

 Kyle Wilber

Foto: Paul Spinelli / AP Photo
  • Números:
    • Pass Rushing:
      • 37 Pass rush snaps
      • 2 Sacks (5,4% por snap)
      • 1 Hit (2,7% por snap)
      • Hurries (2,7% por snap)
    • Jogo Terrestre:
      • 123 Run snaps
      • tackles (3,25% por snap)
      • assists (2,43% por snap)
      • tackles errados (1,62% por snap)
      • stops (2,43% por snap)
      • 4,5 tackles tentados por tackle errado
    • Jogo Aéreo:
      • 70 snaps
      • 12 passes em sua direção
      • 8 recepções (66,67%)
      • 69 jardas (8,6 jardas por recepção)
      • Touchdowns
      • 1 Interceptação
      • 46,87 NFL QB Rating em sua direção
      • tackles tentados por tackle errado
  • Premiação Individual: Nenhuma
  • Salário em 2014: US$ 679.806,00
  • Situação Contratual: Em contrato até 2015
  • Pontos Positivos: Mesmo jogando em uma posição diferente, Wilber conseguiu ter uma boa adaptação e ter bons jogos. Sua titularidade em alguns jogos indicam sua boa adaptação.
  • Pontos Negativos: Com um bom fim de temporada em 2013, era esperado que Wilber mantivesse o rendimento para 2014, o que acabou não acontecendo. Tendo sido um defensive end em boa parte de 2013, esperava-se que Wilber pudesse pressionar mais o quarterback adversário jogando de linebacker, o que acabou não acontecendo.
  • Fica para a próxima temporada? Sim. Ainda sob contrato, Wilber não sai de Dallas.

 

 

Anthony Hitchens

Foto: Tim Heitman / USA TODAY Sports
  • Números:
    • Pass Rushing:
      • 26 Pass rush snaps
      • 0 Sacks
      • Hit (7,69% por snap)
      • Hurries (11,53% por snap)
    • Jogo Terrestre:
      • 262 Run snaps
      • 45 tackles (17,17% por snap)
      • assists (3,43% por snap)
      • tackles errados (2,67% por snap)
      • 31 stops (11,83% por snap)
      • 12,14 tackles tentados por tackle errado
    • Jogo Aéreo:
      • 295 snaps
      • 47 passes em sua direção
      • 38 recepções (80,08%)
      • 356 jardas (9,36 jardas por recepção)
      • Touchdowns
      • 1 Interceptação
      • 103,56 NFL QB Rating em sua direção
      • 17,5 tackles tentados por tackle errado
  • Premiação Individual: Nenhuma
  • Salário em 2014: US$ 528.716,00
  • Situação Contratual: Em contrato até 2017
  • Pontos Positivos: Considerado um reach no draft (quando o jogador é escolhido antes de quando ele estava planejado para ser escolhido), Hitchens calou a boca dos críticos ao mostrar grande potencial e superar todas as expectativas. Com a lesão de Durant, Hitchens mostrou maturidade suficiente para ser titular e manter um nível de qualidade de, pelo menos, na média da liga. No mesmo jogo da pick six de Bruce Carter, Hitchens parou uma quarta descida para polegadas, marcando um de seus pontos altos da temporada. Sua primeira interceptação da carreira caiu em seu colo após Kyle Wilber desviar passe de Andrew Luck.
  • Pontos Negativos: Mesmo tendo superado todas suas expectativas nessa temporada, Hitchens ainda precisa terminar seu processo de adaptação ao futebol americano profissional. Mesmo sendo natural para um calouro, alguns erros de seu aspecto de jogo, como a cobertura do passe, devem ser corrigidos para a próxima temporada.
  • Fica para a próxima temporada? Sim. Hitchens é apenas um calouro e ainda tem todo seu primeiro contrato da liga para cumprir.

 

 

Reservas

Foto: Louis DeLuca/The Dallas Morning News
  • Números: –
  • Premiação Individual: –
  • Salário em 2014:
    • Dekoda Watson: US$ 411.765,00
    • Keith Smith: US$ 123.259,00
    • Cameron Lawrence: US$ 285.882,00
  • Situação Contratual:
    • Dekoda Watson: Em contrato até 2015
    • Keith Smith: Exclusive-Rights Free Agent em 2015
    • Cameron Lawrence: Exclusive-Rights Free Agent em 2015
  • Pontos Positivos: Mesmo tendo jogado pouco na defesa, jogadores como Cameron Lawrence e Dekoda Watson tiveram grande importância jogando no time de especialistas.
  • Pontos Negativos: A falta de qualidade. Não sendo bons o suficiente, os reservas foram preteridos e pouco jogaram, deixando uma dúvida para o futuro do time caso a posição sofra com lesões novamente.
  • Ficam para a próxima temporada? Sim. Ainda sob contrato, Watson fica. Já Smith e Lawrence se encaixam em uma peculiaridade da free agency, o Exclusive-Rights Free Agent (ERFA). Só podendo ser ERFA jogadores com dois ou menos anos na liga, o Dallas Cowboys poderá renovar com o jogador oferecendo apenas o salário mínimo estipulado pela liga no terceiro ano do jogador na liga. Caso não aceitem, o jogador terá que deixar a NFL e não poderá procurar outro time. Assim sendo, é muito provável que Smith e Lawrence continuem em Dallas.

 

 

O que esperar da posição para 2015?

Infelizmente não temos a resposta. A posição de linebacker no Dallas Cowboys em 2015 é uma incógnita por conta de dois fatores: free agency e lesões.

Com um histórico de lesões, Sean Lee continua sendo uma incógnita para 2015, ainda mais por sua lesão em 2014 que o deixou fora de toda a temporada. Junto com ele, soma-se Justin Durant, com uma lesão que o fez perder quase toda a temporada, e Rolando McClain, que teve de lidar com diversas lesões ao longo da temporada.

Além das lesões, tem-se os problemas dos contratos: Durant, Carter e McClain serão agentes livres e podem sair do time, fazendo com o que o Cowboys tenha de buscar jogadores no draft.

 Mas também há o lado positivo: se Lee e Durant recuperaram de suas season ending injuries e Carter e McClain (além do próprio Durant) renovarem seus contratos, a posição de linebacker do Dallas Cowboys será uma das menos preocupantes do times para 2015. O problema é: o quanto podemos contar com esse “e se”?

 

Notas da Equipe

Nome Justin Durant Rolando McClain Bruce Carter Kyle Wilber Anthony Hitchens Reservas Geral
Gabriel Plat 7,5 7,0 7,0 5,0 6,5 4,5 7,0
João Lucas Rodrigues 9,0 8,5 8,0 5,0 8,0 7,0 8,0
Leonardo Sangiorge 9,0 8,0 8,0 5,0 7,5 5,0 7,5
Luiz Gustavo Ferreira 8,0 8,5 8,0 5,0 8,0 6,0 8,0
Rafael Yamamoto 8,0 8,0 7,0 6,0 8,0 6,0 8,0
Média 8,3 8,0 7,6 5,2 7,6 5,7 7,7

 

 

Conclusão

A posição de linebacker, vinda de muita esperança ao time em 2015, acabou oscilando pro lado ruim e lado bom. De um lado teve Sean Lee se machucando sozinho no começo da pré-temporada e perdendo toda a temporada e DeVonte Holloman tendo que se aposentar por conta de uma lesão no pescoço.

Para repor a perda, Rolando McClain foi contratado e correspondeu muito bem, chegando a quase ser o Comeback Player of The Year. Já Anthony Hitchens, contestado por não ser bom o suficiente para a escolha de quarta rodada que o Cowboys utilizou para escolhê-lo, mostrou grande potencial e teve uma boa temporada, sendo o melhor calouro defensivo do time.

Justin Durant, contestado por ser nomeado capitão, correspondeu e teve uma excelente temporada até a fatídica lesão que o tirou do resto da temporada.

Por fim, a posição de LB continua sendo um mistério para o time. Como já dito, há chances de ela ser tanto 8 quanto 80. Qual dos dois será? Saberemos na pré-temporada, talvez…


Quer ver as análises de todas as posições? Então clique aqui!

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.