Depois de falar de todo o ataque, o RECAP começou a analisar a defesa pela linha de frente, a linha defensiva. Agora, chegou a falar do segundo nível, dos linebackers.

Do Pro Bowler Sean Lee para Damien Wilson, analisamos cada um dos LBs do time, incluindo os que não jogaram, como Rolando McClain e Jaylon Smith. Confira as análises abaixo.


 

Sean Lee

 

Números Individuais

  • 15 jogos
  • 975 snaps participados (92,4% do total)
  • 93 Tackles
  • 52 Tackles com Assistência
  • 12 Tackles para perda de jardas
  • 10 Stuffs (Parar uma corrida antes ou na linha de scrimmage)
  • 0 Hurries
  • 0 Sacks
  • 1 Passe desviado
  • 0 Interceptações
  • 0 Fumbles forçados
  • 1 Fumble recuperado

 

Premiação Individual

  • Pro Bowl
  • 1st Team All-Pro
  • Maior número de tackles em um único jogo na história do Dallas Cowboys (21)

 

Situação Contratual

  • Salário em 2016: US$6.200.000,00
  • Salário em 2017: US$12.450.000,00
  • Situação Contratual: Em contrato até 2019

 

Pontos Positivos

Sean Lee foi simplesmente um monstro nessa temporada. Saudável, o jogador conseguiu marcas incriveis e foi fundamental para várias vitórias do Dallas Cowboys na temporada. Sua percepção e inteligência dentro de campo são fora do comum e sua vaga no All-Pro e Pro Bowl refletem isso. É difícil para um linebacker ter uma temporada melhor que a de Sean Lee em 2016.

 

Pontos Negativos

Para não dizer que ele não teve nenhum ponto negativo no ano, esse foi o primeiro de sua carreira em que ele não conseguiu forçar nenhum turnover, seja interceptação ou fumble. Nada que tire o mérito dele na temporada, obviamente.

 

Fica para a próxima temporada?

Sim. Sean Lee ainda tem metade do seu contrato para cumprir e não corre risco de sair.


 

Justin Durant

 

Números Individuais

  • 13 jogos
  • 280 snaps participados (26,5% do total)
  • 24 Tackles
  • 13 Tackles com Assistência
  • 2 Tackles para perda de jardas
  • 2 Stuffs (Parar uma corrida antes ou na linha de scrimmage)
  • 0 Hurries
  • 1 Sack
  • 3 Passes desviados
  • 0 Interceptações
  • 0 Fumbles forçados
  • 0 Fumbles recuperados

 

Premiação Individual

Nenhuma

 

Situação Contratual

  • Salário em 2016: US$680.000,00
  • Salário em 2017: –
  • Situação ContratualFree Agent irrestrito em 2017

 

Pontos Positivos

Sem time após ser chutado do Atlanta Falcons, Justin Durant retornou ao Dallas Cowboys com expectativas muito baixas — seu contrato baixo prova isso. Apesar disso, Durant teve um ano bom vestindo a camisa do Cowboys. Nada que chegasse perto do desempenho que ele teve em 2014, mas ainda assim foi um bom ano para o jogador.

 

Pontos Negativos

Não dá para confiar no físico de Justin Durant. Esse foi seu décimo ano na NFL e somente em um deles o jogador conseguiu ficar saudável pela temporada inteira. Dessa vez, Durant sofreu com uma lesão no cotovelo que o tirou de alguns jogos. Com a idade avançando, fica difícil crer que isso mudará em Durant para o futuro.

 

Fica para a próxima temporada?

Talvez. Durant foi um bom jogador para o Dallas Cowboys e preocupações com seu histórico de lesões podem fazer com que ele não peça um valor alto para renovar seu contrato.


 

Anthony Hitchens

 

Números Individuais

  • 16 jogos
  • 581 snaps participados (55,1% do total)
  • 39 Tackles
  • 39 Tackles com Assistência
  • 4 Tackles para perda de jardas
  • 2 Stuffs (Parar uma corrida antes ou na linha de scrimmage)
  • 0 Hurries
  • 1,5 Sacks
  • 1 Passe desviado
  • 0 Interceptações
  • 0 Fumbles forçados
  • 0 Fumbles recuperados

 

Premiação Individual

Nenhuma

 

Situação Contratual

  • Salário em 2015: US$708.716,00
  • Salário em 2016: US$798.716,00
  • Situação Contratual: Em contrato até 2017

 

Pontos Positivos

Hitchens continua sendo um jogador versátil para o Dallas Cowboys e voltou a jogar bem em 2016. Se em 2015 não vimos o LB manter sua evolução como esperado, o mesmo não pode ser dito dessa última temporada, quando jogou boa parte dos snaps defensivos e rendeu muito bem.

 

Pontos Negativos

Apesar da melhora, Hitchens continuou oscilando bastante ao longo do ano. Foram jogos bons e jogos ruins, o que deixa uma dúvida a respeito da sua consistência.

 

Fica para a próxima temporada?

Sim. Hitchens entrará no último ano do seu contrato de calouro e não deve sair antes disso.


 

Damien Wilson

 

Números Individuais

  • 16 jogos
  • 283 snaps participados (26,8% do total)
  • 23 Tackles
  • 7 Tackles com Assistência
  • 4 Tackles para perda de jardas
  • 3 Stuffs (Parar uma corrida antes ou na linha de scrimmage)
  • 0 Hurries
  • 0,5 Sacks
  • 1 Passe desviado
  • 0 Interceptações
  • 0 Fumbles forçados
  • 0 Fumbles recuperados

 

Premiação Individual

Nenhuma

 

Situação Contratual

  • Salário em 2016: US$641.578,00
  • Salário em 2017: US$731.578,00
  • Situação Contratual: Em contrato até 2018

 

Pontos Positivos

Apenas um mero reserva e jogador do time de especialistas, Wilson evoluiu e passou a ser um jogador útil também na defesa. A prova disso é seu número de snaps, o terceiro maior entre os linebackers do time. Wilson vem ganhando seu espaço aos poucos e vem correspondendo com as oportunidades que lhe vem sendo dadas.

 

Pontos Negativos

Apesar da evolução, ainda não dá pra exigir de Wilson um grande nível. Sua habilidade no momento ainda não é suficiente para o jogador ser titular, mas traz boas expectativas para o futuro.

 

Fica para a próxima temporada?

Sim. Wilson está no meio de seu contrato de calouro e não corre risco de sair.


 

Reservas

 

Jogadores

  • Andrew Gachkar (foto)
  • Kyle Wilber
  • Mark Nzeocha

 

Situação Contratual

  • Andrew Gachkar
    • Salário em 2016: US$1.900.000,00
    • Salário em 2017:
    • Situação Contratual: Free agent irrestrito em 2017
  • Kyle Wilber
    • Salário em 2016: US$1.500.000,00
    • Salário em 2017: US$1.750.000,00
    • Situação Contratual: Em contrato até 2017
  • Mark Nzeocha
    • Salário em 2016: US$541.087,00
    • Salário em 2017: US$631.087,00
    • Situação Contratual: Em contrato até 2018

 

Pontos Positivos

Os três jogadores se mostraram bastante úteis e versáteis, principalmente por jogarem também no time de especialistas. Gachkar teve um bom jogo contra o Eagles na Semana 16, onde ficou quase todo o jogo como titular, enquanto Nzeocha impressionou na pré-temporada, interceptando Jared Goff.

 

Pontos Negativos

Os três não tem qualidade suficiente para ajudar o time como titulares. Gachkar e Wilber somados recebem quase quatro milhões de dólares e mal participaram de 3% dos snaps defensivos em 2016. Já Mark Nzeocha voltou a sofrer com lesões, trazendo dúvidas do quanto ele pode ajudar o time.

 

Ficam para a próxima temporada?

Talvez. Sob contrato para 2017, Wilber e Nzeocha possuem mais chances de ficar, enquanto Gachkar só terá seu contrato renovado se for por um valor baixo.


 

Outros

 

Jogadores

  • Jaylon Smith (foto)
  • Rolando McClain

 

Situação Contratual

  • Jaylon Smith
    • Salário em 2016: US$1.108.903,00
    • Salário em 2017: US$1.476.129,00
    • Situação Contratual: Em contrato até 2019
  • Rolando McClain
    • Salário em 2016: US$2.125.000,00
    • Salário em 2017: –
    • Situação Contratual: Free agent irrestrito em 2017

 

Pontos Positivos

O talento dos dois jogadores é inquestionável. Smith e McClain não precisam entrar em campo para o torcedor saber que há neles o potencial de ser um ótimo linebacker.

 

Pontos Negativos

Rolando McClain não quer mais ser jogador de futebol americano. Suspenso mais uma vez, o jogador perdeu toda a temporada de 2016 e não parece querer voltar a jogar. Já Jaylon Smith precisa ficar de olho na recuperação de seu joelho, apesar das boas notícias. Qualquer cautela é importante.

 

Ficam para a próxima temporada?

Jaylon Smith ainda está sob seu contrato de calouro e não sairá. Já Rolando McClain não terá seu contrato renovado e provavelmente não volta a jogar na NFL.


 

O que esperar da posição para 2017?

 

Uma só palavra pode definir a próxima temporada: dúvida. O maior motivo da incógnita da próxima temporada é um só, o joelho de Jaylon Smith. Escolha de segunda rodada, a ex-estrela de Notre Dame pode se tornar um dos melhores linebackers da NFL se render o que esperavam dele antes da lesão do joelho.

Caso Smith consiga jogar e manter um alto nível, uma dupla dele com Sean Lee seria sem dúvidas uma das mais fortes da liga, trazendo ao corpo de linebackers um talento que não foi visto nessa década ainda em Dallas. Caso ele não se recupere da lesão ou jogue abaixo do esperado, a situação muda de figura.

Sem Jaylon, o Dallas Cowboys provavelmente terá um desempenho de seus linebackers parecido com o visto em 2016. Sean Lee saudável jogará num nível de elite, enquanto Hitchens e Wilson segurariam as pontas e demonstrariam maior qualidade se mantiverem a evolução.

Se Justin Durant e Andrew Gachkar não permanecerem no time, o Cowboys precisará ir ao mercado em busca de algum jogador para compor elenco que sirva para, principalmente, não comprometer.


 

Notas da Equipe

Nome Sean Lee Justin Durant Anthony Hitchens Damien Wilson Reservas Geral
Gabriel Plat 10 7,0 6,5 7,0 5,0 7,0
João Lucas Rodrigues 9,5 6,5 6,0 6,5 6,0 8,0
Leonardo Sangiorge 10 8,0 6,5 6,5 5,0 8,0
Luiz Gustavo Ferreira 10 8,0 7,0 7,0 5,0 8,0
Rafael Yamamoto 10 8,0 6,5 6,5 5,0 8,0
Média 9,9 7,5 6,5 6,7 5,2 7,8

 

As notas são dadas com o que cada jogador rendeu com base no que ele era esperado render. Assim, não estranhe se você ver um jogador que você acha que jogou menos que outro, mas que possui uma nota maior.


 

Conclusão

A posição de linebacker está longe de ser um problema para o Dallas Cowboys. Muito ao contrário, pois nela o time possui um dos melhores jogadores de toda a NFL em sua posição: Sean Lee.

Com boa temporada dos jovens Anthony Hitchens e Damien Wilson, além do veterano Justin Durant, os linebackers foram peça fundamental da defesa de Dallas em 2016. E o futuro pode ser promissor.

Se Jaylon Smith retornar jogando o que se espera dele, seu impacto pode tornar o grupo de linebackers do Dallas Cowboys um dos melhores de toda a NFL, mesmo com Rolando McClain fora do time. Ainda assim, será necessário ir ao mercado buscar alguma peça para compor elenco caso jogadores como Andrew Gachkar e o próprio Durant não renovem.

 


Quer ver as análises de todas as posições? Então clique aqui!

 

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.